Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Edson F. em Ter 1 Jan 2013 - 16:35

I - Evidências


2:32 da manhã, Jhon Rokphiler está em seu laboratório, precisando apenas de cerca de duas horas de sono por dia ele já completou sua carga horário de sono, e agora tem até perto da meia noite para fazer suas pesquisas a vontade sem a necessidade de dormir, o noticiário tem a mesma notícia, já faz alguns meses, sobre um serial killer, um homem misterioso, que ataca suas vítimas sugando todo o seu sangue, conhecido como O Assassino Sugador, até agora já foram nove vítimas em três meses, três por mês, para a polícia não passa de um psicopata, mas para Jhon, é um vampiro. Dessas nove vítimas sete foram mortas, duas sobreviveram, mas não se lembram de nada.

"- Até agora não se sabe do paredeiro ou da identidade do criminoso, duas vítimas foram encontradas ainda vivas, em estado gravíssimo, cerca de 2 litros de seu sangue foi literalmente drenado, foram encaminhados ao hospital e agora passam bem, mas não se lembram do ataque, a quem ache que seja coisa de vampiro - o apresentador dá uma risada antes de continuar - coisas infantis, mas não foram encontradas perfurações em seus pescoços, então acredita-se que seja apenas um psicopata, que já tem até nome O Assassino Sugador. Encerrando essa matéria, agora vamos para a previsão do tempo de hoje..."

Jhon desliga a TV. A muito tempo que ele vem pesquisando sobre esses seres, sua obceção começou quando ele e seus pais foram atacados por um vampiro, desde esse dia seus pais nunca mais foram vistos, desde então tem usado todo seu tempo em pesquisas, mas já tem muito material sobre isso, ele quer ir mais além, quer descobrir o segredo de sua imortalidade, e o que vai fazer é se tornar um caçador e capturar algum vampiro, e O Assassino Sugador com certeza é sua caça.

Agora, após ver todo o noticiário, começa a olhar as câmeras que existem espalhadas pela cidade, ele teve uma ajuda com o monitoramento das cameras, e aproveitou a chance também e criou um software para identificar vampiros a qual ele já tenha visto antes, ele olha todas as fitas, de todas as câmeras, apenas as gravações feitas a noite, tudo normal.

Já são 3:44 da manhã é quando Jhon percebe algo estranho nas gravações, um homem caminha por um beco, está um pouco escuro mas a câmera ainda capta alguma coisa, ele segue o homem com o olhar até onde a câmera alcança, e depois muda para outra câmera, perto a uma esquina, mas o homem não aparece mais, ele deseparece no beco antes de sair dele. Voltando para a câmera número 1 não dá para ver mais nada, o homem não está mais lá. Será que ele fora uma vítima ou o homem que Jhon procurava, não viu nos noticiarios nada sobre um homem desaparecido. Os vampiros possuvem muitas capacidades sobre-humanas, talvez ele tenha escalado os prédios, uma vez que o beco é formado por altos prédios de ambos os lados, ou o homem pode ter sido pego antes de sair do beco.

Agora precisa investigar isso, precisa saber mais sobre esse desaparecimento, essa é sua grande chance de capturar um vampiro e descobrir todos os seus segredos.


Última edição por Edson F. em Sab 1 Jun 2013 - 10:19, editado 1 vez(es)




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 26
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Joselito em Qua 2 Jan 2013 - 17:26

Já passava das duas da manha, estava em meu laboratório, o sono não era algo que eu necessitava, meu corpo parecia não precisar dormir, isso ajudava a trabalhar, teria muito tempo para dar continuidade a minha pesquisa, na TV a mesma noticia martelava a alguns meses, um seria Killer, pouco a imprensa sabia sobre ele, apenas que era um homem, que atacava suas vitimas sugando todo seu sangue, e o apelido obvio logo estava na boca de todos, "O assassino sugador", nove vitimas em três meses, três por mês, para a policia não passava de um psicopata, mais não acreditava nisso, sem duvida um vampiro e um muito ousado, afinal, estava infligindo as próprias leis que criaram, "As tradições", e parecia não se preocupar muito com retalhações, de todas as vitimas apenas duas sobreviveram porem de nada se lembrava, o apresentador do noticiário dava a noticia em tom de tragedia.

Spoiler:
"- Até agora não se sabe do paredeiro ou da identidade do criminoso, duas vítimas foram encontradas ainda vivas, em estado gravíssimo, cerca de 2 litros de seu sangue foi literalmente drenado, foram encaminhados ao hospital e agora passam bem, mas não se lembram do ataque, a quem ache que seja coisa de vampiro - o apresentador dá uma risada antes de continuar - coisas infantis, mas não foram encontradas perfurações em seus pescoços, então acredita-se que seja apenas um psicopata, que já tem até nome O Assassino Sugador. Encerrando essa matéria, agora vamos para a previsão do tempo de hoje..."

Desligava a TV, minha pesquisa estava avançada, sabia mais que o necessário para dar o próximo passo, precisava capturar um desses seres, fazer o que até agora não tinha feito, me tornar um caçador e esse Assassino com certeza seria minha caça.

Já acompanhava o noticiário sobre minha presa, então começava a olhar as câmeras que tinha espalhadas pela cidade, olhava toda a gravação noturna mais nada demais, tudo dentro do normal, então começava a olhar "ao vivo" já eram quase quatro da manha quando via algo estranho, um homem caminhava por um beco, mesmo escuro ainda era possível enxergar algo, um outro homem seguia com o olhar o primeiro que caminhava pelo beco até onde o a câmera alcançava, eu não perdia tempo e logo mudava de angulo buscando outra câmera de uma esquina, mais para minha surpresa, não o via mais, ele simplesmente sumia no beco antes de sair dele, voltava para a câmera um mais já não via mais o homem, vários pensamentos vinha em minha mente, será que estava de frente a uma nova vitima do killer? Olhava novamente os noticiários mais não via nenhuma noticia sobre um homem desaparecido, não sabia como, mais sabia que os vampiros possui poderes incríveis, talvez tivesse escalado os prédios, ou entrado em algum esgoto, seja lá o que aconteceu, esta naquele beco.

Sentava no computador e marcava o homem suspeito para que sempre que fosse visto em outra câmera fosse avisado, pegava o celular, uma pistola e as chaves do carro, subia as escadarias que dava no meu quarto, a passagem secreta era imperceptível, custou uma fortuna, mais não poderia deixar qualquer um chegar até ela, trancava tudo e ia até o carro, colocava o celular no suporte e ligava a conexão com as câmeras para ver se identificava algo e também monitorar a aproximação de estranhos. Era chegada a hora de sair dos laboratórios e ir para campo o risco aumentava consideravelmente, mais a recompensa era sem igual então valia o risco.
avatar
Joselito
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 252
Data de inscrição : 02/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Edson F. em Qua 2 Jan 2013 - 19:38

Jhon marca o homem ou criatura em seu computador, caso ele aparece novamente em cena ficará mais fácil de localizar. Ele pegue suas coisas, celular, pistola, e sai com o carro para o olhar melhor o beco onde viu tudo acontecer. Ele liga seu celular ao suporte no carro, e deixa ligado nas câmeras onde tudo aconteceu.

Quase 5:00 da manhã, as chances de encontrar o vampiro são menores, se é que é um vampiro, eles não são muito chegados a luz solar, alguns são mais fortes, resistem por mais tempo, outros são muito mais sensíveis a luz solar, mas não faz ideia se esse é ou não resistente. Dirigindo e às vezes olhando para a tela do celular não identifica nada, tudo quieto no beco. 7 minutos e Jhon chega ao beco, tudo silêncio, e deserto, não parece ter nada, agora está um pouco claro, o sol começa a nascer, existem dois prédios formando o beco, são de 4 andares os dois, atravessando o beco é só uma rua do outro lado, mas parece tudo normal, nada foi deixado para trás.


Spoiler:
Jhon rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para evidencia que resultou 9, 2 - Total: 1 Sucessos

Quando está prestes a ir embora Jhon percebe algo no canto da parede encostado a lixeira, uma carteira, agora de onde está ele olha para a câmera que estava filmando tudo no momento, a noite aquela câmera não pega onde ele está, por ficar num lugar distante, uma vez que o beco é meio comprido, talvez se fosse a tarde desse para ver algo melhor na câmera, ele pensa, se ali há uma carteira provavelmente o cara que sumiu era um humano, não havia como ele ter escalado o prédio, a criatura deve ter pego ele e subido.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 26
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Joselito em Qui 3 Jan 2013 - 15:17

Chego ao local quase cinco da manha, as chances de encontrar qualquer imortal se torna remota, Tenho que remover essa fraqueza, o beco estava silencioso, dois prédios de 4 andares formava o beco que era até o extenso que dava a uma rua, nada de anormal, se algo aconteceu aqui, foi muito bem feito e não conseguia encontrar nada.

Já estava indo embora, era nítido em minha cara a decepção, porem olhava no canto da parede, como que por um acaso e encostado em uma lixeira via um carteira, olhava para a câmera e nesse horário não pegava onde estava, acho que por ser distante, se fosse durante o dia com certeza a imagem seria melhor, achava difícil um membro deixar uma carteira cair, talvez fosse de um mortal, talvez até mesmo de uma vitima, que provavelmente foi carregado pela vitima, pegava a carteira usando um plastico para não tocar diretamente nela e olhava para ver se descobria algo sobre a possível vitima, apos isso colocava ela no mesmo lugar e ia para casa, pegava o celular e ligava para meu amigo delegado.

- Cara, tudo bom contigo?. Então amigo, alguma novidade sobre o Sugador?

Aguardava a resposta em silencio, precisava de mais que um nome para tentar buscar algo.

Pensamentos
Fala
avatar
Joselito
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 252
Data de inscrição : 02/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Edson F. em Qui 10 Jan 2013 - 4:52

Jhon é bem cuidadoso quanto a evidências, usa um plástico antes de pegar a carteira no chão, com cuidado para não deixar digitais, olha com cuidado os dados contidos na carteira, é uma carteira de couro legítima, dentro alguns cartões de crédito, três para ser mais exato, mas todos com nomes de outras pessoas, Clayton Nunes, Mari Kidman e Jessica O'Conner, e há também duas identidades, uma de Clayton e a outra de Mari, isso é estranho, pelos dados na identidade Clayton nasceu em 02/02/1980, agora com 32 anos de idade, Mari nascida em 26/07/1992 agora com 21 anos. Porque duas identidades e três cartões de crédito, talvez esposa, filha, ainda não sabe. Olhando em outros compartimentos, encontra algumas moedas e cinco notas de cem dólares.

Ele coloca a carteira de volta onde a encontrou. E volta para casa, não parece ter mais nada o que fazer ali. Chegando em casa liga para seu amigo delegado.
- Cara, tudo bom contigo?. Então amigo, alguma novidade sobre o Sugador?
- Alô Jhon, estaria melhor se pegasse esse filho da mãe, as pessoas já estão entrando em desespero, pensam que vão ser pegas a qualquer momento. Não tenho muitas novidades até agora, mas tenho uma lista aqui de desaparecidos, acho que já está perto do tempo dele atacar alguém de novo, então to separando os desaparecidos por data, mas há algo curioso, até agora todas as 7 vítimas, cometeram pequenos delitos, roubos, assaltos, e os dois que sobreviveram não tinham nada. Ele deve ta pensando que é o Dexter da série, enfim só tenho isso. Olha, vou ter que desligar agora, mal amanheceu e já tem uma papelada enorme de coisas sobre esse caso. Até mais Jhon.

Ele desliga e deixa um Jhon pensativo, será um Serial Killer bonzinho pegando pessoas maus ou só um psicopata maluco tentando fazer justiça com as próprias mãos?




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 26
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Joselito em Qui 10 Jan 2013 - 20:17

Fazia de tudo para evitar que deixasse marcas na cena, com um plastico cobria minha mão antes de pegar a carteira, o couro legitimo, os três cartões de créditos e os R$ 500,00 dólares me fazia acreditar que o dono não tinha dificuldades financeiras, olhava o nome nos cartões e via que cada um era de uma pessoa duas mulheres e um homem, também tinha duas identidades, Mari e Clayton, a primeira com 21 anos e o segundo com 32 anos não me dava um padrão.

Colocava a carteira no loca que a encontrei, tinha anotado os dados dos documentos e cartões encontrados na carteira para futura investigação, ia para o carro abria a porta e antes de entrar olhava mais uma vez o beco, como se tivesse deixado algo para trás, ligava o carro e seguia para casa.

Spoiler:
- Alô Jhon, estaria melhor se pegasse esse filho da mãe, as pessoas já estão entrando em desespero, pensam que vão ser pegas a qualquer momento. Não tenho muitas novidades até agora, mas tenho uma lista aqui de desaparecidos, acho que já está perto do tempo dele atacar alguém de novo, então to separando os desaparecidos por data, mas há algo curioso, até agora todas as 7 vítimas, cometeram pequenos delitos, roubos, assaltos, e os dois que sobreviveram não tinham nada. Ele deve ta pensando que é o Dexter da série, enfim só tenho isso. Olha, vou ter que desligar agora, mal amanheceu e já tem uma papelada enorme de coisas sobre esse caso. Até mais Jhon

Ele desligava, ficava alguns segundos pensando, olhava para os nomes que encontrei na carteira, não fazia sentido, afinal, um vampiro pouco se importaria para o passado da pessoa, para eles somos apenas gado, diversas possibilidades passava pela minha cabeça, pegava meu laptop e ia na sessão de desaparecidos da policia local e estadual e via se algum daqueles nomes estava na lista, se encontrasse um dos nomes, veria se estava na lista de procurados, eram até agora minhas únicas pistas.

Ia até as câmeras, revia as cenas e tinha uma ideia, voltava as imagens do beco, antes, do sumiço do homem, quem sabe o suspeito esteve antes no local do crime, bom era o que poderia fazer no momento.
avatar
Joselito
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 252
Data de inscrição : 02/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Edson F. em Sex 11 Jan 2013 - 12:47

As identidades, o dinheiro, cartões de credito, nada parece ter um padrão para Jhon, quando ele liga para seu amigo policial também não consegue muita coisa. Então decide olhar a lista de desaparecidos. Depois de um tempo olhando a lista, não obteve muito sucesso, a lista de desaparecidos é muito grande, e não encontrou os donos das identidades, nem um deles consta na lista. Talvez ainda seja cedo para alguém ter relatado o desaparecimento, só é considerado desaparecido após 24 horas sem notícia, em caso de adultos, então talvez deve esperar mais um pouco.

Logo depois Jhon vai olhar mais uma vez as filmagens, talvez o assassino, ou sequestrador tenha aparecido antes nas filmagens. John revê tudo e mais uma vez não obtém sucesso. Depois de muito olhar os vídeos e pensar inúmeras possibilidades para a investigação ele recebe uma ligação, do delegado.

- Alô, Jhon, tenho algo sério para falar com você. Pode me encontrar meio dia para um almoço e uma conversa de amigos, no restaurante Super Fast, agora não posso falar nada, lá a gente conversa.

Ele desliga, pelo seu tom de voz era algo sério, muitas coisas passam pela cabeça de Jhon, talvez tenha encontrado alguma coisa relevante sobre o caso, ou... o pensamento acerta Jhon como se fosse uma pedrada, quando ele estava no beco não estava mais tão escuro quanto antes, e se alguém o tivesse viste nas filmagens, isso faria dele um suspeito. Logo Jhon adianta a filmagem para o momento em que ele chega lá, a imagem não é tão nítida, não dá para ser identificado, apenas a roupa está com uma imagem levemente identificável, mas o fato de não poder identificar o rosto o tranquiliza um pouco, ele vê o momento em que vai saindo do beco, é quando vê algo caindo exatamente onde estava a carteira. Jhon lembra que antes de entrar no carro olha para trás, como se esperasse ver alguma coisa, talvez a sensação que teve fora alguma coisa que chamou atenção e não percebeu na hora. Não dá para ver qual o objeto que está caindo, nem se é mesmo alguma coisa, talvez seja algum reflexo da câmera, não importa, isso é uma evidência, e tem que ser analisada, mas quando olha a hora: 11:42, não pode perder o encontro com o delegado, pode ser algo realmente importante, mas seja lá o que era aquilo no beco também tem que ser visto, e pensa por um momento qual seu próximo passo na investigação, o encontro ou outra possível evidência? Pode ser que dê para fazer os dois, uma vez que o restaurante fica perto da cena do crime. Estranho o delegado marcar um encontro em uma restaurante muito próximo do desaparecimento.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 26
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Joselito em Sex 11 Jan 2013 - 18:46

Nada, nada e nada, levantava bufando, passava a mão rosto, as câmeras também não me dizia mais nada, parecia um beco sem saída, já começava a pensar em um novo plano para tentar localizar o Sugador quando toca meu celular, olhava para ele por alguns segundos, era o delegado.

Spoiler:
- Alô, Jhon, tenho algo sério para falar com você. Pode me encontrar meio dia para um almoço e uma conversa de amigos, no restaurante Super Fast, agora não posso falar nada, lá a gente conversa.

- Ok, estarei lá

Não dizia muita coisa, seu tom de voz era sério o suficiente para despertar minha curiosidade, será que tinha descoberto alguma evidencia que pudesse me levar ao salafrário, respirava fundo, levantava a cabeça e um pensamento assustador tomava minha mente, será que tinha eu cometido tamanha burrice, o beco, já era quase dia não estrava mais tão escuro, corria para ver as câmeras no horário que la estive, olhava e um suspiro saia aliviando minhas angustias, já mais tranquilo ia me preparar para o encontro, quando vejo algo, exatamente no mesmo lugar onde a carteira estava, lembro de ter olhado para trás, como se tivesse deixado algo passar, como não vi antes?, agora não dava para identificar o que era e nem mesmo se realmente era algo, mais não poderia simplesmente ignorar, tinha que ir lá, mais quando olho para o relógio já era quinze pra meio dia, e não poderia deixar um delegado esperando.

Me trocava rapidamente e ia para o local combinado, um desses lugares de comidas rápidas e que acabavam com a nossa saúde, o caminho era rápido, mais mesmo assim ficava pensando na evidencia, o local combinado para o encontro era próximo, talvez se fosse rápido poderia ir ao beco novamente, e ver do que se tratava, mais agora, a informação do delegado sem duvida era algo mais certo que uma "possível" evidência.
avatar
Joselito
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 252
Data de inscrição : 02/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Edson F. em Sex 11 Jan 2013 - 20:06

Sem dúvida o encontro é mais importante, e é exatamente para onde Jhon vai. Não demora muito e chega ao local. O delegado já está no local marcado, já está comendo, um sanduíche, não é a toa que anda engordando uns quilinhos. Jhon se senta à mesa com o delegado. Ele não tem tempo a perder e vai direto ao ponto, ainda continua sério.

- Pode pedir o que quiser, é por minha conta. Agora, sem perder mais tempo vou direto ao assunto. O que estava fazendo hoje logo de manhãzinha? E não venha com conversa mole para meu lado, já tenho complicações demais.

Ele faz uma pausa, ainda encarando Jhon, e dá mais uma mordida em seu sanduíche, uma mastigada rápida e continua.

- Jhon, somos amigos cara, eu ajudo você no que precisar, sabe disso, mas se você aparecer no meio de minhas investigações não posso livrar você, ou eu também entro numa enrascado como cúmplice.

Ele faz mais uma pausa, de início Jhon parece não saber de que se trata. Logo o delegado expõe todos os fatos. Ele pega seu celular e mostra algo para Jhon. É uma filmagem, o local é o beco onde Jhon encontrou sua primeira evidência. Na filmagem está ele mesmo, John, pegando alguma coisa no chão, era a carteira, olhando para os lados, procurando alguma coisa. A filmagem foi feita de cima, provavelmente foi usado o zoom da câmera, a imagem está um pouco desfocada, mas ainda assim identificável. Ao fundo uma voz.

- Acho que era ele, estava brigando com um homem mais cedo, não deu tempo de filmar, talvez ele tenha voltado para pegar alguma coisa ou apagar algum vestígio da briga. Não quero me identificar, então vou jogar meu celular pela janela com a filmagem, é um celular velho, mas eu compro outro, quem ver esse vídeo por favor entregar a polícia, isso pode ser importante.

Jhon fica sem reação, um vídeo dele na cena do crime, isso com certeza faz dele um suspeito. O delegado pega seu celular de volta.

- Interceptei isso no beco, recebemos um chamado de briga, achei que era coisa boba, quando cheguei lá encontrei uma carteira, e um celular quebrado, aproveitei o cartão de memória, e veja só o que vi, você Jhon, o que fazia lá? Posso te dar uma chance, e dizer que não havia nada no celular, basta você me convencer e o vídeo nunca existiu.

Essa filmagem pega Jhon de surpresa, ele não pode mentir, foi pego pela imagem de um celular, não sabe como, o beco parecia tão vazio, e ele não havia visto ninguém lá, era como se essa pessoa esperasse que alguém fosse lá.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 26
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Joselito em Seg 14 Jan 2013 - 19:17

Me sentava junto ao delegado, sua expressão era seria, e ele parecia não ter tempo a perder.

Spoiler:
"- Pode pedir o que quiser, é por minha conta. Agora, sem perder mais tempo vou direto ao assunto. O que estava fazendo hoje logo de manhãzinha? E não venha com conversa mole para meu lado, já tenho complicações demais."

Eu ainda absorvia sua ultima frase, ele mordia o sanduíche, mastigava rápido o suficiente para não me dar tempo para resposta, comia mal e ainda mastigava errado, teria sérios problemas se continuasse assim.
mastigada rápida e continua.

Spoiler:
"- Jhon, somos amigos cara, eu ajudo você no que precisar, sabe disso, mas se você aparecer no meio de minhas investigações não posso livrar você, ou eu também entro numa enrascado como cúmplice.

Ainda não tinha certeza do que ele falava, talvez fosse sobre o beco, mais não tinha certeza.

Spoiler:
"- Acho que era ele, estava brigando com um homem mais cedo, não deu tempo de filmar, talvez ele tenha voltado para pegar alguma coisa ou apagar algum vestígio da briga. Não quero me identificar, então vou jogar meu celular pela janela com a filmagem, é um celular velho, mas eu compro outro, quem ver esse vídeo por favor entregar a polícia, isso pode ser importante.

Levava um tempo para absorver a pancada, eu tinha olhado tudo, sem duvida veria algo assim, o cara ainda falava!!!!

Spoiler:
- Interceptei isso no beco, recebemos um chamado de briga, achei que era coisa boba, quando cheguei lá encontrei uma carteira, e um celular quebrado, aproveitei o cartão de memória, e veja só o que vi, você Jhon, o que fazia lá? Posso te dar uma chance, e dizer que não havia nada no celular, basta você me convencer e o vídeo nunca existiu.

A filmagem eliminava a possibilidade de negar minha presença lá, ainda não sabia como fui filmado e não vi nada!, isso começava a me fazer acreditar que fosse um imortal, não sabia por quanto tempo tinha deixado o delagado esperando mais logo o respondia.

-Bom amigo, não creio que seja necessário se isso for te complicar... Pegava o meu celular, colocava no momento em que o homem entra no beco e "quando tudo supostamente aconteceu" e pegava o momento em que eu chegava e voltava a imagem para ele......Veja meu amigo, estive lá sim, como bem sabe estou investigando o caso também, tenho um interesse pessoal nisso, mais como pode ver, da hora que cheguei a hora que sai, esta tudo aqui, filmado e provado que não tenho envolvimento nenhum nisso.

Olhava para ele tranquilo, seja lá quem tentava me incriminar ou era amador, ou apenas pegou o bonde andando e realmente acreditava no que falava, o que poderia me ser muito útil, afinal se tivesse presenciado a briga, tinha visto o agressor verdadeiro.

Então meu amigo, fiquei tranquilo qualquer coisa que descobrir lhe informo, agora se não tiver mais nenhum questionamento, acho que essa pessoa que filmou é uma testemunha muito importante.

Olhava para ele serio mais relaxado, realmente não tinha nenhuma evidencia que me comprometeria, nos demais crimes estava trabalhando e aparecia em todas as câmeras do hospital e isso era mais que suficiente para me inocentar.
avatar
Joselito
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 252
Data de inscrição : 02/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Edson F. em Ter 15 Jan 2013 - 19:03

De início Jhon não sabe de que se trata o assunto, até a hora em que o delegado mostra ele na cena do crime. Seja lá quem fez isso não era mortal, não teria essa possibilidade, Jhon olhou todo o beco, se tivesse alguém nele, ou mesmo em alguma janela nos prédios, que formam o beco, ele teria visto e não viu nada, isso só fortalece ainda mais sua opinião que não era uma pessoa comum que estava lá, e ainda teve a ousadia de falar no vídeo, depois de um tempo, várias coisas passam na cabeça de Jhon, ele responde:
-Bom amigo, não creio que seja necessário se isso for te complicar...
... Veja meu amigo, estive lá sim, como bem sabe estou investigando o caso também, tenho um interesse pessoal nisso, mais como pode ver, da hora que cheguei a hora que sai, esta tudo aqui, filmado e provado que não tenho envolvimento nenhum nisso.
Jhon mostra as filmagens o inocentando do ato, de fato, tudo é comprovado, as filmagens de Jhon e do cara desconhecido no beco são claras. O delegado analisa bem o vídeo. Nesse meio tempo Jhon pensa nas possíveis possibilidades, era alguém tentando incriminá-lo, mas porque? Poderia ser um amador qualquer que pegou esses flagrantes, e a pessoa que filmou poderia ter visto o que aconteceu com o cara no beco, são todas ótimas hipóteses, só resta investigar isso e chegar até o cara que filmou tudo. Mais uma vez Jhon quebra o silêncio:
- Então meu amigo, fiquei tranquilo qualquer coisa que descobrir lhe informo, agora se não tiver mais nenhum questionamento, acho que essa pessoa que filmou é uma testemunha muito importante.
- Acredito em você, só queria ouvir tudo da sua boca. mas algo me chamou atenção. Porque está investigando isso? Porque tem um interesse pessoal pelo caso? Você pode está em risco se envolvendo nisso.

O delegado espera uma resposta...

- Pode ficar tranquilho, confio no seu álibi, e quem filmou isso é sim uma testemunha muito importante, mas não há digitais no celular, em nada. E nas casas que fui ninguém sabe de nada de briga ou de filmagem, tudo parece normal.

O delegado, por fim, termina seu enorme sanduíche, se levanta para ir pagar a conta e ir embora.

- Não entendo seus motivos pessoais pelo caso Jhon, mas por favor fique longe de encrenca, e tente não se meter em cenas de crime sem antes informar algo a polícia, você pode acabar virando cúmplice sem querer, e não é sempre que posso salvar sua pele. Bom, é isso. tenho que ir, há muito o que fazer, vou encontrar a perícia agora no beco, provavelmente não vão achar nada, seja lá quem for, o cara é bom.

O delegado paga a conta e sai. Jhon fica um tempo analisando tudo, sua concentração é incrível, os pensamentos passam rápido pela sua cabeça, muitas possibilidades surgem.

Raciocínio 3 + enigmas 0 = 3:
Jhon rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 6 para analisar que resultou 8, 7, 7 - Total: 3 Sucessos

Jhon tem uma mente brilhante, um ótimo raciocínio, pouco tempo de concentração e analises e algo realmente importante passa pela sua cabeça. Porque quem filmou Jhon no beco apagou as digitais do celular? Com certeza não era um amador. Precisa descobrir isso, há uma grande possibilidade de Jhon está sendo observado. Será a próxima vítima, se não pegar logo o assassino?




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 26
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Joselito em Ter 15 Jan 2013 - 20:31

Observava cada reação do delegado, via cada movimento de sua boca engolindo mais e mais aquele lanche, ele engolia um enorme pedaço e falava.

Spoiler:
- Acredito em você, só queria ouvir tudo da sua boca. mas algo me chamou atenção. Porque está investigando isso? Porque tem um interesse pessoal pelo caso? Você pode está em risco se envolvendo nisso.

Ouvia sua pergunta, curiosidade fazia parte da profissão, talvez estivesse me investigando, mais isso não importava, olhava novamente para ele de forma tranquila e dizia.

-Sou medico amigo, e quero mesmo saber como ele faz isso com as vitimas

Dava um sorriso calmo e curto para ele, a resposta apesar de ser claramente um mentira fazia sentido, não que precisasse disso para descobrir, mais ele não merecia ficar sem resposta.

Spoiler:
- Pode ficar tranquilho, confio no seu álibi, e quem filmou isso é sim uma testemunha muito importante, mas não há digitais no celular, em nada. E nas casas que fui ninguém sabe de nada de briga ou de filmagem, tudo parece normal.

Spoiler:
- Não entendo seus motivos pessoais pelo caso Jhon, mas por favor fique longe de encrenca, e tente não se meter em cenas de crime sem antes informar algo a polícia, você pode acabar virando cúmplice sem querer, e não é sempre que posso salvar sua pele. Bom, é isso. tenho que ir, há muito o que fazer, vou encontrar a perícia agora no beco, provavelmente não vão achar nada, seja lá quem for, o cara é bom.

Ouvia atentamente o delegado, parecia preocupado de fato comigo, mais isso não me faria mudar o rumo de minhas decisões o via terminar de comer, estava concentrado e pensando, muitas coisas passavam pela minha cabeça em poucos segundos avaliava diversos fatos, e logo chegava a uma conclusão, não era um tolo amador, ele tinha limpado as digitais e nenhuma evidencia foi deixado, e tão rápido analisava isso vinha outra coisa em minha mente, talvez eu fosse a caça agora e não o caçador, talvez ele estivesse me observando, talvez minha ida ao beco me colocou em sua lista de próximas vitimas, eu dava um sorriso, o delegado já tinha pago as contas e quase saindo quando digo.

-Delegado, outra coisa, acho que pode me incluir em uma possível lista de próxima vitima

Dava um sorriso ao dizer isso, meu sorriso apesar de irônico esboçava uma certa preocupação, o delegado sabia que tinha algo em mente, e que o que tinha dito não era apenas brincadeira, mais agora não era hora para isso, tinha que investigar mais sobre esse possível assassino, pegava o carro e ia para casa, pegava tudo que tinha sobre o assassino e deitava em cima lendo e relendo, era hora de descobrir algo a mais.
avatar
Joselito
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 252
Data de inscrição : 02/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Edson F. em Qua 16 Jan 2013 - 12:59

Antes do delegado sair Jhon fala algo mais:
-Delegado, outra coisa, acho que pode me incluir em uma possível lista de próxima vitima
O delegado sorrir.

- Hora, deixa disso Jhon, você não se encaixa nos padrões dele, e a próxima vítima virá daqui a uma ou duas semanas. Até lá longe de encrenca.

O delegado parece não dar muito importância a isso, talvez por saber que Jhon não se encaixa no perfil do assassino. Mas Jhon sabe que a filmagem foi de propósito e não por um qualquer, apesar de sorrir, Jhon se sente preocupado, mas vendo pelo lado bom, se ele for mesmo a próxima vítima, não precisará mais ir atrás do assassino, ele irá atrás de Jhon.

Jhon volta para casa, precisa analisar mais as evidências, pega tudo o que tem sobre o caso, notícias, anotações, filmagens, há três meses que esse serial killer está na ativa, não é possível que não tenha nem uma única evidência, precisa encontrar algo.

Já é noite, 19:14, Jhon ainda está analisando tudo, ele consegue as datas dos crimes, analisa as câmeras do dia dos crimes, mas parece tudo normal, nada fora do comum, com toda certeza isso não é humano, seria necessário anos de treinamento para poder assassinar pessoas de forma tão perfeita, e um vampiro teria esse tempo de sobra, deve ser alguém bem velho com muito experiencia nisso, Jhon pensa, que tipo de clã, que tipo de vampiro se dedica apenas a isso? Até agora sete das dez vítimas, contando com a dessa madrugada, tinham passagem pela polícia, com crimes, roubos, ou pequenos delitos, com certeza ele seguia um rígido código de conduto.

Enquanto pensa que tipo de clã ou vampiro faria isso, ele vê algo se movendo em uma das câmeras, havia deixado o monitor ligado, caso o assassino voltasse para a cena do crime, é dito que os assassinos sempre volta para olhar o local, típico de um serial killer. Ele corre para os monitores, não pode perder, seja lá quem for, de vista. Ele usa capa, está no mesmo local, no beco, uma capa escura, olha ao redor, para cima, como quem procura algo, e depois segue em linha reta, para a saída do beco, também está com um chapéu, não um boné, mas um chapéu mesmo como de vaqueiro, também de cor escura. Jhon o segue com a câmera, e o vê saindo do beco, ele olha para os prédios na saída do beco, fica um tempo parado olhando em volta, e mais uma vez volta a se mover, vai para longe do beco, Jhon o segue com as câmeras que tem, em alguns momentos o perde de vista, mas logo o encontra em outra cena, até que o homem para numa casa, tira uma chave do bolso e entra. Talvez seja sua casa. Jhon olha que câmera é, e anota o nome da rua, Street Cherry, não dá para ver o número da casa, mas se chegar lá, Jhon saberá qual é.

Mais uma vez Jhon mergulha em seus pensamentos, se esse homem não fosse ninguém, porque ele iria logo para aquele beco? A casa não é tão perto do beco para ser só simples acaso.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 26
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Joselito em Qui 17 Jan 2013 - 19:59

O delegado já estava quase saindo, mais ainda me ouvia dizer.

Spoiler:
- Hora, deixa disso Jhon, você não se encaixa nos padrões dele, e a próxima vítima virá daqui a uma ou duas semanas. Até lá longe de encrenca.

Ele parecia não acreditar muito no que disse, nem dava importância pra dizer a verdade, eu não me encaixava no perfil, pensava um pouco sobre isso, nunca tinha cometido nenhum dos delitos das pessoas anteriores, mais sim cometo delitos, afinal, suborno pessoas para me dar acesso a câmeras, uso de influência para conseguir descontos e tudo mais, mais nada da qual me colocasse na lista dele. Mais se tudo isso fosse verdade e realmente haver essa chance, eu não teria mais que caçar ninguém, e sim ficar de olho para não ser é caçado.

Chegava em casa e caia de cara em tudo que tinha sobre o caso, anotações, noticiários, filmagens e tudo, tinha deixado passar algo e tinha que achar, não é possível que em 3 meses nada foi deixado passar pelo maldito killer.

Já eram mais de 19:00, eu via as datas dos crimes, via e revia as câmeras do dia dos crimes, mais nada, tudo estava na perfeita normalidade, o assassino sem duvida seria um profissional, alguém com um treinamento pesado e rígido, minha mente estava a mil buscava ligações, fazia o perfil do assassino e dos clãs e três deles sobressaiam, os Tzimirce, os Malk e os melhores nisso, os Assamitas, sendo essa ultima a mais provável, um arrepio subia por minhas coluna ao pensar nisso, teria pouca ou nenhuma chance se realmente fosse um, tentava tirar esses pensamentos pessimistas de minha mente e focava em achar um porque de um assassino treinado para matar imortais estaria perdendo tempo com mortais e um estalo dava em minha mente, como uma ideia que nascia.

Até o momento das 10 vitimas 70% tinham passagem por pequenos delitos, levantava correndo e pegava a ficha da vitimas com alguma foto e corria até as câmeras, me sentava de frente aquela central multimídia que daria inveja até a central de transito do pais, e quando ia começar e testar minha teoria vejo algo em uma das câmeras, um homem de chapéu, ele estava exatamente no local do crime, eu quase engasgava com um copo de suco, o colocava rapidamente na mesa e o via, ele usava capa, estava no beco onde tudo começou, ele olha ao redor e para cima como procurando algo, seguia para a saída do beco, um chapéu dificultava visualizar seu rosto, continuava a acompanhar ele com as câmeras, o via sair do beco olhando para os prédios, por alguns momentos o perdia mais logo ele voltava e o via em outra cena, ele parava em frente a uma casa, pegava a chave no bolso e entrava, pegava o endereço, era impossível ver o numero mais isso não importava, na rua sem duvida reconheceria a casa, ia me levantar, quando lembrava da ideia que tive, e outra coisa me passava pela cabeça, revia a cena por completo, tinha algo estranho, ele olhava demais para o topo dos prédios, ele parecia buscar as câmeras, ele parecia escolher caminhos monitorados, isso estava parecendo uma bela armadilha, em paralelo pegava o notebook e pesquisava no meu banco de imagens se alguma das vitimas já teve contato com algum vampiro, começava a achar que essas mortes era de humanos sim, mais talvez lacaios, se confirmado que eram lacaios, minha teoria estaria certa, ficava em pé e apoiava as mãos na mesa, o que faria, passava a mão no rosto, e ia até o armário do lado da central multimídia, pegava uma ou duas pequenas câmeras, talvez ele tivesse preparado para as câmeras de transito, mais iria instalar uma exatamente no ponto cego por onde ele passou, e vamos ver o que veria, ia em direção ao carro e ia para a parte de trás do beco, não ia passar novamente pelo local do crime, com o celular ia exatamente onde o perdi de vista e instalava uma escondida, mais dessa vez, mais próxima do chão, assim mesmo que tivesse de chapéu, o veria vamos ver se conseguia algo, apos isso seguia o caminho de carro e passava na frente da casa onde o vi entrar ligava o gravador de som do celular e sem para o carro mais com uma velocidade baixa, dava uma rápida olhada para a casa e seguia meu caminho de volta, se fosse fazer algo, seria durante o dia.

avatar
Joselito
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 252
Data de inscrição : 02/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Edson F. em Sex 18 Jan 2013 - 18:00

Jhon vibra por dentro, essa parece uma grande chance de pegar o assassino, só pode ser ele, ninguém mais iria lá no beco por acaso e nem olharia tanto os prédios. Até que tem um ótima ideia, instalar mais câmeras, caso o homem volta lá novamente. Jhon pensou também em lacaios, talvez tudo fosse uma queima de arquivo, e estavam eliminando lacaios, ou esse homem também poderia ser um, observando o local para algum mestre. Depois Jhon descobrirá isso, agora o mais importante, instalar novas câmeras onde o homem não veja, e caso volta ao local do crime, Jhon verá seu rosto dessa vez.

Sem passar diretamente pelo beco, Jhon vai até o local onde pretende instalar a câmera, que é onde havia perdido o homem de vista, em um ponto mais estratégico. Após instalada a câmera, o que foi um tarefa fácil, Jhon segue de carro até a casa do estranho homem, apenas passa em frente a casa, sem parar o carro, com o gravador do celular ligado caso precise registrar algo. É uma casa pequena, há uma janela, mas não dá para ver nada lá dentro está com a cortina, mas dá para ver que a luz está acesa, mas tudo parece calmo e silencioso. Se ele for o cara que procura, agora não é uma boa hora para entrar na casa, nem para confrontar o estranho, isso terá que esperar até de manhã. Jhon volta para casa, passa mais um bom tempo analisando vídeos e relendo mais notícias, mas não consegue nada, o cara é um artista, é por isso que precisa ser abatido. Mesmo tendo sua forte resistência, Jhon ainda assim precisa descansar, a manhã seguinte será um dia cheio e precisa estar bem esperto para o trabalho.

Jhon dorme mais do que de costume, tem sonhos ruins, onde se vê indo à casa do estranho, e chegando lá descobre que ele é o vampiro e acaba morrendo. Olha para o relógio 3:21 da manhã, se levanta, e mais uma vez vai direto para as câmeras vê o que perdeu durante o sono, mas está tudo normal e em completo silêncio. Continua assistindo os vídeos até de manhã, 8:00 em ponto. Não surgiu mais nada suspeito. Agora terá que entrar em ação.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 26
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Joselito em Dom 20 Jan 2013 - 10:28

Deitava e uma coisa que a muito não fazia acontece...eu dormia, isso era tão estranho quanto o pesadelo que tive, ia até a casa, la encontrava quem procurava, mais eu não tinha chances e acabava morrendo.

Acordava assustado, eram quase 03:30 da manha, já tinha instalado as novas câmeras então decidia assistir o que perdi durante o sono, porem nada de novo, assisti durante horas sem perceber o tempo passar, quando olhava para o relógio já eram 08:00 da manhã.

Ia até a cozinha, começava a preparar um café, o sonho tinha me deixado preocupado, eu nunca sonhava e agora isso me acontecia, já tinha perdido um pouco do impeto de ir até a casa, e outra, se fosse uma nova armadilha eu estaria em maus lenções, talvez se avisasse o delegado, não sei ao certo o que fazer, tomava o cafe tranquilamente, com o celular acompanha a câmera que o flagrou entrar na casa, eu não era um bom investigador, da ultima vez deixei uma coisa passar e quase fui preso, estava em duvida e me meter novamente em uma possível cena de crime seria me mandar direto para cadeia, alem de acabar com minha reputação, pegava o carro e colocava o celular como um GPS só que mostrando a cena de frente da casa e ia para o hospital a matriz, iria observar um pouco a movimentação na casa durante o dia, quem sabe descobriria algo, e já estava pensando seriamente em informar o delegado sobre a cena e deixar ele agir para que depois me informasse, desconfiava seriamente ser uma armadilha.
avatar
Joselito
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 252
Data de inscrição : 02/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Edson F. em Dom 20 Jan 2013 - 11:40

Jhon fica confuso, não pode errar, ou será preso por ser um possível cúmplice do assassino, ainda mais se encontrarem seu material sobre o assassino, mas as chances disso são mínimas, uma vez que tudo está em sua sala secreta. O sonho o deixa mais paranoico, o deixa pensativo e alerta, se o homem das filmagens for mesmo o assassino seria fácil demais pegar ele, pode ser uma armadilha. Ele toma seu café enquanto pensa, precisa agir se quiser capturar o desgraçado, mas está se sentindo preso quanto a isso. Por fim Jhon decide ir até o hospital, precisa estar por dentro da movimentação, não pode se ausentar por muito tempo.

Ele chega ao hospital, e continua com o celular ligado na casa do homem misterioso. Mas não encontra nem um movimento, ainda pensa em falar com o delegado, talvez fosse bom informar primeiro, e dependendo da situação ele entraria em cena, quem sabe conseguiria até uns minutos com o homem para interrogá-lo. O trabalho de Jhon é mais observação no hospital, seus trabalhadores são profissionais bem capacitados para todas as áreas necessárias no hospital, mas como todo trabalho, o dono tem de estar por perto. A medida que o dia vai passando Jhon fica mais convencido que é um vampiro, a manhã toda e não houve nem um movimento na casa, aposta que a noite verá alguma coisa. Talvez seja hora de falar com o delegado mesmo.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 26
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Joselito em Ter 22 Jan 2013 - 19:20

No hospital tudo ia calmo e tranquilo, anos de trabalho fazia tornava a equipe autônoma, mais isso não era o que me incomodava, nenhuma movimentação na casa o dia todo me fazia cada minuto a mais acreditar que estava mesmo lidando com um imortal, olhava para o telefone, ligar para o delegado era uma ótima opção, mais prende-lo também não era algo que me ajudaria, então ligava para o delegado, uma ideia me vinha em mente.

-Amigo, mandei pro seu e-mail uma coisa que talvez você possa gostar, mais peço apenas uma coisa, pegue apenas mais um homem seu de extrema confiança e que vamos apenas nos três, apenas confie em mim, e então?

Aguardava a resposta, se ele recusar e fosse com uma equipe talvez minha chance de pegar o imortal tenha ido por água a baixo, mais ir sozinho não era algo racional, era uma enorme burrice, a minha melhor chance era se o delegado aceita-se minha proposta.
avatar
Joselito
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 252
Data de inscrição : 02/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Edson F. em Qua 23 Jan 2013 - 15:03

Tudo indica ser um imortal, depois de muito pensar, Jhon decide informar ao delegado sobre o estranho homem, mas terá de convencê-lo a ir lá sem uma equipe, caso o delegado fosse com uma equipe, Jhon perderia a chance de capturar o imortal e de fazer seu interrogatório.
-Amigo, mandei pro seu e-mail uma coisa que talvez você possa gostar, mais peço apenas uma coisa, pegue apenas mais um homem seu de extrema confiança e que vamos apenas nos três, apenas confie em mim, e então?
O delegado fica em silêncio, sabe que pode ser algo arriscado, mas que chances um homem teria contra três?

- Tudo bem, vou dar uma olhada no meu e-mail, se o que eu ver me convencer, eu ligo de volta, e combinamos algo.

Ele desliga. Do outro lado o delegado fica pensativo, e pensa que Jhon está indo longe demais com essa história do assassino, porque ele estaria tão obcecado? O que o assassino fez a ele? Será alguém que ele conhece? Não sabe, por isso precisa investigar Jhon em segredo. Ele olha o e-mail, é sobre o vídeo do homem estranho com chapéu, no beco. A localização da casa dele. O delegado realmente fica interessado, porque alguém iria para aquele beco, e homem tem feições suspeitas. Ele pega o celular e liga para Jhon.

- Jhon, você me convenceu, mas essa é a última vez que quero ver você metido nesse caso, depois disso saia fora. Vou com mais um homem de confiança, não vejo necessidade de uma equipe, mas qualquer coisa anormal, chamarei uma equipe imediatamente. Sei onde você mora, te encontrarei às 19:00 horas, é quando tenho tempo livre. Até mais.

Ele desliga, essa pode ser a última cartada de Jhon, já que o delegado não o quer mais metido nesse caso, é melhor conseguir alguma coisa. Agora só resta esperar a hora marcada, e talvez ir logo adiantando alguma coisa, precisa planejar tudo, o assassino é bom, não podem cometer erros, ainda mais se ele for mesmo um vampiro.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 26
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Joselito em Qui 24 Jan 2013 - 22:38

Estava sem alternativa, e me arriscaria demais indo lá, se encontra-se um corpo estaria perdido.

Spoiler:
- Tudo bem, vou dar uma olhada no meu e-mail, se o que eu ver me convencer, eu ligo de volta, e combinamos algo.

O tempo parecia não passar, os minutos entre ele checar o e-mail e retornar meu contato pareciam inesgotáveis, porem ele liga.

Spoiler:
- Jhon, você me convenceu, mas essa é a última vez que quero ver você metido nesse caso, depois disso saia fora. Vou com mais um homem de confiança, não vejo necessidade de uma equipe, mas qualquer coisa anormal, chamarei uma equipe imediatamente. Sei onde você mora, te encontrarei às 19:00 horas, é quando tenho tempo livre. Até mais.


-Grato amigo, não me envolverei mais.

Ele ia me ajudar, estava preocupado, talvez não fosse nada, mais se fosse um imortal ele tinha escolhido a hora errada, apesar que a maioria só acordava as 21:00 ou mais tarde, espero que esse não seja diferente, ia para casa, colocava uma roupa esporte e esperava pelo delegado, não tinha muito o que fazer, agora enfrentaria meu inimigo frente a frente e veremos o que vejo, veremos se realmente estava certo, e se estivesse, se seria capaz de enfrenta-lo.
avatar
Joselito
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 252
Data de inscrição : 02/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Edson F. em Sex 25 Jan 2013 - 16:06

II - Caçador


Jhon fica agradecido pelo delegado resolver ajudá-lo, embora não fique muito a vontade com o horário, 19:00 horas. Após mais alguns minutos no hospital Jhon vai para casa, troca de roupa e espera até a hora do delegado passar em sua casa. Exatamente as 19:00 horas Jhon escuta um buzina do lado de fora, é o delegado e há mais um homem dentro do carro, deve ser seu homem de confiança. O delegado coloca a cabeça para fora da janela.

- Já está pronto? Se estiver vamos indo.

Jhon entra no carro, no banco de trás. O delegado apresente seu homem de confiança.

- Jhon esse é Sam, ele é de extrema confiança. Vamos na casa desse suposto assassino, se não encontrarmos nada ou não houver suspeita alguma quero que deixe o homem em paz, e fique fora disso, ou você vai se complicar e acabar me complicando também, entendeu?

Após as instruções, Rick, o delegado, dá a partida no carro, e vai rumo a casa do suspeito de Jhon. Chegando lá todos os três descem do carro, Jhon com um certo receio, é o único que suspeita de um vampiro, os outros dois nem suspeitam que isso exista. Se algo acontecesse seria sua culpa por ter trago dois homens inocentes para serem sugados. Após algumas batidas na porta ninguém abre, quando já estão para irem embora, escutam o barulho de chave do lado de dentro, e a porta é aberta. Um homem de pele escura, cerca de 1,83, cabelos curtos, e agora bagunçados, parece ter cerca de 40 anos, mas está em forma, sem camisa, apenas de bermuda, exibe um corpo nada mal para a suposta idade. O estranho é o primeiro a quebrar o silêncio.

- Boa noite, posso ajuda-los em alguma coisa?

Seu olhar é de surpresa, olha de um para outro e para em Jhon, como se algo o chamasse atenção. O delegado é quem fala primeiro.

- Sou delegado amigo, e essa aqui é o agente Sam. Através de câmeras espalhadas pela cidade, vimos que você andou por um certo beco, que recentemente foi cena de um crime, quero dizer o senhor não apenas andou como pareceu procurar ou averiguar algo no tal beco. O que o senhor tem a dizer sobre isso?

O homem fica um tempo em silêncio antes de responder, e com a cara mais séria ainda responde.

Manipulação: Persuasão 2 + Lábia 3 = 5:
Homem rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para manipulação que resultou 9, 10, 2, 4, 8 - Total: 3 Sucessos

- Você acha que sou suspeito delegado? Não lembro por qual beco passei, ando por muitos lugares, afinal sou livre, não? Mas teve um que olhei bem detalhadamente, simplesmente porque tive a impressão de que alguma coisa caiu em mim, não sei o que, alguma poeira, algum pingo de chuva, não sei, por isso olhei para cima.

O delegado acredita no que ele diz, mas Jhon com toda sua curiosidade e sendo apenas o que tem até agora, esse homem, se sente muito rebaixado, fraco, e decepcionado se ele não for a criatura que procura. E decide tomar a dianteira, e fazer algumas perguntas que podem definir se esse homem é mesmo quem diz ser ou se é apenas um vampiro manipulador.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 26
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Joselito em Dom 27 Jan 2013 - 21:49

Era bom ter companhia, mais estava nervoso, o horário era um problema, mais não poderia deixar isso passar, ia para casa e me trocava.

Spoiler:
- Já está pronto? Se estiver vamos indo.

Ia no banco de trás, isso também me incomodava, eu não tinha noção de com o que estaríamos lidando, se fosse imortal seria perigoso demais, estava em meus pensamentos quando o delegado me interrompe.

Spoiler:
- Jhon esse é Sam, ele é de extrema confiança. Vamos na casa desse suposto assassino, se não encontrarmos nada ou não houver suspeita alguma quero que deixe o homem em paz, e fique fora disso, ou você vai se complicar e acabar me complicando também, entendeu?

-Ok, estamos entendido.

Um homem alto, negro, seus cabelos bagunçado dava a entender que acabou de levantar em plena forma para sua idade, ele aparentava estar surpreso e logo quebrava o silêncio.

Spoiler:
- Boa noite, posso ajuda-los em alguma coisa?


Spoiler:
- Sou delegado amigo, e essa aqui é o agente Sam. Através de câmeras espalhadas pela cidade, vimos que você andou por um certo beco, que recentemente foi cena de um crime, quero dizer o senhor não apenas andou como pareceu procurar ou averiguar algo no tal beco. O que o senhor tem a dizer sobre isso?

Ele estava indo direto demais, isso o fazia perceber rápido a situação e logo ia na defensiva.

Spoiler:
- Você acha que sou suspeito delegado? Não lembro por qual beco passei, ando por muitos lugares, afinal sou livre, não? Mas teve um que olhei bem detalhadamente, simplesmente porque tive a impressão de que alguma coisa caiu em mim, não sei o que, alguma poeira, algum pingo de chuva, não sei, por isso olhei para cima.

O delegado olhava pra mim, como quem dizia, "viu nada demais" ele parecia acreditar, mais eu, eu precisava saber, precisava ter certeza, olhava pelo carro, pra ver achava um isqueiro ou qualquer outra coisa que pudesse fazer fogo, pegava um papel ou jornal e ia até a porta, no caminho ia ascendendo o pedaço de jornal, e deixando as chamas consumir a parte de cima como uma tocha, sabia que mesmo um antigo tinha medo de fogo e seria muito mais difícil mentir nervoso, ou com medo.

-Desculpe amigo, poderia repetir não ouvi bem?

Ia caminhando como se apenas brincasse com as chamas, algo que para um mortal não faria a menor importância mais se ele fosse mesmo um imortal, iria perceber algo, e se realmente fosse, fingiria acreditar na historia dele e iria embora com o delegado e seu amigo.
avatar
Joselito
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 252
Data de inscrição : 02/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Edson F. em Qua 30 Jan 2013 - 20:29

Claro que Jhon desconfia de tudo o que o homem fala, primeiro ele não gostou da abordagem do delegado, achou que ele fora muito direto no pequeno interrogatório, talvez por não achar nada de mais e achar que Jhon está muito obcecado pelo caso. Jhon tenta uma abordagem própria e coloca fogo em um papel e se aproxima do homem com o papel em chamas.
-Desculpe amigo, poderia repetir não ouvi bem?
Logo de início o homem fica assustado com o que vê, mas a expressão do delegado e de seu amigo também não são diferentes, eles não entendem o que Jhon quer com isso. O homem é o primeiro a falar, ele olha sério para Jhon, com o olhar de que entendeu alguma coisa. Ele se afasta um pouco quando fala.

- Você está pirado? O que é isso. Delegado segure seu cão de guarda.

- Jhon o que significa isso apague esse fogo, está ficando maluco, você está fora do caso.

O delegado avança sobre ele e pega o papel pegando fogo e o apaga.

- Queira nos desculpar senhor, ele está um pouco nervoso com o caso, vamos indo, desculpe o incômodo, qualquer coisa entraremos em contato.

Quando se viram para ir embora, o homem fala algo para Jhon que ele não esperava.

- Sei o que pretende garoto, posso ajuda-lo nisso.

Jhon fica pensativo sobre o que o homem falou, mas não pode fazer mais nada com o delegado por perto. Será que o homem entendeu alguma coisa errada, ou ele acabou de se entregar? Terá que descobrir isso. Ele entra no carro, sem tirar os olhos do homem. O delegado dá a partida enquanto vai falando com Jhon.

- Você ficou maluco foi? Está fora do caso, quer dizer o caso nunca foi seu. Mas não o quero mais envolvido nisso, vou investigar de forma legal o homem, não acredito que esteja mentindo, mas tudo precisa ser averiguado, mas fique de fora Jhon ou terei de prende-lo por atrapalhar uma investigação, e eu não quero fazer isso, mas fique de fora.

O delegado o deixa em casa, e agora Jhon tem algo novo em que pensar.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 26
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Joselito em Qua 30 Jan 2013 - 21:47

Eu era mais direto, claro que não da forma normal, meu toque era apenas sutil o necessário para pegar alguma reação daquele ser, e sairá como esperado.

Spoiler:
- Você está pirado? O que é isso. Delegado segure seu cão de guarda.

A reação era como esperado, um fogo que para um humano seria no minimo estranho, a ele assustou, ele recuava um pouco já tinha visto o suficiente até que o delegado falava.

Spoiler:
- Jhon o que significa isso apague esse fogo, está ficando maluco, você está fora do caso.

Ele vinha até mim e como qualquer humano comum faria ele apaga o fogo sem nenhum problema, ele se vira e volta a falar com o ser.

Spoiler:
- Queira nos desculpar senhor, ele está um pouco nervoso com o caso, vamos indo, desculpe o incômodo, qualquer coisa entraremos em contato.

Já ia em direção ao carro quando algo realmente inesperado ocorre.

Spoiler:
- Sei o que pretende garoto, posso ajuda-lo nisso.

Eu era inteligente, mais admito que essa atitude do agora sem duvida imortal, ele tinha anos, talvez seculos a mais que eu e entender suas jogadas era algo complicado, talvez ele tenha entendido errado, talvez ele achasse que eu buscasse a imortalidade através no meio "normal", ou talvez eu o tivesse tocado sua curiosidade, ainda não sabia ao certo, mais algo eu saberia, o delegado sem duvida estava completamente confuso e logo viria com aquela ladainha toda pra cima de mim.


Spoiler:
- Você ficou maluco foi? Está fora do caso, quer dizer o caso nunca foi seu. Mas não o quero mais envolvido nisso, vou investigar de forma legal o homem, não acredito que esteja mentindo, mas tudo precisa ser averiguado, mas fique de fora Jhon ou terei de prende-lo por atrapalhar uma investigação, e eu não quero fazer isso, mas fique de fora.

-Desculpe, mais sabe tão bem quanto eu, que sob o efeito do medo o corpo reage "diferente", só o coloquei sob um pouco de pressão, mais como prometido não irei interferir mais em seu caso!, pode ficar tranquilo que não ouvira mais meu nome em quanto estiver investigando o caso.

Obvio que não iria abandonar nada, agora que o jogo estava aberto entre eu e o imortal ele também teria que ter cautela para chegar até eu, afinal, com certeza estaria sendo monitorado, disso eu tinha certeza, o delegado me deixava em casa, e logo ia para o meu laboratório, acendia as luzes, sempre mesclada com as luzes de ultra violeta, o que deixava o laboratório em um tom azulado, eu já tinha feito minha jogada, estava em um jogo de xadrez com alguém muito mais experiente que eu, e não tinha mais jogadas na manga, o próximo passo agora era dele.

Não poderia abusar mais do delegado, mais talvez agora pudesse entrar em contato com meus demais "agentes", eu com toda certeza tinha mais influência que meu amigo, e começaria a usar deles, ligaria para absolutamente todos!, desde o padeiro da esquina de um dos crimes até o líder da mafia local, ou o líder de gungues locais, e juntaria o máximo de informações possíveis, vamos ver o que descobriria, era o que tinha que fazer até o imortal desse o próximo passo.
avatar
Joselito
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 252
Data de inscrição : 02/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Edson F. em Qui 31 Jan 2013 - 16:40

Jhon já esperava que o delegado falasse alguma coisa por conta do fogo no papel, ele inventa uma desculpa qualquer para o delegado, mas o real motivo era assustar o homem com o fogo, e sua reação foi mesmo estranha, havia falado para o delegado que ficaria fora do caso, mas é claro que não ficará de fora, sua meta e matar todos os vampiros e nada tirará isso dele, até concluir seu objetivo. Jhon vai direto para seu laboratório e lá fica pensando sobre isso, agora sim o jogo começou, ele identificou o vampiro e o vampiro agora o identificou também, com certeza Jhon será monitorado, assim como fazia com os vampiros, não vê mais possíveis passos para ele nesse enorme tabuleiro, agora é a vez do vampiro se movimentar, e terá que esperar seu movimento, para fazer sua nova jogada. Sem perceber, enquanto pensa, Jhon começar a estalar os dedos, é como um tique nervoso, às vezes o faz sem perceber, agora que se sente em campo de guerra com o vampiro, está mais tenso, nervoso.

Jhon não pode mais se aproveitar do delegado, ele não o quer mais no caso então é claro que não o ajudará mais. Mas por sorte tem outros contatos. E é exatamente o que vai fazer, entrar em contato. Ele pega o celular para ligar para alguma gangue local, apenas para não ficar parado, precisa obter informação. Ele reconhece a voz, deve ter pedido ajuda a quem atendeu alguma outra vez.


- Alô, Jhon, é você? E ai camarada, como vai? Diz aí o que você ta precisando?




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 26
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jhon Rokphiler - Sede de Sangue (CONCLUÍDO)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum