Um Inimigo Invisível

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir em baixo

Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Qua 9 Jul 2014 - 13:05

"... ainda não sabemos como isso começou, nem sabemos o porque de afetar apenas um pequena parcela da população, mais ainda assim é muito preocupante, acreditamos que isso faz parte de algum projeto das forças armadas, talvez esse... olha lá é o presidente, vamos tentar falar com ele... sr. presidente, sr. presidente, o que tem a nos dizer sobre esses casos, o exército, ou qualquer órgão do governo está envolvido? Sr. presidente? Bem, ele simplesmente se afastou arrodeado de seguranças, não nos disse nada, continuamos completamente no escuro sobre esse assunto, aqui é Lana Smith para o Jornal GrandNews..."

" '... poderá ser esse o fim da humanindade?' Essa é a pergunta que muitas pessoas vem fazendo ultimamente, há quem diga que esse pensamento é um pouco exagerado, mas outras acreditam que o gorveno está escondendo informações porque o assunto é muito mais sério do que aparenta, não temos..."

"... orar, é tudo o que podemos fazer, isso pode ser o início do fim, não sabemas se essa..."


- Porcaria de canais, não se fala de outra coisa, apenas nessa bobagem, vai ver isso não é nada, mas como a mídia precisa de ibope faz uma tempestade em um copo d'água.

- Calma Horacio, isso não é da nossa conta. Alem do mais, estamos livres de seja lá o que for isso, parece que só está afetando o Canadá, venha, vamos dormir.

O casal de velhinhos foi dormir, e nunca mais acordou, não morreram devido ao que está acontecendo mais ao norte, eles foram atacados por um enorme lobo. Seja lá o que for que esteja se espalhando por todo o Canadá, é notícia em todo o mundo, não devido a gravidade, mas devido ao desconhecido, ninguém sabe absolutamente nada, nada sobre o que está acontecendo, como começou ou como podem pará-lo. Esse inimigo é invisível.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 27
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Qua 9 Jul 2014 - 13:06

UM INIMIGO INVISÍVEL



PARTE I - ZONA DE PERIGO


" '... Pela primeira vez alguém vai falar o que está contecendo, ele é um infectologista de renome dos Estados Unidos, seu nome é Frank Louis...'

Frank Louis - Ainda não temos muito para falar, mas temos as melhores equipes do mundo trabalhando nesse caso, não sabemos ainda de ondem veio ou como ele se originou, mas parece ser um tipo de virus alienígena...

Reporter - Quer dizer que isso veio do espaço ou que estamos lidando com forças de inteligência superior?

Frank Louis - Não, não tem nada a ver com nada do espaço ou inteligencia superior o que estamos querendo dizer é que se trata de um vírus novo, desconhecido, ele não se encontra em nosso banco de dados, mas como falei temos as melhores equipes trabalhando no caso para conseguir uma solução o mais rápido possível e...

Reporter - E o que tem a nos dizer sobre as infecções, qual o índice de contágio?

Frank Louis - Esse também é outro mistério, apenas uma pequena parte da população é vulnerável ao vírus, a maioria é imune, ainda não sabemos o porque, agora mesmo nossos infectologistas estão trabalhando no mapeamento no vírus, em outras palavras, então olhando seu código-fonto, tentando descobrir como eles funcionam...

Reporter - Frank Louis, só mais um pergunta...

Frank Louis - Desculpe, sem mais perguntas, assim que houver novidade nós noticiaremos a população...
"




Alguns homens que estavam assistindo ao noticiário pareciam saber mais do que o que fora falado nos jornais.

Homem 1: - Isso que está acontecendo aqui não é qualquer coisa, os humanos podem não ter encontrado um padrão, mas eu sei do que se trata, isso não é nada bom, precisamos por um fim nisso ou toda a raça Garou poderá estar em perigo de extinção.

Homem 2: - Temos alguém lá dentro, precisamos falor com ele, temos que ficar informados sobre tudo...

Homem 3: - E você acha que já não fizemos isso? Entrei em contato assim que encontrei um padrão, ele não sabe muito também, mas disse que isso foi criado, não é natural.

Homem 1: - Temos que reunir alguns Garous, e tentar rastrear quem criou o vírus, não podemos contar com os humanos, eles não podem saber de nossa existência, e nós estaremos em perigo investigando isso, não temos outra escolha, se vamos morrer, vamos morrer tentando.

O silêncio cai sobre os três homens que estavam conversando, eles sabem o quanto o assunto é sério, dizem que é difícil vencer um batalha quando você se conhece mas não conhece o inimigo, mas o que dirá de enfrentar um inimigo que você não consegue ver, nem faz ideia de quem é?

Algumas horas depois, se movendo o mais rápido que podem, eles formam um lista de alguns Garous, Garous esses que precisam ser reunidos imediatamente, uma equipe está sendo formada, são necessárias várias habilidades, e habilidades diversas, alguém que entende sobre vírus, mutação, genética, alguém de alto cargo, com acesso a arquivos confidenciais e de poder, alguém bom em algum tipo de espionagem, alguém bom de lábia, que saiba acalmar os outros e possa manter o controle, enfim, a vida dos Garous pode depender dessas habilidades.


- Aqui está lista, se espalhem, achem eles o mais rápido possível e os tragam aqui. Não falem com mais ninguém, e não deem informação alguma, nada disso pode vazar, precisamos ser cautelosos. Agora vão.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 27
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Daniel Ramone em Sex 11 Jul 2014 - 0:37

Dr. Lecter apreciava um belo jantar de culinária oriental, preparado especialmente por Haruka naquela noite.

"É uma pena um prato assim não combinar com um bom Chanti" Ele pensa desapontado.

Suas pesquisas não haviam avançado nem um pouco nos últimos meses, e ele se via incrivelmente frustrado, vendo consolo apenas na música clássica e na companhia de Haruka.

- Ouvi dizer que o noticiário anda divulgando notícias terríveis ultimamente. - Comentou com sua companhante.


- Vincenzo

- Gaspard

- Miranda

Ação
Fala
Off
Pensamento
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 30
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Veu Cinza em Sex 11 Jul 2014 - 13:18

Descricao. Azul
Joe termina de assistir ao noticiario, senta-se em posicao de lotus no chao de seu apartamento alugado em troca de reparos feitos na livraria e no andar inferior onde mora , enquanto medita sussurra um mantra a deusa Kali.
Ahaummahaumdkalisandesandetinandei han repete isso por um longo tempo.

Tres horas depois Joe adentra a umbra e comeca a alertar os espiritos sobre o que ocorre na Tellurian com o intuito de buscar informacoes para saber lidar com estas situacoes adversas

avatar
Veu Cinza
Portadores da Luz Interior
Portadores da Luz Interior

Mensagens : 233
Data de inscrição : 12/09/2012
Idade : 36
Localização : sao paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Alexyus em Ter 15 Jul 2014 - 9:22

Alaín estava preocupado com todas aquelas mortes e a agitação da imprensa ao redor delas. A situação política ficava adversa, o mercado empresarial ficava temeroso com as repercussões, os jovens ficavam preocupados com coisas além de seu controle e até mesmo as operações dos garous por baixo do Véu ficavam mais difíceis. Aquela situação afetava Alaín em todos os campos de sua vida.

Ele ligara para seu irmão no Parlamento cobrando ações e informações do governo, conversara com os executivos da empresa para tranquilizá-los, tivera que confortar suas irmãs para se sentirem seguras, e ainda falara com alguns anciões dos Presas de Prata sobre o que seria possível fazer.

Agora, tendo feito o básico, que ainda considerava pouco, Alaín estava em seu apartamento no centro da cidade, imaginando novas formas de agir.
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Ter 15 Jul 2014 - 14:42

Dr. Lecter


É uma noite tranquila para o Dr. Lecter, apreciando um belo jantar com Haruka, ele estava completamente focado em seu jantar, ele aprecia muito bem um boa culinária, ele é muito bem controlado, não misturas seus negócios, pensamentos, é um sujeito muito bem equilibrado, mas ultimamente não estva tão satisfeito consigo mesmo, suas pesquisas sobre a Wyrm estavam paradas, ele não obtivera muito progresso, desde muito tempo atrás o Dr. Lecter se dedicou a estudar a Wyrm, saber como ele funciona, porque é precisa existir, o que a permite existir, mas para poder estuda-la melhor ele teve de fazer algo que não seria bem aceito na sociedade Garou, claro que tudo permanece a sete chaves, e ele deseja que continue assim, ele mantém um laboratório secreto no qual faz experimentos com assassinos, estuprados, enfim, esse tipo de raça despresível, e tenta encontrar um cara para a maldade, tentar combatar a Wyrm com a ciência, mas até agora não teve muito progresso. Mas algo o impulsionará em sua pesquisa, trazendo grandes revelações.

- Ouvi dizer que o noticiário anda divulgando notícias terríveis ultimamente.

Haruka estava bem concentrada em seu jantar também, devido a convivência com o Dr. Lecter ela aprendeu a apreciasr muito bem a culinária, e não é do feitio do Dr. Lecter interromper um jantar com qualquer assunto, ele sempre prefere mantar a concentração no alimento, como bem já sabe é é um sujeito muito bem equilibrado e controlado.

- É, também vi o noticiário, é um tipo de vírus misterioso, não afeta toda a população essas coisas estranhas, mas é bobagem, todo vírus novo começa assim, fazem uma grande confusão depois descobrem que é algo simples...

Eles são interrompidos por uma batida na porta, Haruka se levanta e vai atender, é um homem baixinho, talvez pouco mais de 1,50 de altura, embora não seja anão. Ele vai direto ao ponto.

- Preciso falar com o Dr. Lecter. Ele precisa vir comigo, é urgente e assunto confidencial.




Joe Willis

Assim como muitas pessoas pelo país, Joe estava assistindo ao noticiário, ao fim ele faz a sua velha rotina, senta-se em posição de lotus, e começa sua jornada de meditação

Ahaummahaumdkalisandesandetinandei han

Ele permanece assim por um longo tempo, depois decide entrar na Umbra. É uma pena que nem todos os Garous tenham o hábito de entrar na Umbra, lá é onde se encontram a reposta para muitas perguntas, e às vezes, respostas para perguntas que sequer foram feitas, Joe ia aletar algo para os Espíritos, como tem facilidade para atrair espíritos não precisa esperar muito para que logo comecem a aparecer ao seu redor, são vários tipos de espíritos, como está na Umbra, ainda perto da película não atrae muitos espíritos maus, apenas alguns animais, logo ao seu redor começam a aparecer roedores, insetos, mas antes que comece a fazer fazer o que ia fazer ele vê um homem vindo ao longe, parece vir em sua direção, ao se aproxisar, o homem pula as apresentações a vai direto ao ponto.

- Joe Ramanandra, Foco-Sobre-A-Crise, sabia que o encontraria na Umbra, precisa que venha comigo,  preciso de você para um trabalho urgente e confidencial.



Alain D´Órleans


Sendo um ótimo líder que é Alain ele se preocupa com tudo e se vê em alto cargo para o que quer que aconteça, até porque o que estaca acontecendo o atinge de alguma maneira. Por esse motivo ele decide ligar para o irmão, que também ocupa um alto cargo, assim cobrar mais do governo para se fazer algo acerca da notício que vem circulando ultimamente, isso pode afetar as finanças, a populaçao em geral que permanece mais amedrontada, e também suas irmãs que são sua responsabilidade, ele entra em contato até com alguns Anciões para saber o que se pode fazer. Depois de todo essa ação Alain fica em casa planejando qual será o próximo passo, mal sabe ele que o passo já foi dado, e de alguma forma ele está mais envolvido do que imagina. Alguém bate a porta da sua casa, ao atender ele vê um homem muito bem vestido, sério, sem arodeios ele vai direto ao assunto.

- Sr. Alain, preciso que venha comigo, os Garous necessitam de seus serviços, é urgente e confidencial. Por favor não faça perguntas agora.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 27
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Alexyus em Qui 17 Jul 2014 - 17:23

Alaín não se surpreendeu.

"Minhas demandas devem ter dado resultado!"

Ele apanhou seu casaco e disse:

- Irei com você e não farei perguntas. Mas poderia pelo menos saber seu nome.
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Veu Cinza em Qui 17 Jul 2014 - 21:33

Joe observa o homem de cima a baixo e diz a ele cordialmente para se apresentar tambem, que nao sabe quem e o visitante.
- E bem vindo.amigo desconhecido, a proposito tu serias... sempre e bom saber o nome de quem vem em nosso lar...eu sou quem voce diz e voce...

Joe aguarda o homem pelo menos responder caso nao o diga pedira a os espiritos que os siga em troca de gnose
avatar
Veu Cinza
Portadores da Luz Interior
Portadores da Luz Interior

Mensagens : 233
Data de inscrição : 12/09/2012
Idade : 36
Localização : sao paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Daniel Ramone em Sex 18 Jul 2014 - 0:22

"Um momento extremamente inoportuno para se bater a porta de alguém. Seja quem for deve estar procurando encrenca ou está desesperado. Bem, Haruka cuidará de tudo." Pensei.

Estava disposto a continuar o jantar , mas havia algo formal na voz que falava com minha companheira. Assuntos confidenciais sempre nos remetem a soldados e agentes da lei, e Deus sabe que não posso me dar ao luxo de ter oficiais investigando minha casa. Decidi ver pessoalmente do que se tratava.

- Boa noite, eu sou o Dr. Lecter. A que devo a visita? - Pergunto ao individuo.


- Vincenzo

- Gaspard

- Miranda

Ação
Fala
Off
Pensamento
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 30
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Sex 18 Jul 2014 - 10:16

Alain D´Órleans

Alaín não parecia surpreso com a visita, é como se já esperasse algo do tipo, sem hesitar ele concorda em seguir o homem.

- Irei com você e não farei perguntas. Mas poderia pelo menos saber seu nome.

O sujeito aponta para um carro parado logo em frente, ele não é o motorista, pois há outra pessoa ao volante.

- Meu nome não é importante, não serei convocado para tal missão, contudo, me chamo Cesar, não sou um Garou, apenas um parente.

Ele parece ser um homem de poucas palavras. Ambos entram no carro, Cesar continua em silêncio durante todo a caminho, até chegarem a uma humilde casa.

- Pode entrar na casa, há outros lá esperando, lá você receberá mais informações. Obrigado por cooperar Alaín, e pela preocupação.

Cesar se despede a vai embora. Ao entrar na casa, Alaín vê mais duas pessoas, um homem, aparência fraca, magro e baixo, de cabelos pretos usando óculos e usando um notebook sobre suas pernas, a mulher parece ser bem atraente, cabelos louros, um belo corpo, também usa óculos, mas menos nerd do que o homem com o notebook, está totalmente concentrada no livro que está lendo, Alaín não consegue ver a capa. Ambos parecem nem notar sua presença e continuam concentrados em suas atividades.



Joe Willis

Joe observa o homem, apesar dele saber seu nome ele não se apresentou, o que pode levantar suspeitas, ao apenas ser uma pequena falta de educação não se apresentar.

- E bem vindo, amigo desconhecido, a proposito tu serias... sempre e bom saber o nome de quem vem em nosso lar...eu sou quem voce diz e voce...

- Meu nome é Joseph, parente de Crias de Fenris, fui enviado aqui porque precisam de seus serviços em uma missão muito importante, infelizmente não tenho permissão para contar mais do que isso, se decidir vir comigo, podemos sair da Umbra e irmos ao meu carro, de lá partiremos para uma casa onde encontraremos outros, lá será dado todos os detalhes da missão que o aguarda.

Joseph falou mais do que o que pretendia, mas não há tempo a perder, então fala logo tudo o que pode para assim convencer Joe o mais rápido possível.



Dr. Lecter

Claro que as horas das refeições sempre são péssimas horas de se ir na casa de um sujeito, mas assim como o Dr. Lecter pensou, ou se está procurando encrenca, ou está desesperado, e nesse caso é a segunda opção, o sujeito parece ter um faro e tanto, pois acima de tudo ele vai se desculpando pelo hora de sua chegada.

- Boa noite, eu sou o Dr. Lecter. A que devo a visita? - Pergunto ao individuo.

- Queira me desculpar Dr. Lecter pelo horario da visita, mas serei breve. Há algo de ruim acontecendo, e alguns garous foram convocados para acabar com essa coisa maligna, e o Dr. foi selecionado para essa missão, então se puder ir comigo agora seria perfeito. Não tenho permissão para falar mais nada, mas assim que chegarmos ao local adequado tudo será passado nos mínimos detalhes para o Dr.. A propósito meu nome é Nicolai, sou apenas um parende de Garous.

Nicolai, aponta para o carro parado logo em frente, e aguarda por uma resposta.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 27
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Alexyus em Sex 18 Jul 2014 - 11:01

Alaín respeitou o silêncio do parente e também manteve-se silencioso durante o trajeto. Ele olhava a paisagem, tentando marcar o caminho que eles faziam e localizar-se na cidade.

Quando recebeu ordens de entrar na casa, ele acenou com a cabeça, agradecendo rapidamente enquanto abria a porta.

Ao ver o homem e a mulher, aparentemente indiferentes a ele, Alaín ficou um pouco confuso. Não estava acostumado a ser ignorado.

Limpando a garganta, ele disse em voz audível aos dois:

- Boa noite.
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Daniel Ramone em Sab 19 Jul 2014 - 1:09

"Apenas um parente de Garous", ele disse. Logo vi que estava diante de um homem que não conhecia seu valor, e isso me fazia pensar em como os Garou tratavam seus parentes no Caern que requisitava minha ajuda. Humanos são apenas gado para eles, parentes eram o gado premiado. Será que eu devia me sujeitar ao papel do Nelore?

"Será no mínimo divertido." pensei deixando que um falso sorriso simpático se formasse em meus lábios.

- É um prazer, Nicolai. - Disse, estendendo minha mão ao homem. - Nunca nego ajuda a nossos primos. Permita-me apenas apanhar meu casaco.

Fui até o interior de minha casa, apanhei a caixa onde guardo minha Katana, os documentos que me permitem portá-la e um casaco. Sugeri a Haruka que se mantivesse atenta ao telefone caso eu ligasse e me despedi, seguindo Nicolai até o carro.


- Vincenzo

- Gaspard

- Miranda

Ação
Fala
Off
Pensamento
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 30
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Veu Cinza em Dom 20 Jul 2014 - 20:31

Joe observa o que o rapaz diz e fala para dois espiritos se eles podem acompanha-los e como gratidao ele oferece um pouco de energia espiritual , para que eles os espreitem da umbra.
Joe sabe que precisara de toda ajuda possivel

-vamos( diz qo rapaz) se e urgente, vamos sair pelo meu quarto,pois preciso pegar umas coisas nao demorarei. Tudo que preciso esta em minha mochila.
  joe rompe a pelicula com calma saindo em seu quarto junto com o estranho, vai em direcao ao seu armario e pega sua mochila ja ligada a seu espirito ( com itens descritos na sua ficha) e diz ao homem que ele esta pronto[/color]
avatar
Veu Cinza
Portadores da Luz Interior
Portadores da Luz Interior

Mensagens : 233
Data de inscrição : 12/09/2012
Idade : 36
Localização : sao paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Seg 21 Jul 2014 - 9:47

Alain D´Órleans

Alaín estranha um pouco o comportamento das pessoas na sala de espera, então decide apenas dar boa noite, apenas ser educado sem incomodar o silencio dos dois. A mulher baixa o livro e olha para ele. Vai até ele com a mão estirada.

- Olá, boa noite, desculpa a falta de aducação, geralmente quando estou lendo perco a noção de tudo o que está a minha volta. Eu sou Amanda, trabalho para o CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças), e você é...

O outro homem com o notebook apenas levanta a mão com o dedo levantado, apenas pedindo um momento. Depois se levanta e vai até Alaín.

- Olá, sou Mark, trabalho com softwares, fazendo programas, virus, malware, em outras palavras, um hacker. Então o que você é, um Garou, ou parente?

Ele parece ser bem direto, talvez um pouco narcisista também.

Após as apresentações a mulher volta para o livro e homem para seu notebook, Alaín fica sentado no sofá apenas esperando, poucos minutos depois mais um homem entra, (Dr. Lecter), bem vestido, olhar observador. Alguns minutos depois entra outro homem com um mochila nas costas, (Joe Willis).




Dr. Lecter

A primeira vista, a apresentação do homem o incomoda um pouco, ele fala como se ser parente não fosse nada importante, isso faz o Dr. Lecter pensar como ele será tratado no Caern já que também é um parente.
Ele decide ajuda-los com essa tal missão, ele volta pega um casaco, documentos, e o principal, sua Katana, e fala para Haruka ficar atenta ao telefone caso ele precise ligar para ela.
Ele entra no carro, durante todo o percurso Nicolai não dá nem um palavra. Ao chegarem ao destino final, o que não foi muito longe, Lecter vê um casinha pequena, modesta, nem um pouco parecido com um Caern, ainda assim ele é instruído a entrar e esperar mais instruções lá dentro.

Ao entrar, ele de depara com mais três pessoas lá dentro, dois homens e uma mulher, a mulher, muito atraente, está lendo um livro  e nem o nota quando ele entra, um homem está com um notebook sobre suas perna, digitante com incrível habilidade, o outro está apena sentado (Alaín). Depois de algum tempo de espera entra outro homem com uma mochila nas costas(Joe Willis).




Joe Willis

Joe ouve bem o que o homem fala, mas ainda assim decide pedir para dois espíritos acompanha-lo, pelo menos até a saída, ao saírem da Umbra logo entram no quarto de Joe, onde ele pega sua mochila, aos olhos do homem não parece muita coisa, mas para Joe aquela mochila tem tudo o que precisa. Elea saem e entram no carro, durante todo o percurso Joseph fica em silêncio, ao chegarem ao local, a primeira vista parece um engano, não é nada do que alguém poderia imaginar, é um casinha pequena simples, Joe é instruído a entrar e aguardar mais instruções.

Ao entrar na casa, ele vê que ela já se encontra habitada, na sala de espera há 4 pessoas, três homens, um usando um notebook e outros epenas sentados (Alaín, Dr. Lecter) e uma mulher, que está lendo um livro, todos possuem um ar de mistério, o que significa que ninguém recebeu instrução alguma até agora.


Gnose 5/6




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 27
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Daniel Ramone em Seg 21 Jul 2014 - 13:21

Respeitei o silêncio de Nicolai, tentando medir o tamanho do problema pelo nervosismo que ele demonstrava enquanto dirigia. Nada disse. Apenas observei todo o caminho, tentando memorizá-lo caso eu precisasse retornar por mim mesmo.

"Isto é mesmo um Caern?" pensei, ao chegar e notar como era ordinário o ambiente.

Foi pedido que eu seguisse até o casebre e aguardasse lá dentro, assim o fiz. Ao chegar me deparei com alguma pessoas atarefadas e outras em seu momento de lazer.

- Olá, eu sou o doutor Gaspard Lecter. Ao seu dispor. - Digo a todos quando entro e logo me calo, respeitando o silêncio do lugar.





- Vincenzo

- Gaspard

- Miranda

Ação
Fala
Off
Pensamento
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 30
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Alexyus em Seg 28 Jul 2014 - 20:05

Alaín estava próximo da porta e cumprimentou o recém-chegado assim que ele entrou, como se fose um anfitrião, embora não fosse ali naquele lugar.

- Saudações, Dr Lecter. Sou Alaín Bourbon D´Órleans, e também estou aguardando aquele que nos convocou aqui.
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Veu Cinza em Seg 28 Jul 2014 - 21:40

Razz Joe adentra a porta pedindo licenca e dizendo em indie um ditado indiano sobre maus tempos bons pensamentos boa solucao, maus tempos maus pensamentos sem solucoes
- Namaste, senhores!
-Vaztapla naj, insatr dzadk, detanda sasanandrrea!
-Joe Ramanandra Foco-Sobre-a-Crise Theurge
avatar
Veu Cinza
Portadores da Luz Interior
Portadores da Luz Interior

Mensagens : 233
Data de inscrição : 12/09/2012
Idade : 36
Localização : sao paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Alexyus em Ter 29 Jul 2014 - 14:02

Alaín notou que o último recém-chegado se apresentara formalmente como garou, mas de forma incompleta. Decidiu fazer o mesmo:

- Olá, Foco-Sobre-a-Crise! Sou Alaín Bourbon D´Órleans, Triunfo-de-Gaia dos Presas de Prata, phillodox hominídeo de posto cliath.
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Daniel Ramone em Qua 30 Jul 2014 - 7:23

Ao entrar fui cumprimentado por um homem que só pela força do aperto de mão julguei ser um Garou. Sua educação e seu porte indicava que vinha de boa família, e isso me agradou.

- É um prazer, senhor D'orleans. É só seu nome ou o senhor é mesmo natural daquela encantadora cidade americana? - Pergunto gentilmente.

Logo notei que o cavalheiro que chegou por último saudava a todos. A forma como falou logo deixou claro para nós sua cultura.

- Namastê, senhor Ramanandra. - Respondo com uma reverência.


- Vincenzo

- Gaspard

- Miranda

Ação
Fala
Off
Pensamento
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 30
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Qua 30 Jul 2014 - 12:21

Todos estavam reunidos em uma pequena salinha, naquela casa extremamente humilde, que não se parecia nada com um Caern, parecia mais uma cilada. Após todos se cumprimentarem  pouco tempo depois de anunciarem a chegada do homem que traria mais informação sobre a missão ele entrou na sala, seu olhar era penetrante, firme, alto, em torno de 1,90 metros, corpo muito bem cuidado, seus músculos são protuberantes, sem ser exagerados, e atravessando seu olho pode-se notar uma enorme cicatriz, uma não, três, como se algo selvagem o tivesse acertado bem no rosto, ao falar nota-se logo que aquele homem já havia servido ao país, é claro, isso estava bem evidente com um pequeno broche de ouro no peito direito, desses que dão aos soldados, sargentos, generais e demais homens ou mulheres que demonstrem extrema bravura em batalhas, ele deve ser um Garou extremamente assustador em batalha.

- Cavalheiros, e dama, vocês estão aqui porque estamos com um grande risco de extinção, e porque vocês possuem grandes capacidades que nos serão necessárias. Antes de começar, vocês devem ter reparada na humilda casinha em que decidi sediar essa reunião, isso é apenas para não chamar atenção dos inimigos, quanto maior ou mais bem protegido for um lugar significa que coisa mais valiosos estão lá, nesta pobre casinha abandonada ninguém desconfiará de nada, por isso esse lugar.

Ele faz uma breve pausa, folheia alguns papeis que tem em mãos e prossegue.

Agora vamos aos negócios. Vocês já devem ter visto os noticiários, há um vírus mortal se espalhando, apenas entre os Garous e Parentes, isso não é nada acidental, isso foi provocado, planejado por uma mente extremamente maléfica e genial, vocês possuem habilidades que serão úteis nas investigações, colocarei vocês dentro do centro de pesquisa responsável por liberar esse vírus, para descobrirem algo sobre o vírus, descobrirem uma cura, e pegar o responsável por isso. Lá dentro temos um Parente, ele irá ajudar vocês e passar informações necessárias para o cumprimento dessa missão, agora vamos às habilidades.

Agora, a medida que vai falando ele vai apontando para as pessoas, para ficar claro para todos de quem ele está falando e qual a missão de cada um.

Alaín, você é um homem de confiança, de influência, e um líder nato, quero que fique encarregado de toda a missão, você será o responsável por tudo, como as coisas estão indo, se precisam de algo, e para me reportar todos os acontecimentos. Você irá trabalhar em dupla com o Mark, ele é um especialista com softwares espiões, caso tenhamos resistência dentro do laboratório, e o ocultamento de informação, bem como a vigilância, através de câmeras, de todos lá dentro.

Joe, sabemos que há tempo que os Portadores da Luz Interior se afastaram da sociedade Garou, das guerras, de quase tudo, sinto muito se você precisou quebrar esse tabu, mas você é necessário, você tem facilidades em entrar em contato com espíritos, e essas entidades também podem ter seu papel nessa missão, sua calma também será de muita ajuda em momentos de tensão, você também será  encarregado de acalmar o grupo. Irá trabalhar de dupla com... bem ele ainda não chegou, mas é um ex sargento do exército, um Cria de Fenris, Jensen seu nome, como todos sabem eles têm um temperamento bem explosivo e violento, por isso vocês devem ficar juntos, ele é para o caso de as coisas saírem do controle, e seja necessário usa da força. Vocês devem dar suporte ao Alaín e Mark, porque também precisamos encontrar o responsável pela criação do vírus.

E agora o Dr. Lecter, não preciso falar muito não é... alto conhecimento sobre psicologia, se dedicou a essa área para estudar mais sobre lobos e humanos, creio que se sentirá em casa Dr., você trabalhará de dupla com nossa bela jovem Amanda, infectologista, uma mente incrivelmente brilhante, vocês devem estudar o comportamento dos infectados, e buscar uma cura, não se preocupem com mais nada, apenas uma cura, todos os demais devem dar suporte a essa equipe de Drs., eles são mais importante que tudo, sem eles não adianta capturar o culpado pela criação do vírus, pois o vírus irá nos matar, e só eles podem combater esse inimigo.


Ele entrega os papeis que tinha em mãos a um homem que está ao seu lado, e pega outros, e agora começa a falar de outro assunto, o vírus, como ele funciona, quais os sintomas, etc.

Não irei com você a essa missões, alguém bom em batalhas precisa ficar, há muitos infectados e eles precisam ser todos abatidos. Tenho aqui um pequeno relatório sobre o vírus, lá receberão mais informações.Ele começa a ler o relatório que tem em mãos sobre o vírusÉ um super vírus da raiva, só que esse não atinge humanos, só os Parentes, Garous, lobos e demais animais semelhantes a nós. Nos primeiros dias ele parece uma simples gripe, ao tomar remédio os sintomas melhoram, mas no dia seguinte voltam mais forte e para dominar o infectado, ele sente raiva, e aí começam os ataques, os lobos ficam ferozes, os Parentes começam a atacar pessoas mordendo e arranhando, como um animal, e quem é Garou muda para forma Crinos ou Hispo e ataca tudo o que vê em volta, a raiva é tamanha que com poucos dias, dois, talvez três, alguns até menos do que isso, morrem de parada cardíaca.

Bom, acho que é só isso... Ahh, não me apresentei, sou o capitão Matthews, sou um parente. Se tiverem perguntas a fazer a hora é agora, se não, serão encaminhados imediatamente para o centro de pesquisa.


De tudo o que foi falado e pela aparência de Matthews o que mais chamou atenção foi o fato de ele ser um parente, talvez não tenha entrado em tantas guerras de bestas, mas aquela cicatriz não havia sido feita por qualquer pessoa, aquela cicatriz havia sido feita por garras, por enormes garras mortais.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 27
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Alexyus em Qua 30 Jul 2014 - 12:58

- É um prazer, senhor D'orleans. É só seu nome ou o senhor é mesmo natural daquela encantadora cidade americana?

Alaín respondeu cortesmente ao Dr. Lecter:

- É meu sobrenome mesmo, doutor. Já estive em New Órleans, e há suspeitas de que um ramo da minha família tenha tido influência em sua fundação, mas eu mesmo nasci e cresci no Canadá. Ottawa e Toronto, principalmente.

As amenidades sociais foram interrompidas com o anúncio e a subsequente chegada do convocador daquela reunião. Aláin postou-se para ouvir respeitosamente e com atenção a explanação do sujeito.

vocês possuem habilidades que serão úteis nas investigações, colocarei vocês dentro do centro de pesquisa responsável por liberar esse vírus, para descobrirem algo sobre o vírus, descobrirem uma cura, e pegar o responsável por isso. Lá dentro temos um Parente, ele irá ajudar vocês e passar informações necessárias para o cumprimento dessa missão, agora vamos às habilidades.

Alaín suspirou silenciosamente ao ouvir isso. Pelo menos a parte de investigação já tinha sido feita, e eles sabiam o ponto de origem daquela praga. a variedade de habilidades era uma coisa comum e essencial em missões de matilha, como ele imaginava que aquela seria.

Alaín, você é um homem de confiança, de influência, e um líder nato, quero que fique encarregado de toda a missão, você será o responsável por tudo, como as coisas estão indo, se precisam de algo, e para me reportar todos os acontecimentos. Você irá trabalhar em dupla com o Mark, ele é um especialista com softwares espiões, caso tenhamos resistência dentro do laboratório, e o ocultamento de informação, bem como a vigilância, através de câmeras, de todos lá dentro.

Alaín ouviu com deferência os comentários a seu respeito, e depois avaliou seu "parceiro" naquela empreitada. Claro que era útil ter um especialista em tecnologia como Mark, mas ele esperava que o técnico fosse menos antissocial do que se mostrara até agora. E a necessidade de planejamento detalhado seria vital.

O indiano era um dos raros portadores da luz, e isso poderia ser bastante útil. Já a utilidade do Dr Lecter e de sua auxiliar era óbvia, e seriam o cerne da missão.

Ele ouviu a explicação sobre o vírus e juntou informações em sua mente.

Bom, acho que é só isso... Ahh, não me apresentei, sou o capitão Matthews, sou um parente. Se tiverem perguntas a fazer a hora é agora, se não, serão encaminhados imediatamente para o centro de pesquisa.

Alaín ergueu a mão e se propôs a falar, já dando início à sua postura de coordenador das atividades:

- Pelo que entendi, o vírus se propaga pelo ar, correto? Se for assim, nossos agentes dentro do complexo deveriam usar máscaras antitóxicas para evitar sua contaminação. Plantas do complexo seriam úteis, e acredito que Mark possa montar um esquema detalhado pra nossa operação, subvertendo a vigilância deles e nos orientando no interior do prédio. Também gostaria que Joe e Jensen sondassem a Umbra antes de entrarmos, pois os espíritos do local com certeza devem nos dar mais pistas sobre a situação lá dentro. Acredito que possamos agir mantendo o Véu intacto nessa operação e sem necessidade de combates, mas se ocorrerem, Lecter e Amanda precisarão tirar tudo que puderem lá de dentro e abandonar o local rapidamente antes que as coisas se compliquem. Mais alguém têm dúvidas ou sugestões?
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Qua 30 Jul 2014 - 16:57

Matthews olha bem para Alaín, ouve atentamente sua pergunta e sugestões, uma pergunta bem interessante, como ele pode ter esquecido de falar sobre o meio de transmissão. Ele checa novamente os relatórios procurando a resposta, por fim não a encontra, mas ele sabia a resposta só havia esquecido de falar.

- Boa pergunta Alaín, a resposta é não, o vírus não se propaga pelo ar, ele é como a vírus comum da raiva, é transmissível apenas pela mordida do infectado e arranhões, ainda assim a taxa de transmissão não chega a cem por cento (100%), isso depende muito da mordida, das unhas, etc, etc. Sobre as plantas do lugar não nos foram fornecidas, dizem que não há necessidade se vamos apenas investigar o vírus,  nem todos sabem que o vírus foi criado, para a maioria é apenas um vírus que sofreu mutações. Mas acredito que através das câmeras vocês podem ir tendo uma base da planta. Sobre ir a Umbra é uma boa ideia, acredito que o Joe não terá problemas em contactar algum espírito, mesmo depois de estar lá dentro, isso fica por conta de vocês, vocês decidem, o principal já foi dado, encontrar uma cura, o culpado e saírem de lá com ele. Acredito que podem sim seguir na missão sem violar o véu, mas isso também fica por conta de vocês.

Matthews se cala, provavelmente esperando mais alguma pergunta.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 27
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Veu Cinza em Qua 30 Jul 2014 - 17:30

Cavalheiros, e dama, vocês estão aqui porque estamos com um grande risco de extinção, e porque vocês possuem grandes capacidades que nos serão necessárias. Antes de começar, vocês devem ter reparada na humilda casinha em que decidi sediar essa reunião, isso é apenas para não chamar atenção dos inimigos, quanto maior ou mais bem protegido for um lugar significa que coisa mais valiosos estão lá, nesta pobre casinha abandonada ninguém desconfiará de nada, por isso esse lugar. escreveu:Edson

Joe mexe a cabeca positivamente afirmando com o raciocinio, enquanto pensa que ele ganhou aquela cicatriz a qual ostenta sem saber o quanto foi fraco em sucumbir a besta e olha curiosamente ja que sua fala conrasta com a sua marca

Agora vamos aos negócios. Vocês já devem ter visto os noticiários, há um vírus mortal se espalhando, apenas entre os Garous e Parentes, isso não é nada acidental, isso foi provocado, planejado por uma mente extremamente maléfica e genial, vocês possuem habilidades que serão úteis nas investigações, colocarei vocês dentro do centro de pesquisa responsável por liberar esse vírus, para descobrirem algo sobre o vírus, descobrirem uma cura, e pegar o responsável por isso. Lá dentro temos um Parente, ele irá ajudar vocês e passar informações necessárias para o cumprimento dessa missão, agora vamos às habilidades De tudo o que foi falado e pela aparência de Matthews o que mais chamou atenção foi o fato de ele ser um parente, talvez não tenha entrado em tantas guerras de bestas, mas aquela cicatriz não havia sido feita por qualquer pessoa, aquela cicatriz havia sido feita por garras, por enormes garras mortais. escreveu:Edson

Joe fica intrigado nao so com o fato dele reconhecer o potencial do inimigo como diz que o foco da missao e pegar o responsavel, como ele tera de criar um antidoto e ele o criou teremos de usa-lo espero que tenhamos que,....nao acho que nao pensa Joe tentando nao se ir em pensamentos  e devaneios.

Nesse momento Joe espera que o sr.Jensen saiba disso tambem, afinal o que ele menos quer e sair da missao por ser baba de um marmanjo neurotico de guerra

Épior do que eu pensei de fato precisarei me reunir com diversos tipos de espiritos e farei tudo o que for preciso, esse parente deve entender de fazero que for preciso pensa mais uma vez Joe

-Com licenca senhor eu tenho duvidas , por favor

Joe levanta  braco e fala meio sem jeito

Entao, os ahrouns serao os primeiros a cair, pois dentre nos sao os que mais sao afetados pela furia, e uma vez infectados precisarao de muitos calmantes, embora soe engracado  e bem serio e foi falado que e para pegar os responsaveis o ou o responsavel entao e para tentarmos traze-lo vivo, e se tem uma doenca quem a criou tem um antidoto, a nao ser que o fez sem saber de seu potencial, o que duvido muito, logo precisaremos de um antidoto, mesmo que ja estejam trabalhando nisso o que e reconfortante caso sem de fato nao tivermos opcao a nao ser matar  a mente brilhante por traz disso.

Dito isso ate aonde poderemos ir para evitar um mal maior?

Eu estou disposto a ir ate a ultimas consequencias, e pagarei o q preco que for preciso para proteger o rei neste jogo de tabuleiro,....


Joe nao tinha intencao de discursar inflamadamente assim,  mas ele sabe que tera de recorrer a metodos nada ortodoxos para ajudar a nacao garou nessa empreitada, e isso traduz em ceiar com o inimigo
avatar
Veu Cinza
Portadores da Luz Interior
Portadores da Luz Interior

Mensagens : 233
Data de inscrição : 12/09/2012
Idade : 36
Localização : sao paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Daniel Ramone em Qui 31 Jul 2014 - 11:21

Seria bom estabelecer alianças naquele meio, visto que fisicamente eu não significava nada perto dos Garou. O senhor D'orleans parecia amistoso, ouvi sua história de forma interessada, sendo o mais amistoso possível. Mas antes que eu pudesse dizer qualquer coisa, um homem de aparência lamentável se aproximou com ares de porta-voz.

- Cavalheiros, e dama, vocês estão aqui porque estamos com um grande risco de extinção, e porque vocês possuem grandes capacidades que nos serão necessárias. Antes de começar, vocês devem ter reparada na humilda casinha em que decidi sediar essa reunião, isso é apenas para não chamar atenção dos inimigos, quanto maior ou mais bem protegido for um lugar significa que coisa mais valiosos estão lá, nesta pobre casinha abandonada ninguém desconfiará de nada, por isso esse lugar.

"Eu não estaria tão certo disso." Pensei.

- Agora vamos aos negócios. Vocês já devem ter visto os noticiários, há um vírus mortal se espalhando, apenas entre os Garous e Parentes, isso não é nada acidental, isso foi provocado, planejado por uma mente extremamente maléfica e genial, vocês possuem habilidades que serão úteis nas investigações, colocarei vocês dentro do centro de pesquisa responsável por liberar esse vírus, para descobrirem algo sobre o vírus, descobrirem uma cura, e pegar o responsável por isso. Lá dentro temos um Parente, ele irá ajudar vocês e passar informações necessárias para o cumprimento dessa missão, agora vamos às habilidades.

"Um vírus que só afeta a Parentes e Garou. Será que eu quero me envolver? O que ganharia? Talvez seja bom conseguir um crédito entre os lobisomens locais, e me tornar para eles um homem acima de todas as suspeitas." Refleti.

- E agora o Dr. Lecter, não preciso falar muito não é... alto conhecimento sobre psicologia, se dedicou a essa área para estudar mais sobre lobos e humanos, creio que se sentirá em casa Dr., você trabalhará de dupla com nossa bela jovem Amanda, infectologista, uma mente incrivelmente brilhante, vocês devem estudar o comportamento dos infectados, e buscar uma cura, não se preocupem com mais nada, apenas uma cura, todos os demais devem dar suporte a essa equipe de Drs., eles são mais importante que tudo, sem eles não adianta capturar o culpado pela criação do vírus, pois o vírus irá nos matar, e só eles podem combater esse inimigo.

Apenas sorri com a lisonja, sem parecer arrogante. Comecei a pensar na cicatriz daquele homem. Como ele teria a conseguido? Será que os Garou celebravam aquela cicatriz com orgulho por ter um bravo parente por perto ou ele fora marcado pelos próprios como forma de vergonha? Obviamente ele tinha a síndrome de herói. Ao invés de reunir os mais capazes em um lugar seguro e trabalhar numa cura, agrupa um bando de pobres diabos como nós e os lança no inferno em busca de um milagre.

- Doutora Amanda, é um prazer enorme conhecê-la e trabalhar ao seu lado. Tenho um interesse muito particular por infectologia. - Digo a jovem com quem trabalharei.





- Vincenzo

- Gaspard

- Miranda

Ação
Fala
Off
Pensamento
avatar
Daniel Ramone
Senhores das Sombras
Senhores das Sombras

Mensagens : 443
Data de inscrição : 29/12/2013
Idade : 30
Localização : Pet Sematary

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Edson F. em Qui 31 Jul 2014 - 12:13

Matthews agora vira sua atenção para o próximo integrante, Joe, o Portador da Luz Interior.

Entao, os ahrouns serao os primeiros a cair, pois dentre nos sao os que mais sao afetados pela furia, e uma vez infectados precisarao de muitos calmantes, embora soe engracado  e bem serio e foi falado que e para pegar os responsaveis o ou o responsavel entao e para tentarmos traze-lo vivo, e se tem uma doenca quem a criou tem um antidoto, a nao ser que o fez sem saber de seu potencial, o que duvido muito, logo precisaremos de um antidoto, mesmo que ja estejam trabalhando nisso o que e reconfortante caso sem de fato nao tivermos opcao a nao ser matar  a mente brilhante por traz disso.

- Bem observado Sr. Joe. Sobre os calmantes eles não terão resultado, é como se o vírus fosse imune a eles, assim como os sintomas de gripe que podem ser curados no primeiro dia, o calmante é igual, no primeiro dia fará afeito, mas a partir do segundo ele é inútil. E sobre pegar o responsável ou responsáveis, é prefererível que o peguem vivos, mas caso haja qualquer resistência, ou possibilidade de fuga, matem-o sem hesitar, ele não pode escapar sob hipótese alguma. Também não é garantido ele ter algum antídoto, quando algo é criado com a intenção de fazer o mal, não há necessidade de haver uma cura, não é mesmo? Contudo, não sabemos seus planos. E o rei nesse enorme tabuleiro é todo o planeta, se entrarmos em extinção outras raças prevalecerão, como vampiros, magos, zumbis, e estes por sua vez acabarão com os humanos, e aqui deixará de ser planeta Terra para ser planeta Wyrm.

Ele se cala mais uma vez, e sorri, perguntas significam interesse, se um grupo está interessado em algo então fará o seu melhor, ele sabe que a equipe foi muito bem escolhida.




Fala
Ação
Pensamento



avatar
Edson F.
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 1013
Data de inscrição : 08/07/2012
Idade : 27
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Inimigo Invisível

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum