Werewolf: The Wild West - vamos?

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  The Grand Wizard [Passo] em Dom 26 Jan 2014 - 10:44

Pessoal, faz muito tempo que desejo jogar Werewolf: The Wild West por aqui no fórum. Já temos Dark Ages que tem seus jogadores cativos, alguns não tem saco para criar uma nova ficha, não gostam de Dark Ages ou tem outros motivos para não juntar, mas talvez ter uma terceira possibilidade caia bem.



Ao contrario de Idade das Trevas, não existe nada em português para Wild West. Caso demonstrem interesse, podemos tentar organizar um material ao mesmo estilo que Dark Ages por aqui e abrir toda uma nova narrativa para os interessados. Iriam ter Habilidades diferentes, os Dons podemos deixar mais o menos os que temos no fórum pois eu traduzi muitos dos que tinha no livro do Wild West.

Poderíamos ver em qual período de tempo começar. Antes ou depois da Devoradora de Tempestades? Talvez mais próximo da época da Devoradora de Almas, se passando no Leste dos EUA. Talvez no Colorado ou Nevada já na época da Devoradora de Tempestades. Entre 1812 até 1875 fica um bom tempo, quem quiser fazer sugestões faça!
avatar
The Grand Wizard [Passo]
Admin
Admin

Mensagens : 1891
Data de inscrição : 24/12/2010
Idade : 27
Localização : Pra lá de Além Paraiba

Ver perfil do usuário http://lobisomemoapocalipse.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Daniel Ramone em Dom 26 Jan 2014 - 10:48

Conte comigo tanto para a tradução quanto para a jogatina.
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 29
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  kausBR em Dom 26 Jan 2014 - 14:22

Hohoho
Cavaleiros do Ferro Se apresentando! Que começe a aventura steampunk!!! *_*
Porem não sei quase nada do wild west alem dos cavaleiros de ferro =/
Por que não deixar o ano em aberto para o narrador igual ao dark ages?


-A coragem alimenta as guerras, mas é o medo que as faz nascer..
--Somos todos campos de batalha, nos quais se digladiam deuses...
---Você não morre pela sua matilha. Você vive por ela! Levante-se! Se tem tempo para pensar em uma morte bela, porque não vive belamente até o fim?
avatar
kausBR
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 319
Data de inscrição : 23/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Alexyus em Dom 26 Jan 2014 - 16:54

Curti a ideia!

Acho que o idioma não é uma barreira, mas de qualquer modo tem muitas similaridades com o Apocalipse, então fica fácil adaptar.

Acho que a costa leste na época da Devoradora de Tempestades é meio padrão, mas dá pra variar bastante em cima de data e lugar. Acho que é uma boa ideia deixar aberto pra cada narrador, na otimista hipótese de termos mais de um para esse cenário!
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Daniel Ramone em Dom 26 Jan 2014 - 17:01

A Devoradora é bom um gancho, mas há também o conflito entre Garou x Nuwisha, que acredito ser interessante e uma ótima maneira de abrirmos mais espaço para outras raças metamórficas.
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 29
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  kausBR em Dom 26 Jan 2014 - 17:16

Hum Daniel...Prevejo um segunda narrador para a época? =p


-A coragem alimenta as guerras, mas é o medo que as faz nascer..
--Somos todos campos de batalha, nos quais se digladiam deuses...
---Você não morre pela sua matilha. Você vive por ela! Levante-se! Se tem tempo para pensar em uma morte bela, porque não vive belamente até o fim?
avatar
kausBR
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 319
Data de inscrição : 23/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Daniel Ramone em Dom 26 Jan 2014 - 17:37

Posso narrar sim, Kaus. Esta época e qualquer outra que for proposta. Só combinarmos, mas acho que antes vai ser preciso decidir se vai mesmo acontecer e traduzir todo pelo menos o básico do material.
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 29
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  kausBR em Dom 26 Jan 2014 - 17:38

Pronto passo já fiz metade do seu trabalho! consegui um narrador huahuauhhuauhauhahuah


-A coragem alimenta as guerras, mas é o medo que as faz nascer..
--Somos todos campos de batalha, nos quais se digladiam deuses...
---Você não morre pela sua matilha. Você vive por ela! Levante-se! Se tem tempo para pensar em uma morte bela, porque não vive belamente até o fim?
avatar
kausBR
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 319
Data de inscrição : 23/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Daniel Ramone em Dom 26 Jan 2014 - 17:47

Ganha-se XP por isso? kkkkkkk
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 29
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  kausBR em Dom 26 Jan 2014 - 17:52

sim sim de 1 a 15 de xp + (2 por jogador)
=p
mais quem vota a xp é nois ou seja faça uma boa cronica kkk


-A coragem alimenta as guerras, mas é o medo que as faz nascer..
--Somos todos campos de batalha, nos quais se digladiam deuses...
---Você não morre pela sua matilha. Você vive por ela! Levante-se! Se tem tempo para pensar em uma morte bela, porque não vive belamente até o fim?
avatar
kausBR
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 319
Data de inscrição : 23/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Daniel Ramone em Dom 26 Jan 2014 - 17:55

Disso eu soube hoje, perguntava se ganhava XP por conseguir narradores XD
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 29
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Tony.Zefs em Dom 26 Jan 2014 - 20:33

Não sei nada do tema... Mas Tamo junto!

Para o que precisar estou aqui!



Narração
Minha Fala
Pensamento


                                                                                                         

Neal Schmitt -  Domador de Aranhas - Andarilho do Asfalto - Hominideo - Ragabash

Presa de Sangue - Garra Vermelha - Lupino - Arhoun

Oliver Queen - Parente Fianna - Socio da Alpha Moon
avatar
Tony.Zefs
Moderador
Moderador

Mensagens : 540
Data de inscrição : 25/09/2012
Idade : 28
Localização : Casa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  The Grand Wizard [Passo] em Seg 27 Jan 2014 - 11:02

Algumas mudanças de habilidades>


Troque Manha por Crime:

Crime
• Você pode destrancar Fechaduras.
•• Você pode bater Carteiras.
••• Você pode abrir cofres.
•••• Você é um Gênio do Crime.
••••• Você é o Geronimo do Crime.

Consertos por Construção

Construção
• Você pode Curtir Couro.
•• Você pode construir um Vagão.
••• Você pode construir uma boa casa.
•••• Você pode construir uma Locomotiva.
••••• Duas vezes melhor que Tom Edison.

Mude o conceito de Condução

Condução(Wild West)
• Você pode subir na cela de um cavalo.
•• Você é um Maquinista
••• Você monta em qualquer animal de cascos.
•••• Você é uma Atração em Shows do Oeste Selvagem.
••••• Mensageiro de Telégrafos

E por fim, Computador por Cultura

• Você sabe algo sobre as Reuniões Sociais.
•• Você sabe o que as pessoas ao seu redor fazem ou deixa de fazer.
••• Você sabe um pouco sobre povos onde cruzou.
•••• Você sabe de coisas sobre qualquer grupo que criou raízes no Oeste.
••••• Você é um precioso contador de folclore ambulante.


Mas é mudança da segunda edição, teria que dar uma adotada para terceira edição. Quem quiser ajuda baixa o livro, vai tentando ler e tentam bolar qual época pode ocorrer e em que local.
avatar
The Grand Wizard [Passo]
Admin
Admin

Mensagens : 1891
Data de inscrição : 24/12/2010
Idade : 27
Localização : Pra lá de Além Paraiba

Ver perfil do usuário http://lobisomemoapocalipse.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Daniel Ramone em Seg 27 Jan 2014 - 12:01

Passo, se não for encomodo, posta aqui o link onde o material poderá ser baixado.
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 29
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  LeoPrata em Seg 27 Jan 2014 - 13:45

O pouco que eu li de Wild West se parece (pelo menos em habilidades) com Dark Ages. A questão dos Dons pode-se liberar e dependendo do tempo até jogar com um Croatan. Acho que tem até como esquecer um pouco as Devoradoras, pois foram fatos incisivos e ficaria legal começar algo entre Puros x Colonizadores - O Prenúncio das Guerras. Lembro que o território Canadense também pode ser explorado (dependendo da época) em um embate entre Puros e Franceses, lembro que tudo acabaria datado do século XVI e XVII. Bom é só uma sugestão mais aprovo a ideia e muito.


Shape shift, nose to the wind; Shape shift, feeling I have been; Move swift, all senses clean; Earth's gift; Back to the meaning of wolf and man. "Metallica - Of Wolf and Man".

Ficha de JJ Silver
avatar
LeoPrata
Admin
Admin

Mensagens : 1333
Data de inscrição : 06/08/2012
Idade : 38
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  The Grand Wizard [Passo] em Seg 27 Jan 2014 - 21:27

4shared.com/office/eTntmR2Y/werewolf_-_the_wild_west.htm

Só vou postar mais algumas coisas que achei, do resto vocês vão cuidando. Só se organizarem.

Spoiler:

O clima geral de Lobisomem Oeste Selvagem não é como nos filmes que passam na sessão de tarde, com xerifes inquestionáveis com seu chapéu branco. Este é um oeste fictício que poderia ser, e que não ignora as atrocidades que fizeram parte da sua própria história. Aqui, mulheres e crianças inocentes morrem com as baionetas da cavalaria. O homem branco faz tudo quanto é tipo de genocídio ( e às vezes até mais ) para tomar terras que acham seus por direito, e nativos resistem como podem. Para tornar as coisas piores, há problemas vindo na frente espiritual, problemas sobre o qual homens e mulheres normais não esperam uma oração.

Achamos meio que inútil descrever a geografia do lugar porque é só você alugar um filme de bang-bang e prestar atenção ( digo no cenário ), recomendo alugar "Jovens Pistoleiros", "Jovens de mais para morrer", "Wyat Earp", o clássico "Os sete magníficos" ( detalhe, esse eu não tive saco de assistir, mas a coisa legal é que tem a musiquinha do Marlboro ) .

Os nativos, também conhecidos como índios americanos. Antes de 1830 muitas tribos nativas faziam da metade do Oeste Americano suas casas, as tribos nômades que viviam nas planícies entre o Mississipi e as Montanhas Rochosas eram os Pawnee, Blackfeet, Cheyenne, Kiwa, Comanche, Osage, Oto, Sauk, Fox, Crow, Arapaho e Siox. Os NezPerce, Paiute, Cayuse, Shoshone, Flathead e Utes habitavam a grande bacia entre Sierra Nevada, Montanhas Rochosas e o planalto do Rio Columbia. E ao longo da costa do Pacífico na região da Califórnia os Miwok, Chumash, Yokut, Yurok, Huppa, Wyot, Tipai-Ipai, Gabrielino entre outras tribos que foram diminuindo após dois séculos da presença espanhola. No sudoeste os Hopi, Pima, Dineh ( ou Navajo ), Apache e Zuni viveram em desertos e canyons rochosos no norte do México. Ao longo da chuvosa Floresta costeira do noroeste viveram os Tlingit, Tsimshiam, Salish e outros povos



Tribos

Como no original, as 13 tribos já habitavam a região naquele século, constantemente em guerra uma com as outras, mais existem algumas sutis diferenças históricas e ideológicas que valem apena serem mencionadas:

Fúrias Negras: Em essência continuam as mesmas, a tribo predominantemente constituída por mulheres mantem firme seus ideais de igualdade, mesmo numa época onde o sexo feminino era ainda mais discriminado pela sociedade machista, elas lutavam ferrenhamente pela igualdade na distribuição do solo fértil e sempre se faziam presentes em locais onde mulheres eram comumente consideradas apenas mercadorias de troca. Muitas delas escolheram aliar-se aos Uktena e Wendigo, entre os quais seus espíritos guerreiros e o ódio por qualquer coisa da Wyrm ou Weaver era compreendido e recompensado com glória e respeito, tornando as fúrias da época reconhecidamente uma força efetiva tanto de Gaia, como das mulheres onde quer que elas estivessem.

Roedores de Ossos: Nessa época eles já eram os miseráveis dos miseráveis, Como nenhuma outra tribo eles exemplificam a adaptação da natureza e a necessidade de sobreviver a qualquer custo. Por anos o continente americano serviu como lugar de despejo para os cidadãos menos abastados da Europa, incluindo vários condenados e devedores. Muitos desses indivíduos desafortunados se tornaram alguns dos primeiros Roedores a colocarem os pés nas terras puras. Estabelecidos nas cidades em crescimento, eles habitam entre os dissolutos e caídos, levando sua existência às margens da sociedade humana e garou

Filhos de Gaia: Esses Garou desde aquela época encarnavam a esperança de que todos os filhos de Gaia podem aprender a viver pacificamente. Eles foram os primeiros a fazer contato com os Croatan e os Uktena e se entusiasmaram ao ver quer poderia haver lugar para a cooperação ao invés de conquista sempre que possível. Os filhos do unicórnio pregavam a união entre todas as tribos, e buscavam incessantemente cicatrizar as feridas feitas aos nativos enviando constantemente missionários, professores e artistas tanto as cidades como as terras indígenas. Eles proviam educação europeia a todos aqueles que estavam sob seus cuidados e tinham como costume proteger todo e qualquer local considerado sagrado pelos homens, visando sempre promover a causa de Gaia por trás de suas boas ações.

Fianna: Defensores ferrenhos de Gaia e destemidos guerreiros contra a Wyrm, os Fianna dessa época se consideravam superiores aos Garous nativos, e tal postura fez com que eles rapidamente ganhassem inimigos entre as tribos locais de Uktena e Wendigo. Os Fianna constituíram uma grande parcela dos invasores europeus que forçaram o caminho através do coração do oeste, cavalgando ao lado de fazendeiros, mineiros, oficiais da cavalaria, índios e cowboys. Por outro lado, alguns destes destemidos e ferozes garous se uniram aos indígenas, percebendo que eles tinham muito a aprender com aqueles que guardaram as terras puras sozinhos durante séculos.

Crias de Fenris: Guerreiros selvagens com tradições orgulhosas, filhos das rigorosas terras próximas do Ártico, veteranos na ferrenha batalha contra a Wyrm, os Crias de Fenris não toleravam nenhum desafio ao seu direito nas terras férteis do oeste, nem por parte dos humanos, nem de outros Garou. Seus modos rudes, a presunção ao afirmarem sua superioridade e as atitudes irregulares e confusas da tribo, fizeram com eles conquistassem poucos amigos entre os Uktena e Wendigo. Mas o inegável senso de honra, a bravura consumada, e a dedicação fervorosa em proteger os seus, asseguram-lhe um respeito relutante entre os mesmos.

Andarilhos do Asfalto: Nesse período conhecidos como "Iron Riders", acreditavam que os poderes da Weaver deveriam ser empregados na batalha contra a Wyrm. Eles mantinham uma constante presença nas cidades humanas, aprendendo como utilizar a tecnologia disponível para promover a causa de Gaia. Naturalmente eles margeavam juntamente com seus parentes nas cidades crescentes do oeste, envolvendo-se no seu comércio, casas de jogos e bancos recém criados. Eles eram defensores ferrenhos da implantação das ferrovias e do telegrafo, acreditando que tais ferramentas poderiam conectar todos os caerns do continente.

Garras Vermelhas: A tribo exclusivamente de lupinos dos Garras Vermelhas tinha uma força bastante grande no Oeste Selvagem. Fugindo da diminuição gradual da população de lobos na Europa, onde estavam sendo caçados até quase a extinção em algumas áreas, os Garras tiveram de suportar a mudança para a forma hominídeo por tempo o suficiente para que conseguissem chegar a América e enfim começassem a se reproduzir novamente com a população de lobos nativa. Os indígenas americanos consideram os lobos como irmãos e respeitam seu lugar na ordem natural das coisas, em contrapartida, os Garras Vermelhas moderam "um pouco" suas tendencias retribuindo o respeito dos povos nativos do oeste.

Senhores das Sombras: Viajando para o Novo Mundo com seus parentes da Europa Oriental, Os Senhores das Sombras se mobilizaram rapidamente para ocuparem cadeiras chave na politica local e em seitas estabilizadas do leste americano. Entre os primeiros a reconhecer o que a abertura do oeste verdadeiramente significa, estes astutos Garou manipularam seus parentes rumo ao êxodo para o oeste. Lutando e enganando por toda a amplitude do caminho através do continente, eles fizeram de tudo para tomar o seu "laço de direito" nos motores e na balança, tanto da sociedade humana, como garou. Muitos Senhores por conta disso tornam-se virtualmente monarcas das cidades, cuja o dinheiro ajudava a financiar, construir e controlar os armazéns gerais, bancos, granjas, associações pecuaristas e estábulos.

Peregrinos Silenciosos: Seja como viajantes solitários, ou acompanhando pitorescos shows de medicina itinerantes, comuns naquela época, os enigmáticos Peregrinos Silenciosos deram dessa forma seus primeiros passos nas terras puras. As vistas panorâmicas como das Montanhas Rochosas, Monument Valley, Painted Desert, ganharam a admiração da tribo, mas a real atenção deles estava voltada para a paisagem umbral inexplorada do novo mundo, e foi essa curiosidade que fez deles os primeiros garous não nativos a descobrirem a ameaça crescente no mundo espiritual.

Presas de Prata: Reverenciados como heróis legendários, os Presas de Prata formam a elite aristocrática entre os Garou, mas sua nobreza e aptidão para suportar o nível da batalha contra a Wyrm enfrenta alguns desafios.Outras tribos, notadamente os Senhores das Sombras e os Crias de Fenris sentem que os Presas deveriam compartilhar a glória de ser "os escolhidos de Gaia". Muitos vêm para o oeste com nobres intenções, tentando trazer seus isolados irmãos Uktena e Wendigo para a "civilizada" sociedade Garou. E é desnecessário dizer que a presença deles só acaba agravando as tensões entre nativos e os recém-chegado Garou

Portadores da Luz Interior: Esses místicos andarilhos oriundos do oriente, veem ha muito observando as filosofias do leste distante e através do tempo desenvolveram uma habilidade marcial única que os diferencia no campo de batalha. Essa mistura de filosofia e combate faz deles ao mesmo tempo, temidos como ferozes guerreiros , e respeitados como gentis pacificadores. Eles quase nunca são vistos ou encontrados. Alguns chegam com seus parentes asiáticos trazidos para trabalhar nas estradas de ferro. Outros, permanecem nas cidades como São Francisco, oferecendo sementes alternativas, plantas medicinais, e previsões astrológicas.Misteriosos e intrigantes por causa de sua raridade, alguns poucos ganham aceitação entre os Uktena e Wendigo.

Uktena: Uma das duas tribos nativas restantes, os Uktena incorporam o fogo que queima dentro do coração de Gaia, ocultando seus mais profundos mistérios. Grandes caçadores de conhecimento, os Uktena interessam-se principalmente em descobrir os segredos pertencentes a Wyrm. Eles trabalham nas terras puras identificando e destruindo ou prendendo criaturas da Wyrm, criando uma elaborada rede de proteção em todo o oeste Umbral. Esses videntes místicos tem seus lares entre as "tribos pueblo", como os Zuni e Hopi, bem como os Utes, Navajo e os outros povos do sudoeste da Califórnia.

Wendigo: Os Wendigo refletem tanto a fúria do gelo de seu totem como a paixão ardente da tortuosa e emocionante dança do sol praticada por seus parentes. Tendo seus lares estabelecidos entre os nativo americanos do noroeste dos Estados Unidos e em tribos nômades das grandes planícies, esses guerreiros tem resistido a invasão dos europeus desde seu início. Embora os encontros iniciais com caçadores e exploradores franceses e russos e não tenham sido sempre hostis, os Wendigo foram rápidos em perceber a ameaça que os invasores brancos representavam para suas terras e seus parentes. Por isso os Wendigo mais do que qualquer outra tribo se tornaram o retrato do bastião da luta incessante daqueles que buscam a preservação da antiga glória das terras puras


avatar
The Grand Wizard [Passo]
Admin
Admin

Mensagens : 1891
Data de inscrição : 24/12/2010
Idade : 27
Localização : Pra lá de Além Paraiba

Ver perfil do usuário http://lobisomemoapocalipse.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Daniel Ramone em Qui 30 Jan 2014 - 18:05

Como a própria Mãe Gaia pediu, vim reiterar meu desejo de ajudar com as traduções, mas só poderei estar fazendo isso a partir de segunda-feira. Bem, pretendo contribuir traduzindo todos os dons de todas as tribos, caso alguém já se proponha a fazer isso, avise para que eu me coloque a ajudar de outra maneira. E, Passo, se eu puder ajudar com mais alguma coisa que você tenha em mente, não se acanhe em me dizer.
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 29
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Convidado em Qui 30 Jan 2014 - 18:18

Os dons na realidade já foram traduzidos e quase todos foram postados no fórum, na verdade estou revisando os dons das raças primeiro. Mas tradução de fetiches, rituais e totens novos são muito bem vindos.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Daniel Ramone em Qui 30 Jan 2014 - 18:26

Posso ficar com o dos rituais então.
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 29
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Alexyus em Sex 31 Jan 2014 - 15:22

Então eu pego os totens pra traduzir!
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Tony.Zefs em Qui 6 Fev 2014 - 21:08

O momento em que será narrado, acho que pode ficar como Dark Age no forum, o narrador decide o tempo exato a depender da cronica.

Poderiamos abrir as criações de ficha e irmos criando juntos os personagens.




Narração
Minha Fala
Pensamento


                                                                                                         

Neal Schmitt -  Domador de Aranhas - Andarilho do Asfalto - Hominideo - Ragabash

Presa de Sangue - Garra Vermelha - Lupino - Arhoun

Oliver Queen - Parente Fianna - Socio da Alpha Moon
avatar
Tony.Zefs
Moderador
Moderador

Mensagens : 540
Data de inscrição : 25/09/2012
Idade : 28
Localização : Casa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  kausBR em Sab 8 Fev 2014 - 22:12

Hey pessoa visto que já temos um possivel narrador e jogadores dispostos já temos as peças mais importantes, só que falta "o cara", precisamos de alguem para a staff para guiar os passos eu faria isso mais estou claramente sem tempo disponivel... =§


-A coragem alimenta as guerras, mas é o medo que as faz nascer..
--Somos todos campos de batalha, nos quais se digladiam deuses...
---Você não morre pela sua matilha. Você vive por ela! Levante-se! Se tem tempo para pensar em uma morte bela, porque não vive belamente até o fim?
avatar
kausBR
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 319
Data de inscrição : 23/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Daniel Ramone em Dom 9 Fev 2014 - 7:24

Já tendo os dons traduzidos e com a devida cooperação dos jogadores em não fazer questão de certos fetiches e rituais mais complexos, poderíamos começar sem problema algum.
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 29
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Tony.Zefs em Dom 9 Fev 2014 - 13:35

Posso traduzir o fetiches, até pq são bem poucos no livro do wild west.

acho que hoje mesmo posto aqui.

Passo ou Leo, podem criar os topicos ?


Narração
Minha Fala
Pensamento


                                                                                                         

Neal Schmitt -  Domador de Aranhas - Andarilho do Asfalto - Hominideo - Ragabash

Presa de Sangue - Garra Vermelha - Lupino - Arhoun

Oliver Queen - Parente Fianna - Socio da Alpha Moon
avatar
Tony.Zefs
Moderador
Moderador

Mensagens : 540
Data de inscrição : 25/09/2012
Idade : 28
Localização : Casa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Daniel Ramone em Seg 10 Fev 2014 - 22:22

Fuçando na internet, acabei encontrando algo que pode ser útil numa primeira ideia sobre a temática do jogo. Não sei se o fórum já teve acesso a esses detalhes, mas se não for útil podem excluir sem problemas.

Sobre a Época:
“Hey forasteiro! O que está caçando por essas terras?“ Esta é uma pergunta muito comum em uma terra onde a corrida para o ouro é intensa e não importa se a terra é lavada com água, mercúrio ou sangue...
Sim! Estamos em meados de 1840 onde no oeste da América do norte todos respiram só uma coisa: OURO! E não somos diferentes. Estamos aqui Califórnia (ou nevada, ou utah, ou Arizona, ou novo México, ou Texas) desde que o primeiro fazendeiro gritou: Ouro! E com uma bala nas costas caiu duro no chão deixando a pepita rolar, para que um forasteiro a pegasse. Todos vieram de todos os cantos destas novas terras, mas principalmente os de Louisiana, Mississipi e Tennessee.


Estereotipos:
Aqui não é um lugar bom, ninguém é bem-vindo, e a rispidez é cortesia da casa. Inúmeras mentalidades partilham da idéia de possuir o tal metal dourado que poucos encontram:

Garimpeiros e Fazendeiros

Protestantes imigrantes que a todo custo tentam provar para si mesmos a salvação através da benção de encontrar uma pepita dourada;
Compadres e cabrones! Imigrantes espanhóis (mexicanos) que com seus bigodes, colchas e sombreiros tornam ainda mais massa o ambiente... Bem não precisa explicar muito sobre eles né?

Caçadores De Recompensas

Mocinhos queridos por todas ou heróis solitários que vivem procurando os cartazes escritos “WANTED” e logo a baixo o desenho do sujeito que guardará uma de suas balas no meio do peito. (nesta classe, incluem-se xerifes e outros cargos militares como U.s.Marshal que é o mesmo que Marechal, ou meeirinho federal dos estados unidos.

Lideres Religiosos

Que por sua vez trabalham em dois extremos:
O Primeiro, Material: Completamente desapegados aos valores materiais do mundo, ou gananciosos a ponto de mover toda uma congregação com perigosos pontos de manipulação;
O segundo, Social: Irracionalmente extremistas pensam que estão ali para punir os americanos que “pisam fora da faixa” e massacrar os índios que não aceitam o evangelho ou Homens que acreditam no direito ecumênico de convivência, ou possuem uma linha de evangelização menos pesada, pautada em valores e trabalhos sociais que antes de qualquer coisa ajudam a população emergente.

Dançarinas De Cabaréet

(conhecidas Matanzamente como: as Melhores Putas do Alabama) estas honestas donzelas possuem um peculiar modo de adquirir o sustento: divertindo os suados e beberrões trabalhadores, todas (TODAS) as noites no Saloon da pequena cidade. Trazidas de outros estados ou até de outros países (em geral, França), essas “sweet heart” (docinhos, como são conhecidas) já passaram por inúmeras dificuldades e hoje sabem muito bem se virar sozinhas. Para quem pensa que um vestido vermelho, um espartilho bem apertado e um batom não vai lhe causar mais do que um calor entre as pernas... tsk.. tsk... tsk... Prepare-se para acordar amarrado só de ceroulas e com um belo olho roxo. Hehehe...

Escravos

Embora os Estados unidos seja um dos primeiros a extinguir a escravidão “oficialmente” dita, alguns escravos e meeirinhos ainda existiam nas terras do oeste selvagem sobre o poder dos patrões apenas por desenvolver os costumes de suas tribos de origem no que diz respeito a rituais de cura para que os patrões economizassem mais. As tribos de origem africanas escondem muitos rituais que também são “oficialmente” impedidos de serem realizados. Mas quem disse que o patrão sabe o que acontece no meio do campo durante a noite...

Índios

Aqui reside uma das mais importantes artérias da história dos Estados Unidos! Desde a invasão norte- americana, os índios foram tratados como selvagens mesmo possuindo um sistema de agricultura perfeitamente complexo enquanto os recém chegados europeus passavam fome nas terras frias. Se formos destacar valores culturais, poderíamos falar de diversos pontos: desde a caçada, o respeito aos anciões, as tradições xamanísticas dentre outros costumes que diversos filmes nos mostraram ao longo de Hollywood. Mesmo assim: os índios neste cenário se dividem em três pontos: Os “Selvagens”: que sobre hipótese alguma aceitam dividir territórios com os “cara pálidas”
Os HAW! (um comprimento indígena!). Nativos que compreenderam que a chegada de homens sedentos por ouro deveria se amortecida com uma palavra muito próxima de diplomacia. Nesta “casta” há uma incrível possibilidade de convivência pacifica (em respeito aos territórios) e não descarta a possibilidade da existência do que chamamos de “amor impossível”...
Os Corrompidos: alguns índios que a princípio receberam os brancos de forma pacífica, hoje jazem bêbados e desacreditados em suas próprias tribos nos tablados do salloon. Muitos deles desaprenderam suas culturas e já impunham armas de fogo. Não é exagero também dizer que muitos deles já armaram emboscadas para os próprios nativos...

Inventores

Peculiar classe parecidíssima como professor pardal! As máquinas (a vapor, em geral) nem sempre possuem um design moderno (como os atuais), mas futurísticos o suficiente para impressionar (e sujar) todo e qualquer que fique por perto enquanto ela funciona. Para saber mais, pesquise um pouco sobre a moda “steampunk” ou os inventos apresentados no filme “as loucas aventuras de James West”

Investidores

A presença do ouro aqui por essas bandas atraiu não só mão de obra e força de trabalho, como os Patrões que honestamente e desonestamente (mais desonestamente), institucionalizaram as buscas e traçaram sobre os mapas uma extensa malha ferroviária que liga o oeste selvagem até os portos do sul próximos ao Texas e Louisiana. Tudo anda desonestamente muito bem, até que um estranho investidor chamado Jeremiah Lassater funda a Premium Oil...


Armas:
Pistolas leves:

Remington Derringer: 2 tiros, calibre .41
Army model .44: 6 tiros, calibre .44 (duh)

Pistolas pesadas:

Colt “pacificadora”: 6 tiros, calibre .45
Colt Buntline (Cano longo): 6 tiros calibre: .45
Rifles
Remington tiro-único modo-parafuso: 1 tiro (duh) Calibre .45
Winshester tiro único: 1 tiro (duh) Calibre .44

Armas especiais


Metralhadora .50 : cinturão com 100tiros calibre (.50) – detalhe: a arma esquenta!
Arco (e flecha): aljava com 15 flechas (dano:3)

Armas de lançamento

Faca; Lança; Machadinha e Pedra.
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 29
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Werewolf: The Wild West - vamos?

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum