Jon, Garras da Justiça Filodox Presas de Prata

Ir em baixo

Jon, Garras da Justiça Filodox Presas de Prata

Mensagem  Klauss Krugger em Qua 20 Mar 2013 - 17:24

Nome do Personagem: Jon White
Nome Garou:  Garras da Justiça
Nome do Jogador: Klauss
Raça: Hominideo
Augúrio: Filodox
Tribo: Presa de Prata
Natureza: Juiz
Comportamento: Celebrante
Conceito: Juiz
Características:

Idade: 16
Nacionalidade: Britanico
Cabelos: Brancos
Raça: Branca
Olhos: Azuis
Sexo: Masculino

Descrição:

.......................Altura:........................................... Peso:
Hominídeo:.......1,80m........................................... 80 kg
Glabro:.............1,85m.......................................... . 110 kg 1*
Crinos:.............2,85 m........................................... 350kg 2*
Hispo:.............. 1,70 m............................................340 kg 3*
Lupus:.............0,75m............................................. 35kg 4*
ATRIBUTOS
Físicos 7
- Força: 3
- Destreza: 5 (agilidade, reflexos felinos)
- Vigor: 4 (robustez)

Sociais 5
- Carisma: 2
- Manipulação: 4 (lingua afiada)
- Aparência: 3

Mentais 3
- Percepção: 2
- Inteligência: 3
- Raciocínio: 3

HABILIDADES

Talentos 13
Prontidão: 2
Esportes:2
Briga: 4 (garras)
Esquiva: 4 (1com bonus) esquivar-se
Empatia: 2
Interpretação:
Intimidação:
Inst. Primitivo: 2
Crime:
Lábia:

Perícias 9
Empatia c/Animais:
Arqueirismo: 1
Artesanato:
Protocolo: 1
Liderança:1
Armas Brancas: 4 (1 com bonus) (tecnicas de klaive aprendidas com Vougan)
Atuação:
Cavalgar:
Furtividade:1
Sobrevivência: 3

Conhecimentos
Acadêmicos: 1
Enigmas: 1
Investigação: 1
Direito:
Linguística:
Medicina:
Ocultismo: 1
Política:
Rituais: 2
Ciência:


ANTECEDENTES
Raça Pura 5
Rituais 2

Detalhes sobre Antecedentes:
Filho bastardo de uma das linhagens que se tornaria uma das mais importantes da nação Garou.
Rituais aprendidos com Vougan

DONS
MOMENTOS ROUBADOS (HOMINÍDEO NÍVEL 1):
Este Dom permite ao Garou literalmente roubar os últimos minutos de memória de outro ser. Este Dom é normalmente usado para preservar os segredos de um Garou quando alguma coisa estranha acontece próximo de entes queridos, ou tentativas de preservar o Véu. Esse Dom é ensinado por espíritos Ancestrais ou espíritos ratos e corvos.
Sistema: O Garou precisa tocar o alvo e gastar um ponto de Gnose. É necessário sucesso numa jogada resistida de Força de Vontade (dificuldade 6). Para cada sucesso significa que o alvo perdeu os últimos 15 minutos de memória de sua vida. Uma falha critica nesse caso faz o próprio Garou perder sua memória na última meia-hora. Não há modo fácil de recuperar estas memórias, embora certos rituais ou buscas pela Umbra possam recuperar as memórias, ou muita terapia por anos e anos.
RESISTÊNCIA À DOR (PHILLODOX NÍVEL 1):
Através da força de vontade e fortalecendo com o propósito e verdade, o Garou consegue ignorar a dor de seus sofrimentos e continuar agindo normalmente. Este Dom é ensinado por um espírito-urso ou texugo.

Sistema: Gastando um ponto de Força de Vontade, o Garou pode ignorar quaisquer penalidades devido a ferimentos durante o restante da cena.
FARO PARA A FORMA VERDADEIRA (PHILLODOX NÍVEL 1):
Este Dom permite aos Garou determinar o que um objeto ou indivíduo realmente é. Esta informação é conduzida como uma sensação olfativa. É realmente um cheiro da natureza do alvo. Este Dom pode ser ensinado por qualquer servo de Gaia.

Sistema: O Garou pode dizer automaticamente quando alguém é um lobisomem ou Parente, para outros seres é preciso um teste de Percepção + Instinto Primitivo (dificuldade 6). Um sucessos determinada se o alvo é um humano ou animal normal. É preciso dois sucessos para ter certeza que é um vampiro, fada, demônio, múmia ou outro metamorfo. Quatro para detectar magos, carniçais e fomori. Caçadores imbuídos são registrados como humanos normais. Cheiros estranhos não são reconhecidos automaticamente: Um Philodox que nunca encontrou qualquer Rokea talvez não reconhecer imediatamente o perfume que ele detecta como "homem-tubarão".
VERDADE DE GAIA (PRESAS DE PRATA NÍVEL 1):
Sendo juízes da Litania, os Philodox possuem a habilidade de sentir se o que os outros dizem é verdade ou mentira. Este Dom é ensinado por um espírito-falcão.

Sistema: O Garou faz um teste de Inteligência + Empatia (a dificuldade é igual à Manipulação + Lábia do alvo).
Este Dom revela apenas se o indivíduo está falando a verdade ou mentiras e que palavras são mentirosas. O Dom não revela verdade por trás da mentira, a não ser que o orador pronuncia-lo. Se o orador é incerto sobre suas próprias palavras, o Dom identifica como incerto.
MORDIDA DE PRATA (PRESAS DE PRATA NÍVEL 1):
Muitas vezes os Presas de Prata tinham que demonstrar sua superioridade mesmo sendo de baixo posto com uma mordida bem dada contra outros Garou e Fera. Invocando esse Dom o Presa de Prata pode dar uma mordida que fere como se fosse verdadeiramente de Prata. Espíritos Ancestrais dos Presas de Prata ensinam esse Dom.

Sistema: O Garou deve gastar um ponto de Gnose, a sua próxima mordida conta como um ataque de prata, os dentes e presas do Garou brilham de maneira prateada e imitam a prata, os Garou e outros serem afetados pela prata não podem absorver o dano e ele conta como agravado. Em contra partida, caso use esse Dom e morda alguém que não sofra contra a prata a mordida é considerada apenas como dano letal.
OLHO DO FALCÃO (PRESAS DE PRATA NÍVEL 1):
O Falcão é um grande predador , de olhos aguçados e bico afiado . Enquanto voa no ceu , ele pode captar o menor dos movimentos no chão que mostra a localização de sua presa a grandes distancias . Ele compartilha este Dom livremente com seus filhos para que eles possam enxergar seus inimigos facilmente e levar os garous a batalha com confiança . Qualquer membro da ninhada do falcão pode ensinar este Dom .

Sistema: Todos os Testes de Percepção e prontidão baseadas em visão tem dificuldade -1 . O mesmo vale para todo ataque com armas de longo alcance como um arco ou arma de fogo . Gasta-se 1 ponto de gnose para ativer o dom e dura uma cena .


RITUAIS
Pedra Caçadora
Dedicação a um talismã

MANOBRA ESPECIAL:
Ação Evasiva (briga)
Desarme (armas brancas)


FÚRIA: 7
GNOSE: 3
FORÇA DE VONTADE: 7
POSTO: 1


RENOME
Glória: 0
-Temporária: 1
Honra: 2
-Temporária: 9
Sabedoria:
-Temporária:


Vantagem de tribo:
Direito Inato:
Por causa do papel tradicional dele como um líder e chefe, um Presas de Prata tem as dificuldades sociais diminuídas em 1 entre outros Garous e Parentes. Também por causa do papel tradicional dele como um líder e chefe, um Presas de Prata pode retestar mais uma vez qualquer Desafio Social gastando 1 de Força de Vontade, o melhor resultado é que conta.


Fraqueza Tribal:
Arrogância de Senhores:
Precisam fazer testes de frenesi quando sua autoridade é questionada. Os Presas de Prata foram os líderes da Nação Garou desde tempos imemoriáveis. Eles sabem com toda certeza que serem líderes é seu direito nato. Se alguém for imprudente o suficiente para questionar isso, do seu ponto de vista isso não será nada menos que uma blasfêmia contra os planos de Gaia.


Qualidades / Defeitos
Caçado (Defeito:
Um dedicado caçador visa você como sua caça, convencido que você é um monstro saído das lendas disposto a caçar os humanos. Qualquer um que você conheça, inclusive seus companheiros de matilha e até mesmo os humanos de quem você é íntimo, pode estar em perigo por conta desse caçador. Embora seu algoz deseje a extinção de todos os lobisomens, ele parece se concentrar inicialmente em você. Por brincadeira do destino, o Delírio não tem efeito sobre seu algoz. Ele também é inteligente e detém recursos e provavelmente irá criar terríveis armadilhas para você ao invés de cair nas armadilhas que você deixar para ele.
Um dos homens que foram vencidos por Jon em uma de suas exibições para conseguir dinheiro descobriu sobre sua real natureza e agora busca extermina-lo.

Incapacidade de Mudar Parcialmente(Defeito:
Você não possui a habilidade de mesclar formas. Você não pode mudar sua laringe em Lupino para ser capaz de falar nem crescer focinho de lobo em Glabro. Você apenas pode mudar para uma forma completa.

Excesso de Confiança:
Você nutre uma opinião exagerada e inabalável sobre o seu próprio valor e as suas capacidades, nunca hesita em confiar em suas habilidades, mesmo em situações nas quais você corra o risco de ser derrotado. Quando as suas habilidades não são suficientes, este tipo de excesso de confiança pode ser muito perigoso. Quando você fracassa, encontra logo alguém ou alguma coisa para culpar. Se você for convincente o bastante, pode contagiar os outros com o seu excesso de confiança.

Marca do Predador (Defeito:
Você demonstra emanações de uma natureza predatória. Herbívoros fogem de você, enquanto carnívoros o veem como uma ameaça em potencial e podem desafiá-lo. Você não pode possuir a Perícia: Empatia com Animais.


Equipamento e Bem Possuídos:
Roupas simples, capa em lã tingida de preto, espada bastarda
Spoiler:

Pontos Bônus:
4 Em fúria
3 em Força de vontade
5 em destreza
2 em Esquiva
1 em rituais

7 em defeitos
1 em rituais
4 em gnose
2 em armas brancas

HISTÓRIA:
*A praça central da pequena cidade estava lotada, todos observavam o jovem de cabelos brancos empunhando uma espada bastarda e bradando a todos.*

Jovem – Terá um dia em que surgirá um guerreiro invencível , que somente a sua presença causará medo em seus oponentes... até esse guerreiro surgir vocês treinam comigo...

*O pequeno publico ri, até que um homem extremamente alto e forte sai do meio do povo carregando uma espada de 2 mãos, sem nem sequer se anunciar faz um ataque repentino, eis que o jovem simplesmente se esquiva.*

Jovem – Pois bem, não precisa me cortar ao meio para vencer (neste meio tempo o jovem faz vários ataques rápidos com o intuito de distrair o homem, até que o desarma e segura a espada antes que ela cai no chão, em seguida cruza as 2 espadas no pescoço do homem)... basta ser o único com a espada nas mãos.

*O jovem entrega a espada ao homem em seguida recolhe uma bolsa com algumas moedas que o público depositou.*

Algumas horas depois na taverna da região.

Jovem –  Por que você quer me pagar uma bebida... não lhe conheço...sinceramente não estou nem ai se você é um Sentinela dos homens... não é problema meu... tá mais porque você quer saber de minha história, pois bem o jantar e o meu pernoite é por sua conta.

Jovem – Minha história começa exatamente 9 meses antes de meu nascimento, no casamento de meus pais a festa iniciou-se pela manhã indo até a noite, quando o lorde Morningkill saiu de seu forte para pedir, pedir não para requisitar seu direito a Prima Nocte, lógico que meu pai tentou impedir que levassem minha mãe, mas as forças militares do Lorde impediram que meu pai e os demais homens fizessem algo, na realidade alguns dos convidados do casamento ficaram bem feridos, afinal de contas faziam alguns anos que o Lorde não ia atrás de seu privilegio no dia um casamento, uns diziam que  minha mãe era muito bonita, era uma das poucas jovens de olhos claros da região, alguns diziam que minha mãe nasceu quando o pai do atual Lorde foi visitar minha avó no seu casamento, mais isso  não interessa... minha mãe foi desfigurada pelo Lorde, ela teve um olho perfurado e um corte no rosto, meu pai temendo a  vergonha que a ocasião pudesse lhe trazer, fez uma casa na floresta próxima a vila, onde passou a morar com minha mãe... 9 meses após o casamento nascia um bebe de olhos azuis e cabelos brancos como a neve, meu pai ficou totalmente revoltado e tentou atacar o forte onde o Lorde vivia,  como consequência foi morto neste dia, com isso minha mãe teve que se desdobrar para criar uma criança e ainda mais vivendo no meio da floresta, quando fiz 5 anos já perambulava pela mata sozinho, conhecia cada canto da mata como a palma de minha mão, e sempre fui muito curioso a respeito de um velho que morava há alguns quilômetros de nossa casa, pois sempre que eu me aproximava de sua casa o velho corria para a mata e desaparecia.

*Após beber e comer um pouco continua a historia.*

Jovem – Quando fiz 7 anos aprendi a seguir as trilhas dos animais e a caçar, assim conseguia ajudar minha mãe a por alguma comida dentro de casa até que um dia resolvi seguir as marcas deixadas por meu vizinho em meio a floresta, até que no meio do nada ele resolveu se revelar com a intenção de me por para correr, um lobo gigantesco salta em minha frente, mas para a surpresa dele minha reação foi de olhar para ele e sacar minha adaga, ele voltou a sua forma humana e riu perguntando o que eu iria fazer contra ele com uma faca tão pequena, e falou que se eu não entrei em desespero ao ver ele em sua forma guerreira eu provavelmente era um parente, talvez um dia me tornaria um garou, desde esse dia comecei a frequentar a casa dele principalmente pela curiosidade sobre aquele homem lobo, seu nome era  Vougan ele me disse que era um theurge Presa de Prata  e que vivia isolado desde a morte de sua matilha, com ele aprendi a me virar de verdade, como empunhar uma espada, a ler e escrever e como me portar em publico, literalmente ele me ensinou praticamente tudo que sei.

Jovem – Quando fiz 14 anos eu voltava no começo da noite da casa, lua estava prestes a sair do quarto minguante indo para lua cheia, quando me aproximava de casa eu ouvia risos e gritos, sai correndo em disparada, chegando em casa me deparei com 4 homens usando os mantos do Lorde e espancando minha mãe, foi quando aconteceu minha mudança, eles gritavam e tentavam fugir mais a justiça foi feita e tiveram o que mereceram naquela noite,minha mãe me abraçou e sorriu antes de morrer em meus braços, não antes de revelar que na verdade eu era filho do Lorde  Morningkill, ele também teria sua hora.

Jovem – Como tradicionalmente fazíamos na região eu estava cremando minha mãe  quando Vougan chegou pois verá as chamas ao longe, ele perguntou o que aconteceu e eu relatei, ele pediu para ver minha forma guerreira, “O menino é um maldito Presa de Prata”, então me explicou sobre minha tribo e pela fase da lua que ocorreu a minha primeira transformação eu era um Filodox, um juiz... eu ri, pois realmente eu iria julgar um certo Lorde a seu tempo ele realmente seria julgado, após cremar minha mãe e esquartejar os 4 soldados e espalhar seus pedaços pela floresta eu uivei o resto da noite eu teria minha vingança, nos próximos dias aprendi com Vougan sobre a verdadeira natureza de ser um Garou e ele iniciou meu ritual de passagem dizendo que eu iria ter que acalmar minha Fúria para somente depois seguir meu próprio caminho, e foi o que eu fiz.

*Após mais alguns goles.*

Jovem – Toda semana o Lorde  Morningkill, saia para caçar pela floresta de seu pequeno palacete, então eu armei uma emboscada, segui como lobo e os fiz me rastrearem para a parte mais interna da floresta, quando estavam longe o suficiente para ninguém ouvir seus gritos eu me revelei, primeiro fiz com que seus cavalos fugissem, os soldados que estavam juntos dele não os matei pois eles não fizeram nada somente os deixei inconcientes um a um, e quando cheguei ao Lorde mostrei minha forma humana e lhe falei sobre como ele violentou e desgraçou a vida de minha mãe, ele riu e sacou a espada disse que era seu direito inato, lhe dado pela realeza e veio para cima de mim tentando matar-me, lhe desarmar e tomar sua espada para mim foi rápido e extremamente fácil com minhas novas habilidades e quando eu ia fazer justiça garras espectrais me arrastaram para o mundo dos espiritos era o um avatar do Lorde Falcão... lá no mundo dos espiritos ele explicou que eu não deveria eliminar meu próprio pai, afinal de contas meu papel perante a sociedade Garou é de juiz, não de executor e que fazendo isto eu estaria decretando minha própria morte para a tribo, afinal de contas eu seria caçado por todos e que um dia eu encontraria meu verdadeiro caminho, portanto eu deveria sair da cidade dos  Morningkill e manter minha linhagem em segredo, o Lorde Falcão mostrou-me o caminho que deveria seguir, desde então viajo de uma cidade para outra em busca de encontrar meu destino.

Jovem – Meu nome é Jon, sou Garras da Justiça Filodox dos Presas de Prata, agora se me der licença, tenho uma cama quente me esperando, diga-se de passagem pagas por você.


Xp ganho como Jogador = 79 acumulados (Gasto 54 / Sobrando 25)

Histórico de Ganhos:
13 XPs por jogar a crônica Invasões Bárbaras no 2° ciclo 2016
11 XPs por jogar a crônica Invasões Bárbaras no 3e ciclo de 2016

Gastos com XP antes do Primeiro Ciclo de 2015:
Xp acumulada 40 pontos

8 aumentar a força de 2 para 3
6 para aumentar a briga de 3 para 4 (garras)
8 para aumentar inteligencia de 2 para 3
8 para aumentar raciocinio de 2 para 3
3 pontos dom presa de prata Mordida de Prata
3 arquerismo 1
3 pontos dom olho do falcao

total 39 pontos
Gastos com XP antes do Segundo Ciclo de 2015:
Xp acumulada 10 pontos

4 Pontos para aumentar carisma para 2
2 Para esportes 2
3 para enigmas 1

Total de 9 pontos
GASTOS DO 2° CICLO 2016:
3 pontos para dom Faro para forma verdadeira (filodox)
3 para arquerismo 1

total 6 restam 14


Última edição por Klauss Krugger em Qua 20 Mar 2013 - 19:57, editado 1 vez(es)


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger
avatar
Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2494
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jon, Garras da Justiça Filodox Presas de Prata

Mensagem  Klauss Krugger em Qua 20 Mar 2013 - 19:48

Detalhes sobre Antecedentes:
Filho bastardo de uma das linhagens que se tornaria uma das mais importantes da nação Garou.
Rituais aprendidos com Vougan

Dons: 3 Dons de Nível 1

- Tribo = Verdade de Gaia
- Raça = Momentos Roubados
- Augúrio = Resistencia a Dor


Rituais:
Pedra Caçadora
Dedicação a um talismã

Manobra Especial:
Ação Evasiva (briga)
Desarme (armas brancas)


FÚRIA: 7
GNOSE: 3
FORÇA DE VONTADE: 7
POSTO: 1


RENOME
- Glória Permanente:
- Honra Permanente: 3
- Sabedoria Permanente:

RENOME
- Glória Temporário:
- Honra Temporário: 1
- Sabedoria Temporário:


Vantagem de tribo:
Direito Inato
Por causa do papel tradicional dele como um líder e chefe, um Presas de Prata tem as dificuldades sociais diminuídas em 1 entre outros Garous e Parentes. Também por causa do papel tradicional dele como um líder e chefe, um Presas de Prata pode retestar mais uma vez qualquer Desafio Social gastando 1 de Força de Vontade, o melhor resultado é que conta.


Fraqueza Tribal:
Arrogância de Senhores

Precisam fazer testes de frenesi quando sua autoridade é questionada. Os Presas de Prata foram os líderes da Nação Garou desde tempos imemoriáveis. Eles sabem com toda certeza que serem líderes é seu direito nato. Se alguém for imprudente o suficiente para questionar isso, do seu ponto de vista isso não será nada menos que uma blasfêmia contra os planos de Gaia.



Qualidades / Defeitos (Coloque eles separados e com a descrição em spoiler e em letras negras)
Caçado (Defeito: 3 pontos)

Spoiler:
Um dedicado caçador visa você como sua caça, convencido que você é um monstro saído das lendas disposto a caçar os humanos. Qualquer um que você conheça, inclusive seus companheiros de matilha e até mesmo os humanos de quem você é íntimo, pode estar em perigo por conta desse caçador. Embora seu algoz deseje a extinção de todos os lobisomens, ele parece se concentrar inicialmente em você. Por brincadeira do destino, o Delírio não tem efeito sobre seu algoz. Ele também é inteligente e detém recursos e provavelmente irá criar terríveis armadilhas para você ao invés de cair nas armadilhas que você deixar para ele.
Um dos homens que foram vencidos por Jon em uma de suas exibições para conseguir dinheiro descobriu sobre sua real natureza e agora busca extermina-lo.

Incapacidade de Mudar Parcialmente(Defeito: 1 ponto)

Spoiler:
Você não possui a habilidade de mesclar formas. Você não pode mudar sua laringe em Lupino para ser capaz de falar nem crescer focinho de lobo em Glabro. Você apenas pode mudar para uma forma completa.

Excesso de Confiança: (1 ponto de Defeito)
Spoiler:
Você nutre uma opinião exagerada e inabalável sobre o seu próprio valor e as suas capacidades, nunca hesita em confiar em suas habilidades, mesmo em situações nas quais você corra o risco de ser derrotado. Quando as suas habilidades não são suficientes, este tipo de excesso de confiança pode ser muito perigoso. Quando você fracassa, encontra logo alguém ou alguma coisa para culpar. Se você for convincente o bastante, pode contagiar os outros com o seu excesso de confiança.

Marca do Predador (Defeito: 2 pontos)

Spoiler:
Você demonstra emanações de uma natureza predatória. Herbívoros fogem de você, enquanto carnívoros o veem como uma ameaça em potencial e podem desafiá-lo. Você não pode possuir a Perícia: Empatia com Animais.





Equipamento e Bem Possuídos:
Roupas simples, capa em lã tingida de preto, espada bastarda
Spoiler:


Pontos Bônus 15
4 Em fúria
3 em Força de vontade
5 em destreza
2 em Esquiva
1 em rituais

7 em defeitos
1 em rituais
4 em gnose
2 em armas brancas


Xp ganho como Jogador = 49 acumulados (Gasto 0 / Sobrando 49)

Gastos com XP Primeiro Ciclo de 2013
Spoiler:

Gastos com XP Segundo Ciclo de 2013
Spoiler:

Gastos com XP Terceiro Ciclo de 2013
Spoiler:

Gastos com XP Quarto Ciclo de 2013
Spoiler:


Última edição por Klauss Krugger em Qua 14 Jan 2015 - 6:52, editado 2 vez(es)


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger
avatar
Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2494
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jon, Garras da Justiça Filodox Presas de Prata

Mensagem  Klauss Krugger em Qua 20 Mar 2013 - 19:52

*A praça central da pequena cidade estava lotada, todos observavam o jovem de cabelos brancos empunhando uma espada bastarda e bradando a todos.*

Jovem – Terá um dia em que surgirá um guerreiro invencível , que somente a sua presença causará medo em seus oponentes... até esse guerreiro surgir vocês treinam comigo...

*O pequeno publico ri, até que um homem extremamente alto e forte sai do meio do povo carregando uma espada de 2 mãos, sem nem sequer se anunciar faz um ataque repentino, eis que o jovem simplesmente se esquiva.*

Jovem – Pois bem, não precisa me cortar ao meio para vencer (neste meio tempo o jovem faz vários ataques rápidos com o intuito de distrair o homem, até que o desarma e segura a espada antes que ela cai no chão, em seguida cruza as 2 espadas no pescoço do homem)... basta ser o único com a espada nas mãos.

*O jovem entrega a espada ao homem em seguida recolhe uma bolsa com algumas moedas que o público depositou.*

Algumas horas depois na taverna da região.

Jovem – Por que você quer me pagar uma bebida... não lhe conheço...sinceramente não estou nem ai se você é um Sentinela dos homens... não é problema meu... tá mais porque você quer saber de minha história, pois bem o jantar e o meu pernoite é por sua conta.

Jovem – Minha história começa exatamente 9 meses antes de meu nascimento, no casamento de meus pais a festa iniciou-se pela manhã indo até a noite, quando o lorde Morningkill saiu de seu forte para pedir, pedir não para requisitar seu direito a Prima Nocte, lógico que meu pai tentou impedir que levassem minha mãe, mas as forças militares do Lorde impediram que meu pai e os demais homens fizessem algo, na realidade alguns dos convidados do casamento ficaram bem feridos, afinal de contas faziam alguns anos que o Lorde não ia atrás de seu privilegio no dia um casamento, uns diziam que minha mãe era muito bonita, era uma das poucas jovens de olhos claros da região, alguns diziam que minha mãe nasceu quando o pai do atual Lorde foi visitar minha avó no seu casamento, mais isso não interessa... minha mãe foi desfigurada pelo Lorde, ela teve um olho perfurado e um corte no rosto, meu pai temendo a vergonha que a ocasião pudesse lhe trazer, fez uma casa na floresta próxima a vila, onde passou a morar com minha mãe... 9 meses após o casamento nascia um bebe de olhos azuis e cabelos brancos como a neve, meu pai ficou totalmente revoltado e tentou atacar o forte onde o Lorde vivia, como consequência foi morto neste dia, com isso minha mãe teve que se desdobrar para criar uma criança e ainda mais vivendo no meio da floresta, quando fiz 5 anos já perambulava pela mata sozinho, conhecia cada canto da mata como a palma de minha mão, e sempre fui muito curioso a respeito de um velho que morava há alguns quilômetros de nossa casa, pois sempre que eu me aproximava de sua casa o velho corria para a mata e desaparecia.

*Após beber e comer um pouco continua a historia.*

Jovem – Quando fiz 7 anos aprendi a seguir as trilhas dos animais e a caçar, assim conseguia ajudar minha mãe a por alguma comida dentro de casa até que um dia resolvi seguir as marcas deixadas por meu vizinho em meio a floresta, até que no meio do nada ele resolveu se revelar com a intenção de me por para correr, um lobo gigantesco salta em minha frente, mas para a surpresa dele minha reação foi de olhar para ele e sacar minha adaga, ele voltou a sua forma humana e riu perguntando o que eu iria fazer contra ele com uma faca tão pequena, e falou que se eu não entrei em desespero ao ver ele em sua forma guerreira eu provavelmente era um parente, talvez um dia me tornaria um garou, desde esse dia comecei a frequentar a casa dele principalmente pela curiosidade sobre aquele homem lobo, seu nome era Vougan ele me disse que era um theurge Presa de Prata e que vivia isolado desde a morte de sua matilha, com ele aprendi a me virar de verdade, como empunhar uma espada, a ler e escrever e como me portar em publico, literalmente ele me ensinou praticamente tudo que sei.

Jovem – Quando fiz 14 anos eu voltava no começo da noite da casa, lua estava prestes a sair do quarto minguante indo para lua cheia, quando me aproximava de casa eu ouvia risos e gritos, sai correndo em disparada, chegando em casa me deparei com 4 homens usando os mantos do Lorde e espancando minha mãe, foi quando aconteceu minha mudança, eles gritavam e tentavam fugir mais a justiça foi feita e tiveram o que mereceram naquela noite,minha mãe me abraçou e sorriu antes de morrer em meus braços, não antes de revelar que na verdade eu era filho do Lorde Morningkill, ele também teria sua hora.

Jovem – Como tradicionalmente fazíamos na região eu estava cremando minha mãe quando Vougan chegou pois verá as chamas ao longe, ele perguntou o que aconteceu e eu relatei, ele pediu para ver minha forma guerreira, “O menino é um maldito Presa de Prata”, então me explicou sobre minha tribo e pela fase da lua que ocorreu a minha primeira transformação eu era um Filodox, um juiz... eu ri, pois realmente eu iria julgar um certo Lorde a seu tempo ele realmente seria julgado, após cremar minha mãe e esquartejar os 4 soldados e espalhar seus pedaços pela floresta eu uivei o resto da noite eu teria minha vingança, nos próximos dias aprendi com Vougan sobre a verdadeira natureza de ser um Garou e ele iniciou meu ritual de passagem dizendo que eu iria ter que acalmar minha Fúria para somente depois seguir meu próprio caminho, e foi o que eu fiz.

*Após mais alguns goles.*

Jovem – Toda semana o Lorde Morningkill, saia para caçar pela floresta de seu pequeno palacete, então eu armei uma emboscada, segui como lobo e os fiz me rastrearem para a parte mais interna da floresta, quando estavam longe o suficiente para ninguém ouvir seus gritos eu me revelei, primeiro fiz com que seus cavalos fugissem, os soldados que estavam juntos dele não os matei pois eles não fizeram nada somente os deixei inconcientes um a um, e quando cheguei ao Lorde mostrei minha forma humana e lhe falei sobre como ele violentou e desgraçou a vida de minha mãe, ele riu e sacou a espada disse que era seu direito inato, lhe dado pela realeza e veio para cima de mim tentando matar-me, lhe desarmar e tomar sua espada para mim foi rápido e extremamente fácil com minhas novas habilidades e quando eu ia fazer justiça garras espectrais me arrastaram para o mundo dos espiritos era o um avatar do Lorde Falcão... lá no mundo dos espiritos ele explicou que eu não deveria eliminar meu próprio pai, afinal de contas meu papel perante a sociedade Garou é de juiz, não de executor e que fazendo isto eu estaria decretando minha própria morte para a tribo, afinal de contas eu seria caçado por todos e que um dia eu encontraria meu verdadeiro caminho, portanto eu deveria sair da cidade dos Morningkill e manter minha linhagem em segredo, o Lorde Falcão mostrou-me o caminho que deveria seguir, desde então viajo de uma cidade para outra em busca de encontrar meu destino.

Jovem – Meu nome é Jon, sou Garras da Justiça Filodox dos Presas de Prata, agora se me der licença, tenho uma cama quente me esperando, diga-se de passagem pagas por você.


Última edição por Klauss Krugger em Sex 22 Mar 2013 - 14:52, editado 1 vez(es)


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger
avatar
Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2494
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jon, Garras da Justiça Filodox Presas de Prata

Mensagem  Klauss Krugger em Sex 22 Mar 2013 - 11:38

To fazendo algumas alterações no preludio, assim que conclui-las posto com cores diferentes para melhorar a coesão, afinal de contas não estou afim de ser caçado pelos presas, além de que vou alterar alguns defeitos dele tbem.


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger
avatar
Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2494
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jon, Garras da Justiça Filodox Presas de Prata

Mensagem  Klauss Krugger em Sex 22 Mar 2013 - 15:24

Correções finais realizadas.


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger
avatar
Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2494
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 38

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jon, Garras da Justiça Filodox Presas de Prata

Mensagem  LeoPrata em Dom 24 Mar 2013 - 20:19

Aprovado


Shape shift, nose to the wind; Shape shift, feeling I have been; Move swift, all senses clean; Earth's gift; Back to the meaning of wolf and man. "Metallica - Of Wolf and Man".

Ficha de JJ Silver
avatar
LeoPrata
Admin
Admin

Mensagens : 1333
Data de inscrição : 06/08/2012
Idade : 38
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jon, Garras da Justiça Filodox Presas de Prata

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum