Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  amadeo herlz em Qua 17 Out 2012 - 19:37

A jovem Garou tem beleza, carisma e sabe usar as palavras como ninguém, quando abre a boca até os passarinhos se deixam levar pelo som de sua voz, humanos e garous mais de uma vez a receberam com sorrisos largos demonstrando facilmente influenciáveis pelos seus encantos. Seus pedidos sempre foram atendidos como se fossem ordens; Enfim, a sedutora Fianna já destruiu mais corações do que as garras de um Cria de Fenrir.



Mas nem tudo são flores, pois diferente da grande maioria das pessoas seu passado é um livro fechado, cuja a chave se perdeu, talvez o espírito pudesse responder muitas das perguntas, que sempre lhe instigaram, entretanto, ela é incapaz de fazê-lo. Ficando no ar uma sensação de esta tão perto e ao mesmo tempo tão longe.


Quando você escuta a campainha tocar, chegando na sala você vê uma jovem com uma saia longa, um camisa com grande decote, cabelos negros, olhos castanhos e bem bonita estava sentada na sala e conversando com "Tio Ben".



Escutando a conversa dos dois, você compreendeu que um conhecido de "Tio Ben" chegou na cidade, ele é um Peregrino Silencioso chamado "Hijo dela Salamandra", e viaja pela America do Norte numa Kumpania Cigana; Eles pretendem montar o acampamento durante um tempo em West Vancouver. Vocês estariam sendo convidados a participar de uma festa da fogueira. Na carta trazia o mapa para vc chegar no acampamento e o horário do começo está para as 20:00h.


A festa da fogueira é um evento que os ciganos fazem para celebrar a primeira lua cheia de cada mês e pelas palavras amistosas será um prazer a presença de vocês e o evento é aberto a todos, conflitos são proibidos. Principalmente por se tratar de um momento de apreciação da vida.-


Não é necessário dizer, que aquela sensação de curiosidade lhe veio, a final como será uma festa cigana.


Falas -...-

Pensamentos "..."

Ações * ... *

Narração: texto comum.
avatar
amadeo herlz
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 64
Data de inscrição : 10/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  Ruby em Qua 17 Out 2012 - 19:55

*---------------------------*

"Festa cigana"
Aquilo despertava mais que minha curiosidade...
Adentro na sala com olhos iluminados de querer sempre mais... descubrir coisas, e pessoas novas..
Cumprimento a mulher.

-Olá

Digo sorridente, ao mesmo que a olhava estendendo a mão, depois olhava para tio Ben, sabia que ele me falaria se poderia permanecer na sala ou não. Ficando vi que havia um convite de um amigo de Tio Ben, que estava na cidade, estava nas mãos dele convite e até um mapa.

Encaro ele e pergunto:

-Iremos né?? por favor!!!!!!

Faço beicinho querendo ir na festa, ao mesmo tempo que sorria, sendo simpatica o tempo todo.
avatar
Ruby
Fianna
Fianna

Mensagens : 527
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  amadeo herlz em Qua 17 Out 2012 - 20:40

Tio Ben: - Bem-vinda Astrid! Essa é Maria Mercedez Balboa, ela é irmã de um amigo o seu nome é Pablo Balboa, mas também é conhecido como "Hijo dela Salamandra", ele é um Thergue Peregrino Silencioso. Infelizmente não poderei ir, era isso que estava para falar, quando você chegou.-


Maria: - Hola! Ben caso você não se importe, eu poderia vir de carro busca-la e a traria de volta no dia seguinte de tarde.-

Tio Ben: - Não sei! Pode ser...

* Ele esta sem jeito.*

Maria: - Então esta combinado! Posso vir pega-la às 19:00h.

* Maria sai e se despede.*

Tio Ben fecha a porta e diz: - Você não sabe como essas festas são, ouvi boatos que até sanguessugas aparecem e combates são proibidos. Talvez para Hiago e sua família isto seja normal, mas para ti não é.-

* Ele sai da sala com um cara de poucos amigos.*


Falas -...-

Pensamentos "..."

Ações * ... *

Narração: texto comum.
avatar
amadeo herlz
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 64
Data de inscrição : 10/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  Ruby em Qui 18 Out 2012 - 17:15

Tio Ben: - Bem-vinda Astrid! Essa é Maria Mercedez Balboa, ela é irmã de um amigo o seu nome é Pablo Balboa, mas também é conhecido como "Hijo dela Salamandra", ele é um Thergue Peregrino Silencioso. Infelizmente não poderei ir, era isso que estava para falar, quando você chegou

Faço cara de triste e desanimada no ato.

Maria: - Hola! Ben caso você não se importe, eu poderia vir de carro busca-la e a traria de volta no dia seguinte de tarde.-

Sorrio animada pra ela *-* e faço cara de pedinte pra Tio Ben;

Tio Ben: - Não sei! Pode ser...

Sorrio de felicidade ao ouvir Maria confirmando me buscar as 19h.

Após ela se despedir Tio Ben com cara de poucos amigos diz:


Tio Ben fecha a porta e diz: - Você não sabe como essas festas são, ouvi boatos que até sanguessugas aparecem e combates são proibidos. Talvez para Hiago e sua família isto seja normal, mas para ti não é.-

Penso em dar uma resposta:

-Mas tio Ben...não confia em mim? voce mesmo permitiu que eu fosse, vou ficar no meu lugar..prometo não me demorar.

Vou seguindo ele dizendo essas palavras como uma filhote obediente.


avatar
Ruby
Fianna
Fianna

Mensagens : 527
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  amadeo herlz em Qui 18 Out 2012 - 18:35

Tio Ben: - ótimo! fica atenta, você poderá aprender uma coisa ou duas, e tome cuidado com sua carteira, a final você é uma "gadje", salvo engano esse é o termo, que eles usam para não ciganos.-


O dia passa sem nada de novo e na hora marcada a cigana toca a campainha, ela continua bonita como antes, ao te ver dá um sorriso e te abraça. Demonstrando ser uma pessoa bem cordial e simpatica. Vocês vão numa Picape.



Maria Mercedez


Spoiler:





A conversa flui, sem nada em especial. Maria Mercedez: - Recomendo que tome cuidado com o vinho, pois ele é tinto e forte... Minha família é natural da cidade de Balboa ao norte da espanha ... Mais tarde caso queira, eu posso ler a sua sorte nas cartas, não será incomodo nenhum.- Enfim, ela a todo momento tem se mostrado uma pessoa gentil e cheia de vivacidade.



Chegando ao acampamento, você não vê uma fogueira, mas várias apesar de ter um central, a Lua no céu é cheia e esta parecendo mais próxima da terra e com uma colocaração azul, mulheres de vestidos longos e de renda estão a correr de um lado para o outro arrumando as últimas coisas. Todavia, você vai seguindo Maria e ela te leva para um local onde tem alguns músicos.


Maria Mercedez: - Aquele ali dançando é meu irmão.-


( O video é só para mostrar como foi a dança)


O que lhe chama a atenção é que apesar dele, esta em silêncio, cada movimento dele é rico de significados, talvez muitos não conseguiriam expressar tanta emoção em palavras e ele fez na dança. Pelo que você conhece da sua tribo, muitos Fianna se rasgariam diante de um talento desses.




Pablo Balboa - Hijo dela Salamandra

Spoiler:



*Ele termina de dançar e vem na direção de vocês.*


Falas -...-

Pensamentos "..."

Ações * ... *

Narração: texto comum.
avatar
amadeo herlz
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 64
Data de inscrição : 10/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  Ruby em Qui 18 Out 2012 - 18:49

Me arrumo com um vestido verde, era um pouco mais cumprido que os que eu tinha mais era rodado.
Coloco um flor no cabelo deixando todo ele de lado e espero minha carona.
Levo poucas coisas comigo, pouco dinheiro em uma pequena bolsinha de amarrar na cintura, tipo porta batons, mal dava pra ver.
Quando minha carona chega, entro junto com ela e ela odferece pra ler cartas..eu mais que depressa não escondo minha curiosidade e aceito.

Passamos perto de algumas mulheres eate chegar perto de uns musicos.. lá um homem se apresentava.
Estreito os olhos prestando atenção... a dança era contagiante..eu queria dançar..começo a sentir a musica.. enquanto ele dançava prestava atenção no significado e na paixão com que ele se apresentava.

Ele se aproxima.. "ah! então esse era Pablo" Um homem muito bem apeçoado.
Espero ele se aproximar e Maria fazer as apresentações.
avatar
Ruby
Fianna
Fianna

Mensagens : 527
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  amadeo herlz em Qui 18 Out 2012 - 19:32

Pablo aproxima-se cumprimenta a irmã com um beijo e depois beija-te a mão. Fala: - Finalmente tenho a oportunidade de conhece-la, Ben já havia falado-me de ti; sinta-se em casa.-


* ele te olha aparenta adimirar sua beleza.*

Pablo: - Eu sou Pablo Balboa, Peregrino Silencioso Thergue e mais conhecido com "Hijo dela Salamandra". Quando ele fala isso, você é capaz de ver as chamas da fogueira próxima tremularem como se fosse o movimento de uma salamandra.


A música continua tocando, jovens ciganas vão até junto próximo a fogueira, Pablo e a irmã caminham contigo até a mesa das bebidas.

Maria: - Pablo, ela não talvez não esteja acostumado a nosso vinho e prometi leva-la amanhã em segurança para casa.-

Pablo: - Maria, ela não é um criança e estamos diante de uma noite mágica, olhem uma verdadeira Lua Azul, isto é um evento raríssimo.-

Maria: - Irmão, tu tens razão. -

Pablo: - Bela Astrid a verdadeira Lua Azul traz varios efeitos ao povo cigano, as mulheres tem elevada sua capacidade de clarividência e o mesmo ocorrem com aqueles que possuem mediunidade.-


* Ele te oferece uma caneca de vinho.*


Falas -...-

Pensamentos "..."

Ações * ... *

Narração: texto comum.
avatar
amadeo herlz
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 64
Data de inscrição : 10/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  Ruby em Qui 18 Out 2012 - 19:49

O famoso Pablo beija minha mão e diz:
- Finalmente tenho a oportunidade de conhece-la, Ben já havia falado-me de ti; sinta-se em casa.-- Eu sou Pablo Balboa, Peregrino Silencioso Thergue e mais conhecido com "Hijo dela Salamandra".

Sorrio para ele depois que vejo as chamas trepidando atras dele.

Nos encaminhamos pra mesa de bebidas enquanto escutava eles conversando:

Maria: - Pablo, ela não talvez não esteja acostumado a nosso vinho e prometi leva-la amanhã em segurança para casa.-

Pablo: - Maria, ela não é um criança e estamos diante de uma noite mágica, olhem uma verdadeira Lua Azul, isto é um evento raríssimo.-

Maria: - Irmão, tu tens razão. -

Pablo: - Bela Astrid a verdadeira Lua Azul traz varios efeitos ao povo cigano, as mulheres tem elevada sua capacidade de clarividência e o mesmo ocorrem com aqueles que possuem mediunidade.-

Ele me oferece a bebida. Eu pego nas mãos... minha doce curiosidade.. tio Ben ja me falava o quão ruim era ser curiosa assim. Olho para Pablo e começo a beber devagar..sentindo o gosto do vinho.. (não bebo tudo,so um pouco, pelo menos por enquanto)



avatar
Ruby
Fianna
Fianna

Mensagens : 527
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  amadeo herlz em Qui 18 Out 2012 - 20:57

Do que é feito esse povo exotico? Essa noite você irá descobrir.

O vinho não é tão forte, quanto os que já bebeu em festas de sua tribo, mas é saboroso.


Pablo: - Estou muito feliz por sua vinda, pode ficar tranquila, que aqui estás em casa.-


Os olhos dele brilham devido o reflexo do fogo e o sorriso dele transmite confiabilidade, mas no momento em que aparentemente ele iria falar-te algo, um grupo de jovens praticamente o arrastam de volta ao palco. Ele parece ser muito querido pelas pessoas e este afeto, acabam o inibindo de recursar os pedidos feitos para que ele toque uma canção.

Ele começa a dedilhar o violão.




Maria: - Meu irmão é muito bom com o violão, venha comigo vamos dançar.-

Outras pessoas também começam a dançar e inevitavelmente vocês duas são separadas.


Você escuta uma gargalha meio zombeteira e um homem se aproxima; ele é bonito, elegante e charmoso, mas ao invés de falar-te algo ele começa a bater palmas e com os pés começa a bater com força no chão, convidando-a a bailar.


aparência do sujeito

Spoiler:




Falas -...-

Pensamentos "..."

Ações * ... *

Narração: texto comum.
avatar
amadeo herlz
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 64
Data de inscrição : 10/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  Ruby em Sex 19 Out 2012 - 18:15

Pablo: - Estou muito feliz por sua vinda, pode ficar tranquila, que aqui estás em casa.-

Sorrio para ele vendo ele ser arrastado depois por outros para tocar violão.

A musica era incrivel, ele era muito talentoso..tanto para dança, quanto para musica. Ele tinha algo que me chamava atenção... um charme, um calor... algo.

Ao som do violão Maria me arrasta para dançar, na dança mais pessoas compartilham dessa aventura.. e começamos a nos separar. Tentava manter o foco em Maria ao mesmo tempo que tentava me divertir.

Um rapaz começa a bater o pé no compaso da musica, querendo que eu o seguisse, levanto os braços em sinal de aceitação da dança. Começo a move-los com graciosidade, apesar de não saber como fazer direito, tentava imitar as mulheres que estavam dançando próximas, como Maria.

Sorria sempre, aquilo me divertia muito. Queria saber quem era o cara que estava a minha frente dançando. Mantinha o olhar nos olhos daquele homem procurando Maria sempre que precisava fazer um volta (passo de dança) disfarçadamente.
avatar
Ruby
Fianna
Fianna

Mensagens : 527
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  amadeo herlz em Dom 21 Out 2012 - 16:09

Sua capacidade perceptiva é melhor do que a de um humano comum, ou pelo menos é melhor do que a de Maria; A pobre Parente fica a olha de um lado ao outro à tua busca, mas no meio daquelas pessoas, realmente é algo difícil.


Uma nova brisa faz com que seus cabelos rocem na face dele, o seu charme selvagem parece ter feito algum efeito, pois os olhos dele parecem faiscar, a Fianna tinha o dom do encantamento bem desenvolvido e sabia disto.


O homem fala: - Minha cara você é perfeita, já que seu simples mover de corpo é capaz de atrair, cativar, convencer, induzir, instigar, persuadir e acima de tudo seduzir. - Muitos adjetivos, que podem ser resumidos na palavra aliciar, só um cego não percebe, que as intenções dele.


A música termina. Ele olha para ti com uma cara de "cachorro piadão" e diz de forma galhofateira: - Minha bela pode chamar-me de Alejandro, não acredito em acaso, assim como tenho certeza que este encontro está escrito nas estrelas. Acompanharia-me a uma volta pelo acampamento? – Pelo visto, senso de humor não era o que lhe faltava.


Neste momento aparece o Peregrino e ele com uma cara de poucos amigos diz: - Alejandro apesar dela não ser de nosso povo, ela esta de baixo de minha proteção.-

Alejandro: - Pablo deixa a jovem decidir com quem queres ir!-

Os dois estão olhando para ti.


Falas -...-

Pensamentos "..."

Ações * ... *

Narração: texto comum.
avatar
amadeo herlz
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 64
Data de inscrição : 10/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  Ruby em Dom 21 Out 2012 - 18:15

Enquanto dançava com o homem, vejo Maria a minha procura.
Continuo a dança e percebo algo de diferente no homem, estava ele a me olhar de maneira estranha e diz:

O homem fala: - Minha cara você é perfeita, já que seu simples mover de corpo é capaz de atrair, cativar, convencer, induzir, instigar, persuadir e acima de tudo seduzir. - Muitos adjetivos, que podem ser resumidos na palavra aliciar, só um cego não percebe, que as intenções dele.

Dou um sorriso para ele, afinal sabia da minha "sedução", mas era dificil acostumar com ela, fazia sem querer fazer isso já me trazia preocupações demais.
- Minha bela pode chamar-me de Alejandro, não acredito em acaso, assim como tenho certeza que este encontro está escrito nas estrelas. Acompanharia-me a uma volta pelo acampamento? – Pelo visto, senso de humor não era o que lhe faltava

Sorrio de volta para ele simpatica e digo:

-Muito prazer Alejandro.

Nesse momento surge Pablo.

- Alejandro apesar dela não ser de nosso povo, ela esta de baixo de minha proteção.-

Alejandro o enfrenta:

Alejandro: - Pablo deixa a jovem decidir com quem queres ir!-

Alejandro - Sorrio olhando para o mesmo. - Obrigada pela dança...foi incrivel.Mas, terei que decair de sua oferta. -mantelho o sorriso estendo meu braço para Pablo - Toca uma musica para mim?
avatar
Ruby
Fianna
Fianna

Mensagens : 527
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  amadeo herlz em Qua 24 Out 2012 - 15:33

Alejandro dá um sorriso e diz: - É uma pena...-


Neste momento um grito agudo de socorro interrompe as palavras do cigano, instintivamente vocês procuram pela origem, veem ao longe ratos maiores que cães puxando crianças para dentro de um buraco, um deles esta a perseguir um menino que esta à gritar por socorro.


A aparência das crianças não deixa dúvidas de que são naturais do acampamento, seria uma catástrofe caso elas sejam mortas pelos ratos, pois isso colocaria em risco o futuro desta Kumpania.


Você jamais iria imaginar, que numa noite regada à vinho, dança e festa seria interrompida tão abruptamente por esse ataque inusitado ao acampamento.


Pablo e Alejandro sem pensar duas vezes correm naquela direção, as demais pessoas do acampamento aparentam não terem persebido o ocorrido, enquanto assimila o que está ocorrendo, uma certa lhe vêm, que são a única esperança de socorro daquelas crianças imediata.


Falas -...-

Pensamentos "..."

Ações * ... *

Narração: texto comum.
avatar
amadeo herlz
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 64
Data de inscrição : 10/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  Ruby em Qua 24 Out 2012 - 19:25

Quando Alejandro ia me responder somos interrompidos por gritos de socorro

Mas que depressa os dois se põe a correr em direção aos gritos e tumultos

Olho dos lados procurando alguma criança que poderia estar em perigo, para tira-la o mais rapido da "linha de tiro".

Não poderia ver aquilo e não fazer nada! Tinha que ajudar de algum modo.

Ao mesmo tempo que procurava as crianças proximas necessitadas de ajuda, estudava meus inimigos e como meus anfitriões lhe davam com o ataque..(transformações? tinha algum lider dos ratos? algo mais estranho)
Estudar o terreno era necessario antes de partir pra um ataque frontal.
avatar
Ruby
Fianna
Fianna

Mensagens : 527
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  amadeo herlz em Qua 24 Out 2012 - 21:22

Você observa o local, não havia mais nenhuma criança por perto, muito provavelmente já devem esta dentro do buraco para onde aquelas estavam sendo arrastadas, os dois ciganos passam pelo garoto, deixando que ele corra na sua direção.


O menino passa por ti correndo, buscando a segurança dos seus junto da fogueira, enquanto que os dois ciganos tomam a forma de lobo, mas de maneira e de coloração diferentes, Pablo em as caracteristicas de um lobo ibérico, que é uma versão do lobo acinzentado, com manchas brancas no focinho e manchas escuras nas costas e no rabo, já Alejandro é um lobo todo preto sem qualquer mancha.

Eles sem dificultade rasgam o grande rato, que veio na direção deles e rumam na direção do buraco.


Falas -...-

Pensamentos "..."

Ações * ... *

Narração: texto comum.
avatar
amadeo herlz
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 64
Data de inscrição : 10/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  Ruby em Qui 25 Out 2012 - 7:01

Vejo o menino passar por mim, enquanto Alejandro e Pablo se transformam em lobo e seguem seu caminho para dentro do buraco. Atras das demais crianças que provavelmente foram arrastadas.

Com as saida dos dois fico confusa por onde ir. o acampamento na certa precisaria de alguem para ajudar a proteger, haviam crianças ainda que haviam se salvado. No entanto acharia que poderia ser util perto de ambos, apesar de não ser uma pessoa totalmente combate.

tento me transformar em hispo. tentando assim me aproximar por dentre as sombras chegando o mais proximo o possivel de onde pablo e Alejandro estariam.
Em caso de ataque pelas laterais ou de surpresa feito dos inimigos para ambos (Pablo e Alejandro) tentaria chegar na surdina para protege-los, atacanto os inimigos de golpe sujo. Prestava a atenção em todo o local, "ja haveriam pego crianças suficientes?"

Não poderia deixar que nada acontecesse mais, teria que fazer uma busca as crianças. As imagens do acampamento sendo atacado não saiam da minha mente.

avatar
Ruby
Fianna
Fianna

Mensagens : 527
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  amadeo herlz em Seg 3 Dez 2012 - 14:42

A jovem fianna toma a forma hispo e tentar acompanhar os passos dos dois gitanos, como era de se esperar eles estão indo bem rápido e para a surpresa de todos o buraco em que eles haviam entrado era muito maior do que poderiam imaginar de bifurcação em bifurcação eles tentam seguir o rastro daqueles que levaram as crianças. Um verdadeiro labirinto subterrâneo e onde eles estão agora.


Um grito de criança ao longe os faz acelerar as passadas, neste momento a Jovem começa a ficar para tras, ela aumenta suas passadas e quando estava prestes a alcançar os dois um desmoranemento ocorrer, uma poeira se levanta, por alguns minutos não é possível ver nada.


Pablo, uiva perguntando se ela estaria bem e nesse momento que a poeira abaixa é possível ver que uma barreira de pedras encontra-se entre eles, é audível o som das patas dos dois tentando mover as pedras para chegarem nela, mas isso acaba fazendo um pouco mais de terra descer. Diante da impossíbilidade de remover aquela parede de pedras.


O peregrino novamente uiva informando que tentará encontrar as crianças e para ela tentar fazer o caminho de volta a kumpania, entretanto não foi possível a memorisação do trajeto. Desta forma, mas por falta de opção do que por outro motivo, a Fianna é deixa a própria sorte.


Falas -...-

Pensamentos "..."

Ações * ... *

Narração: texto comum.
avatar
amadeo herlz
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 64
Data de inscrição : 10/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Astrid Baltmor "Sorte Vermelha" - Falando com Espíritos

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum