Fetiches das Fúrias Negras

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Fetiches das Fúrias Negras

Mensagem  The Grand Wizard [Passo] em Sab 4 Ago 2012 - 14:39

Labrys (Não-Fetiche)
O labrys “padrão” é um machado de duas lâminas destinado a ser empunhado com duas mãos na forma hominídea; Garou podem empunhar um labrys com uma mão se sua Força chegar a 6. Um Garou pode empunhar um labrys em cada mão se sua Força chegar a 8 (ao atacar de tal maneira aplica-se as regras normais para ataques múltiplos — o jogador deve dividir a parada de dados do personagem ou usar Fúria para ações extras — mas uma Fúria em Crinos que empunha dois labrys é uma visão aterrorizadora, digna de um extra de +2 dados em testes de Intimidação). A arma causa Força + 4 de dano letal e é um componente importante para alguns rituais. Os labrys são frequentemente encantados para agir como fetiches além de sua utilidade central como armas; isso é feito tanto em honra à arma como para ajudar seu usuário. Eles são considerados como a arma tribal das Fúrias Negras; a maioria das Fúrias seria capaz de aceitar uma fêmea de outra tribo portando um labrys, mas poucas reagem de maneira bondosa ao verem um Garou macho usando um labrys.

Amuletos de Fertilidade - Nível 1, Gnose 2
Muitos tipos diferentes de amuletos de fertilidade existem; o próprio labrys é considerado como um símbolo de fertilidade por muitos. Outros incluem um corpo estilizado de mulher, tal como a Vênus de Willendorf; olhos de gatos ou
simplesmente uma rocha ou um pingente de gato de madeira; ovos; sapos; a lótus; e muitos outros. As Fúrias prendem espíritos de animais particularmente férteis (coelhos, gatos, sapos) nesses amuletos e ao fazerem isso, criam um objeto de magia que aumenta as chances de uma mulher conceber uma criança saudável. Amuletos de Fertilidade funcionam tão
bem em Garou fêmeas ou lobas como funcionam em humanos, apesar de que eles não aumentam as chances da mãe conceber uma criança Garou. E, claro, nenhum deles funciona em impuros. Algumas versões mais poderosas desses amuletos também aprimoram a saúde da mãe durante a gravidez, aumentando as chances dela de sobreviver e viver para criar seu filho. As Garou raramente precisam de tal auxílio e a medicina moderna faz um serviço moderadamente bom em cuidar dos humanos, então, esse tipo de amuleto está lentamente desaparecendo. Amuletos de Fertilidade não possuem efeitos no jogo; os resultados de encontros sexuais são melhor deixados nas mãos do Narrador que num teste de dados.

Aljave de Flechas de Prata Nível 2, Gnose 3
A maioria dessas ferramentas foram originalmente forjadas durante os antigos dias de conflito aberto com as outras tribos; os Senhores das Sombras e os Crias de Fenris eram anátemas para as Fúrias naquela época e estavam do outro lado dessas flechas mais normalmente do que as outras tribos. Existem dois encantamentos nessas flechas: primeiro, elas são mais afiadas do que as pontas de flechas comuns e, além disso, elas não quebram com seu uso comum. Isso quer dizer que uma Fúria pode disparar uma flecha de prata em uma criatura da Wyrm, errar e ter a flecha cravada em uma muralha de pedra ou ao lado de um tanque, e ela não se quebrará. Porém, se ela tentar usar a flecha como arma branca, gancho para escalada ou como palito de dente, ela se arrisca a quebrar a flecha.Um aljave suporta uma dúzia de flechas, mas conta como apenas um fetiche para os propósitos de harmonização. As flechas causam um dado de dano adicional (logo, 5 para arcos curtos e 6 para arcos longos), e esse dano é de prata, não-absorvível para os Garou sem Dons especiais ou armaduras. Esses fetiches contêm, normalmente, Lunos.

MET: Um aljave de flechas de prata causa dano por prata, como é de se esperar. A versão do fetiche aqui causa um Nível de Vitalidade extra de dano se o arqueiro vencer ou empatar o Teste Simples subseqüente ao acerto e nunca se quebram quando disparadas.


Torc da Caverna - Nível 3, Gnose 3

A usuária de um Torc da Cavern é abençoada ao viajar abaixo da superfície de Gaia e explorar seu útero; sistemas de cavernas se tornam um porto seguro para ela. Quando o Torc da Caverna é usado, a Garou pode ver na mais profunda escuridão tão bem como poderia ver em um dia nublado. Nas passagens, ela pode ver ainda melhor; seus sentidos se ampliam vinte metros em todas direções, quando no subsolo. Ela pode sentir inimigos escondidos atrás de uma curva em um túnel ou ver através de uma escavação. O torc funciona até mesmo quando abaixo do solo de estruturas modernas; caso uma Garou o use ao penetrar no porão de um arranha-céu infestado pela Wyrm, ela se beneficiará das habilidades
do torc. O Torc da Caverna só falha se a Película for 9 ou maior. Esses fetiches são criados com a ajuda de vários
espíritos cavernosos, como espíritos-morcego, -toupeira ou elementais da terra.

MET: A usuária de um Torc da Caverna ativo nunca sofre penalidades por escuridão e não pode ser surpreendida por nada dentro de vinte passos, desde que a Película local seja menor que 9.

Leitor de Moedas - Nível 3, Gnose 3
A Irmandade desenvolveu fetiches dessa natureza no início do século XVII; o fetiche rastreia o dinheiro, para ver que o possuía anteriormente. Versões mais antigas desses fetiches são balanças de pratos com uma caneta tinteiro e um pote de nanquim; uma moeda é colocada em um dos lados da balança de pratos e a caneta se levanta e escreve os nomes das últimas sete pessoas a tocarem a moeda. Versões mais recentes do fetiche têm uma bandeja e uma impressora de recibos, mas o efeito é o mesmo — e note que todas as versões do fetiche podem rastrear dinheiro em papel tão facilmente como fazem com moedas. Transferências eletrônicas, sendo puramente do reino da Weaver, não podem ser rastreadas com esse fetiche. Esse fetiche foi primeiramente criado quando uma matilha da Irmandade descobriu estar
recebendo uma grande quantia de moedas maculadas pela Wyrm e descobriu que elas inadvertidamente intimidavam os donos de lojas que interrogavam. Certos Dons e poderes da Wyrm podem ocultar as identidades dos antigos donos.
Rumores circulam sobre uma versão desse fetiche que continua a rastrear a moeda por alguns dias após ela deixar o fetiche; essa versão escreve os nomes à medida que a moeda passa de mão em mão durante uma semana ou mais. Tal fetiche certamente possui uma necessidade de Gnose maior do que o leitor de moedas “comum”. Esses fetiches são feitos ao se prender espíritos da avareza.

MET: Devido à dificuldade de rastrear todo dinheiro imaterial que passa pelas mãos do personagem, esse fetiche deve ser usado entre os jogos, quando você desejar reunir informações sobre os Recursos ou Influência de alguém. Você pode descobrir como eles ganham seu dinheiro (ao checar quem os paga) ou com quem eles estão gastando, desde que você tenha um quantia qualquer desse dinheiro. Fazer isso pode exigir que você interprete de alguma forma como possui o dinheiro do alvo, seja através do roubo ou trapaça.

Arco de Ártemis - Nível 3, Gnose 5
Um Arco de Ártemis só pode ser usado por uma Fúria Negra Donzela. É o arco de caça perfeito, que dá a sua usuária +4 dados em suas paradas de dado de Sobrevivência quando usado em caças por comida. Em batalha, dá a sua usuária +2 dados em suas paradas de dado de Arquerismo e faz com que as flechas que acertem seus alvos causem 2 dados extras de dano letal. O arco é feito prendendo qualquer espírito da ninhada do Pégaso.

MET: Um Arco de Ártemis causa um Nível de Vitalidade extra de dano com qualquer flecha disparada; ele dá um bônus de duas Características extras a sua usuária (apesar de que apenas uma única Característica se a arqueira não tiver a Habilidade Arquerismo ou Esportes); e adiciona um impressionante bônus de quatro Características na resolução de todas as Disputas de Sobrevivência em caçadas de arco. Esses modificadores permanecem com munições mágicas — tema a Fúria com Flechas Malditas ou Flechas de Prata.

Labrys (Fetiche) - Nível 3, Gnose 7
Um labrys fetiche é muito parecido com o machado de duas lâminas padrão de mesmo nome (veja acima). Porém, graças ao espírito da guerra ligado a ele, causa dano agravado, e não letal.

Caixa de Pandora Nível 3, Gnose 6
Nos mitos antigos, Pandora tinha uma caixa cheia dos males da humanidade; como ela era imensamente curiosa, ela a abriu e os males foram liberados para assolar a humanidade para sempre. Esse fetiche é, ironicamente, nomeado graças a essa mulher, já que ele pode ser usado para aprisionar e libertar Malditos — os males da humanidade personificados. A Caixa pode manter até 10 espíritos da Wyrm ao mesmo tempo. Para aprisionar um espírito, a Fúria ligada à Caixa
deve apontar a fechadura da Caixa para o espírito e dizer uma palavra de comando em grego antigo. A Caixa então faz um teste resistido de sua Gnose contra a Fúria atual do espírito; a dificuldade é 6 para ambos. Se a Caixa tiver mais sucessos, o Maldito é aprisionado; se o Maldito tiver mais sucessos ou o mesmo número, ele está livre e a Caixa de Pandora não pode ser usada novamente naquele dia. Se, por alguma razão, a Fúria desejar libertar um ou mais Malditos, ela só precisa abrir a tampa da Caixa de Pandora. Ela deve fazer um teste de Raciocínio e conseguir 3 sucessos para libertar apenas um Maldito; menos que 3 sucessos indicam que outros Malditos escapam, um por sucesso a menos que 3. Uma falha crítica nesse teste liberta todos os Malditos da Caixa. Se ela conseguir os 3 sucessos, o Maldito que escapa será aquele que está a mais tempo na Caixa. Esse fetiche é feito ao se aprisionar qualquer espírito
com poderes de aprisionamento em seu interior; normalmente espíritos de aranhas-espíritos que constroem algo são os preferidos.

MET: Faça uma Disputa entre a Caixa (seis Características de Gnose) contra as Características de Gnose do Maldito. Se a Caixa vencer, ela imediatamente aprisiona o Maldito. Se falhar, a Caixa não funcionará novamente naquele Maldito pelo resto do dia. Libertar um Maldito exige uma Disputa Mental Estática do dono da Caixa, com uma dificuldade de 7
Características. Sucesso permite que a Caixa libere o Maldito que vive a mais tempo dentro

Labrys de Isthmene - Nível 4, Gnose 7
O Labrys de Isthmene não é um item único; pelo contrário, é o nome geral para qualquer labrys fetiche dedicado a Isthmene, a Górgona da batalha. A versão mais comum desse fetiche causa Força + 4 dados de dano de dano agravado, ao invés de letal, e permite à usuária canalizar o Dom: Espírito da Batalha, gastando sua Gnose como se ela soubesse o Dom. Um Labrys de Isthmene não pode ser usado por um Garou macho de qualquer tribo; o labrys consome um ponto extra de Gnose para fêmeas de outras tribos para harmonizá-lo.

MET: Um Labrys de Isthmene harmonizado, usado apenas por uma mulher, causa dano agravado ao invés do dano letal e permite seu usuário invocar o Dom: Espírito da Batalha. Como dito anteriormente, harmonizar tal arma exige uma Característica

Chibata das Fúrias - Nível 4, Gnose 8
Esses chicotes são antigos gatos de nove caudas farpados. São ditos que foram rasgados das tripas de uma grande criatura da Wyrm, e muitos sugerem que a criatura tenha sido o Leão da Neméia. O motivo disso é apenas porque o Leão era, enfaticamente, uma antiga criatura da terra, derrotado pelo deus Hércules e usar suas entranhas como um fetiche de dor condiz com a natureza irônica de uma Fúria Anciã. Esses chicotes são usados para punição ou até mesmo para tortura, não para batalhas. Um golpe de uma das Chibatas — existem apenas cinco — causa Força +3 de dano agravado, com uma dificuldade de absorção igual à 9. Os ferimentos das Chibatas deixam cicatrizes permanentes; as Fúrias podem fazer um teste de Percepção + Ocultismo, dificuldade 8 para tentar reconhecer as cicatrizes que as Chibatas causam — são necessários 2 sucessos. Os espíritos dentro da Chibata descobrem as culpas ocultas do alvo com um golpe bem sucedido e passa essa informação para a Fúria que a usa ao menos que o alvo obtenha mais sucessos em um teste de Força de Vontade (dificuldade 9) do que os Níveis de Vitalidade recebidos pelo golpe. A Chibata das Fúrias não é usado unicamente nas criaturas da Wyrm; ela já foi usada em Garou intransigentes de outras tribos, mas esses Garou raramente retornam vivos para seus companheiros de tribo. É sabido que Kelonoke Cabelos-Selvagens possui uma Chibata das Fúrias e que o açoite do fetiche é a menor das agonias que um Garou macho sentirá ao pôr os pés próximos do caern natal das Fúrias.

MET: Uma Chibata das Fúrias causa dois níveis de dano agravado, mas não possui Características bônus. Porém, uma vez que a vítima está sendo torturada e incapaz de resistir, é um grande obstáculo. Toda vez que a Chibata acerta, a vítima deve vencer (não empatar) um Teste Simples ou gastar uma Característica de Força de Vontade; uma falha significa que uma culpa secreta é transmitida empaticamente para aquela que empunha a chibata.

Labrys de Bronze - Nível 5, Gnose 7
As armas mais antigas das Fúrias Negras vêm da Era de Ouro da tribo, em Atenas durante os dias seguintes à Guerra de Tróia. Durante essa época, elas agiam como árbitras da justiça dentro da cidade, para o temor dos infratores de toda Atenas. Alguns fetiches permanecem com a tribo desde aqueles dias antigos; eles são confeccionados de bronze, como era a maioria das armas e armaduras da época. O Labrys de Bronze é um exemplo de fetiche desse tipo; Narradores e jogadores são encorajados a criar suas próprias armas fetiches de antigamente para encaixar na história da crônica. O Labrys de Bronze causa Força +5 dados de dano agravado; além disso, ele se move sob influência do espírito das Górgonas em seu interior e dá a sua usuária uma manobra de Bloqueio extra a cada turno de combate, sem nenhuma penalidade por ação múltipla. O Labrys de Bronze pode armazenar até cinco pontos de Gnose, que pode ser acessado pela usuária como uma ação livre, para usar como quiser; ela pode também investir sua própria Gnose no Labrys de Bronze para restaurar a energia que gastou. Por fim, uma vez por dia, a Fúria que empunha o Labrys de Bronze pode usá-lo para cortar até 1m de profundidade de praticamente qualquer substância inanimada; fazendo isso, ela pode cavar um buraco para um humano.

MET: Um Labrys de Bronze funciona em combate da mesma forma que um labrys normal, exceto que causa dano agravado e dá a sua usuária um reteste defensivo extra a cada turno de combate. O Labrys de Bronze armazena até cinco Características de Gnose, que podem ser usadas ou restauradas à vontade pela usuária. Uma vez por dia o Labrys de Bronze pode escavar um buraco de 1m de profundidade em qualquer substância inanimada, exceto nos mais poderosos materiais endurecidos magicamente.





Frases de Ronny
- Você não deve esperar de mim nada além de escárnio, lisonja e mentiras. E jamais dê as costas para mim, filho da puta!
- Eu sou tolo por dizer que você é um idiota de primeira e apontar seus erros? Não há tolice maior do que ficar contra mim, é justamente isso que você fez, tolo.
- Inimigos suficientemente perfurados, mordidos, partidos ou explodidos, ou seu dinheiro de volta.
- Eu perguntei se eles queriam resolver tudo de um modo fácil. Fácil para mim.
- "Totalmente" é o meu modo favorito de FUDER as coisas!


Narração
- Minha Fala -
Pensamento
[Sobre a Rolagens de dados e detalhes do Sistema]
avatar
The Grand Wizard [Passo]
Admin
Admin

Mensagens : 1891
Data de inscrição : 24/12/2010
Idade : 26
Localização : Pra lá de Além Paraiba

Ver perfil do usuário http://lobisomemoapocalipse.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum