UNIVERSIDADE DE LOBOS

Página 2 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Alexyus em Qua 18 Nov 2015 - 9:33

REUNIÃO DE EQUIPE

Jamile respondeu:

- A minha sugestão seria irmos eu e a Ariana atrás da acadêmica de Ciências Sociais, a Dandara Lima, pois é o curso que estou fazendo, inclusive pretendo seguir a mesma especialização, Antropologia. Assim, ficar zanzando pelo departamento não será suspeito.

Ariana anotou num papelzinho o nome Dandara Lima pra não esquecer. Soava como uma nota musical, e Antropologia era uma coisa interessante. Começava a se animar para caçar junto com a Jajá.

- Sendo assim. – disse Raúl – eu, Edward e Adele seguiríamos o estudante de Engenharia Ambiental, que é o meu curso. Só que Adele tem que ficar de boca fechada e Edward vestir calças.

- Que simpático você é, Raul. – retrucou Adele – Pode deixar que se alguém vai destruir o disfarce, nao serei eu.

- Você pode se passar por minha namorada. – disse Raúl.

Adele olhou com desprezo para ele.

Ariana fez o mesmo. Ela se sentia quase tão ofendida quanto Adele, naquele compartilhamento de sentimentos que as gêmeas às vezes tinham. Além de insinuar que adele era uma incompetente para a missão, ainda fez aquela proposta ridícula de amoro fingido, como se fosse um nerd adolescente dos filmes da Disney. Que babaca! Estava começando a adivinhar porque a Gabriella tinha dado um PNB nele.

- Bem, entao sobrou a estudante de veterinária para nós, Klauss. – disse Virna. – Bem, isso se você concordar com a distribuição, já que é o líder.

- E eu acho que é uma boa idéia nos revezarmos se tivermos dúvidas sobre a culpa de alguém. – disse Jamile.

- É. – disse Raul – Mas sem ficar embaçando muito porque se um deles descobrir que está sendo seguido vai contar para os outros e aí f*deu tudo.

- Só se tivermos dúvida, então. – respondeu Jamile – Que nos diz, Klauss?

- Gosto disso, iniciativa, não é porque fui declarado líder que vocês devem mostrar seus pescoços em sinal de  submissão, gosto de ter outras opiniões... essa primeira investigação no periodo livre da manhã, sugiro que quem tenha celular consigo tire uma foto disfarçadamente da pessoa para facilitar a identificação dos demaisobservem rotina e se tiverem um pouco de cara de pau peçam ajuda com alguma coisa dentro da USP, afinal de contas todos somos calouros e podemos muito bem confundir os blocos de aula, depois  de pegarmos os demais dados no horário do almoço já faremos um primeiro relatorio coletivo para começarmos a construir nosso plano de ação... bem boa sorte a todos e lembrem-se discrição acima de tudo, estejam prontos para improvisar caso seja necessário.

Ariana achou boa a dica de tirar fotos do suspeitos, ela pretendia fazer isso mesmo. Ela não entendia bem ainda aquele negócio de posto, só sabia que Klauss era um posto maior que os outros e que o anciãos eram os velhinhos pra quem todo mundo abaixava a cabeça. Mas parecia que como líder de campo, a Jamille estava coordenando melhor as coisas do que o Klauss.


FESTASTROFE

Bruno nao sabia francês mas entendeu perfeitamente o que Ariana pretendia. Saltou depois dela atrás do balcão de bebidas e, olhando ao redor, rapidamente identificou a porta da cozinha onde eram feitos os aperitivos servidos pelo bar, e que não ficava longe.
- Agora! Vamos!

Arrastou Ariana pela mão até a porta, dali cruzaram a cozinha, chegando até a porta dos fundos e finalmente, a rua detrás do bar.

Bruno não entendeu a ideia de Ariana e saiu arrastando-a pela cozinha até sair na porta lá fora.

"Espera, pra onde a gente está indo? Era pra ficar escondido, não pra fugir!"

- Espere por aqui. Eu vou atrás de Adele. – disse Bruno e, antes que Ariana pudesse dizer qualquer coisa, ele voltou ao bar por onde haviam saído.

Ariana ficou em estado de choque.

"Como é? Esperar aqui? Fils de pute!!! A minha irmã está lá dentro! E a Jamille também! A Jajá pode até se cuidar, mas pode precisar de ajuda... E o Khallil também! Quem você pensa que é pra me deixar aqui???"

Bruno tinha despencado no conceito de Ariana rapidamente.

Mas ela não ia entrar pelo mesmo caminho, senão ia encontrar ele e ia ser posta pra fora de novo. Deu a volta no quarteirão até achar a frente do bar.

O cenário era dantesco.

No chão uma porção de jovens mortos ou feridos, cercados por gente chorando ou gritando. Ela reconheceu Khalil circulando entre eles, dando a pouca ajuda médica que podia enquanto as ambulâncias não chegavam.

Rapidamente as chamas começaram a consumir o bar. As pessoas arrastavam os mortes e feridos para o outro lado da rua em desespero. Alguns motoristas paravam seus carros mais adiante e voltavam para ajudar, outros simplesmente desviavam e seguiam seu caminho.

Ariana reagiu rápido. Ela sabia algo sobre primeiros socorros, e suas ações ali podiam salvar vidas até que as ambulâncias chegassem. Ela procurou ajudar de todos os jeitos que podia, auxiliando Khalil em socorrer os casos mais graves que pudessem ser ajudados.

Entao Ariana sentiu alguém tocá-la. Virou-se e era Adele, que abraçou-a chorando.

- Fiquei tão preocupada com você!

O ruído dos vidros estilhaçando com o calor atraiu seus olhares para o bar. Segundos depois viram saindo Bruno, Jamile e o amigo “hippie” dela.

Ariana caiu no choro também, abraçada em Adele, sentindo seu coração bater forte agora que estava livre do medo do pior.

Em algum tempo mais chegaram os bombeiros e as ambulâncias. Khalil e Bruno já tinham feito o que estava ao seu alcance, os cinco estavam bem e entao se foram para casa. No carro Jamile falou:

- Foi a nerd de óculos. Eu fui até o crinos para segurá-lo e vi que os outros dois nerds falaram com ela, de um jeito estranhamente calmo, até ela voltar a hominídeo. Entao os três deslizaram ao mesmo tempo para a umbra.

Jamile se encolheu no banco, respirou fundo e prosseguiu:

- Bruno e Sidartha, o parente com que eu estava, me ajudaram a por fogo no bar. Os mortos pelo crinos estavam dilacerados por garras de um modo que nunca ia passar por pisoteio. Um dos calouros acho que foi erguido e chacoalhado por ela pela coleira pois estava horrivelmente destroncado, a cabeça unida ao corpo só por pele e músculos. Eu tinha que destruir as evidências.

- Você fez bem, Jájá. – disse seu primo Khalil - Isso ia intrigar os legistas. Aqui não é Pedra Lisa, eles são peritos. Alguma coisa ia constar dos autos de necrópsia e chegar até a polícia. Podiam comentar com a imprensa. Você tinha que proteger o Véu.

- Entao porque é que eu me sinto uma m*rda? – disse a ragabash, aninhando a cabeça cheirando a cabelo queimado no ombro de Ariana.

Ariana via Adele tão perdida naquela situação quanto ela. Então pensou na pessoa mais próxima dela que saberia lidar com isso, Alaín. O irmão com certeza manteria o sangue-frio, saberia dizer as coisas certas, fazer as coisas certas. Ele ia achar a resposta justa para todas aquelas pessoas que morreram, para aquela nerd de óculos que mesmo sendo insultada não tinha o direito de perder o controle daquele jeito. Alaín consertaria as coisas.

Mas ela não era Alaín. Ariana não sabia o que fazer. Então fez a única coisa que sabia que Alaín faria. Deu o ombro pra Jamille chorar, abraçando-a e oferecendo todo o consolo que podia.
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Natalie em Qui 19 Nov 2015 - 8:23

Virgínia estranhou a preferência de Lobo Negro por caçar durante o dia. Os garous eram predadores noturnos, enquanto os espíritos ficavam exaustos à noite após um dia de trabalho. Talvez ele, sendo ragabash, não soubesse disso.

Comer aquela caça tropical foi saboroso, e Virgínia apreciou a reverência de Lobo Negro pela vida da presa que os alimentava. Era bom ter a companhia de garous que compreendiam o ciclo da vida e seu papel nele. Depois daquela refeição, ela estava preparada para uma boa exploração umbral.

A Penumbra próxima era bonita e Virgínia gostou de ver que mesmo os andarilhos do asfalto conseguiam manter um bom relacionamento com a natureza primordial de Gaia. Ela preferia correr por ali do que conhecer o nome que os humanos davam apara cada pedacinho de Gaia, como se ela toda não fosse uma só. Mas Lobo Negro já parecia acostumado a chamar cada lugar pelo nome humano.

Descobrir que havia naquele caern lugares onde os animais eram mantidos para experimentos que os apavoravam revoltou Virgínia. Como os andarilhos podiam permitir isso no caern deles era algo incompreensível para ela, e acabava confirmando a fama deles de serem mais macacos que lobos.

O fato e haver aranhas do padrão no caern deles não chegava a ser surpresa, já que eles eram tão próximos da Weaver. Ter que monitorar aquela área era até chato, mas para aurora serviria para medir o quanto os andarilhos estavam cedendo de seu território para a Weaver.

A presença de pessoas dogmáticas não surpreendia mais Virgínia, que não era mais tão ingênua depois de caçar sanguessugas por aí. Mas mesmo assim ela gostaria de mostrar para essas pessoas uma ou duas coisas sobre o sobrenatural para ver se ainda mantinham suas crenças erradas.

No tal Instituto de Biociência, com todas aquelas teias e aranhas, Lobo Negro finalmente reagiu de uma maneira que Virgínia aprovava. Aquele prédio tão reluzente ter uma representação umbral era bem preocupante, já que mostrava que a penumbra estava quase totalmente mudada de sua face original. E a presença de todas aquelas teias deixava Aurora da Esperança ainda mais preocupada.

Adiantando-se um pouco, ela usou o dom de Sentir a Wyrm para examinar a área.


*Ações*
- Falas
"Pensamentos"
avatar
Natalie
Filhos de Gaia
Filhos de Gaia

Mensagens : 792
Data de inscrição : 15/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Lua em Qui 19 Nov 2015 - 12:57

ARIANA:
- … entao é isso, Ari. – concluíu Jamile. -  Voltaram todas as lembranças de minha antiga escola de dança queimando, os colegas mortos, os vampiros, a Mudança. E agora o bar… Eu acho que fiz o certo… mas não consigo deixar de pensar que alguém ainda podia ter um fiozinho de vida imperceptível quando tudo queimou; se o dono tinha seguro; nos garçons sem emprego; se não havia uma gatinha com crias em algum porão... Sem falar nos mortos… o que pensaram de ver seus corpos ardendo? Somos lobisomens mas não somos monstros. Bem… somos monstros… mas não somos monstros, entende?

Caminhavam pelas ruas arborizadas do campus, em direção ao Departamento de Antropologia.

- Se sobra tempo podemos passar na biblioteca e na livraria da Edusp que estão aqui mesmo. – continuou Jamile – Eu piro com os livros!

Mas ao começarem a fazer perguntas que pudessem levar a tal Dandara Lima, descobriram que apenas a Licenciatura de Ciências Sociais tinha aula de manhã. O bacharelado era vespertino ou noturno.

- Hummm… e agora, Ari? Será que ela faz licenciatura ou o bacharelado? Qual seu palpite? E se faz bacharelado e nao está em aula, onde poderíamos procurá-la?


EDWARD:
- Ótimo. Estamos na Escola Politécnica, onde quase só tem homem, e eu estou ao lado de um cara de kilt e de uma loira gostosa. Belo disfarce. Todos olham para a gente.

-  Olham porque você está careca e usa um nariz de palhaço. – retrucou Adele.

- Eu nao uso um nariz de palhaço, louca. – disse Raul.

- Ah, desculpe, esqueci que falta um item para você ser um palhaço completo.

Aos seus 23 anos, Edward já estava ficando cansado dos dois adolescentes. Sobretudo Raul. Na noite anterior e no café da manha ele havia sido amistoso e escutara suas explicações sobre o kilt e a Escócia com respeito e interesse. Mas agora, ao lado de Adele, parecia que tinha 12 anos.

Ed, no entanto, tinha mais com que se preocupar. Precisavam achar o estudante de Engenharia Ambiental Luiz Cavalcanti Rodrigues e nem sabiam por onde começar.

Entao o celular de Adele soou.

- Ah, por falar em chato, mensagem de Aleksandr. Vamos ver o que ele descobriu:

"Dra. Mysiats, ucraniana, veio para o Brasil faz 6 anos… recém-divorciada, uma filha de 4 anos, o ex-marido brasileiro está desaparecido. Mysiats é uma família de presa de prata muito tradicional, bla, bla, bla…nenhum escândalo familiar nos últimos dois séculos. Ok

Dra. Sophia Silversword. Prima de Cristiano…"


- Será o mesmo Cristiano que morreu em Fonte Fria? - disse Raúl.

Adele deu de ombros e prosseguiu:

- .. parente presas de prata. Nasceu em uma família rica e é considerada rebelde por nao ter seguido o destino de um bom casamento e filhos. Rompeu com os pais para estudar medicina. Afastou-se da tribo. Fama de ressentida.

"Dr. Custódio Jaguaribe. Um ramo desta família tem uktenas, ele ainda vai confirmar.

Rafael Kim. Sobrenome coreano. Aleksandr nao tem nenhum registro sobre famílias coreanas.

Tem garou na Coréia?"


- Lá é tipo raposa, nao é Ed? – disse Raul.

- Voltando. – continuou Adele - Aleksandr disse que os outros suspeitos sao mais difíceis pois eles têm sobrenomes muito comuns no Brasil. Nos registros dos presas de prata, ao menos, nao consta nenhum ramo dessas famílias.

Vai continuar pesquisando. Isso é tudo.


- Aposto que ele pôs emoji de coraçoezinhos… - provocou Raul.

- Para de olhar sobre meu ombro, bête! – sacudiu-se Adele.

Raul afastou-se um pouco. Entao disse:

- Bem, Cavalcanti e Rodrigues sao mesmo dois sobrenomes muito comuns por aqui. Nao nos diz nada. Nosso suspeito pode ter qualquer aparência e só vamos ter informações sobre seus horários quando nos encontrarmos com Klauss. Até lá, alguém tem alguma idéia inteligente para acharmos nosso suspeito? Edward? Você que nao é loiro.

- Idiota! – disse Adele, num tom um pouco mais alto do que gostaria.

Edward lembrou-se das palavras de Klauss: “discrição acima de tudo” e sentiu que, naquele momento, a condução daquele grupo para encontrar o suspeito dependia dele. O que faria?


KLAUSS:

-- O que me preocupa André-rya é como eles tiveram certeza que essa bactéria seria eficiente em garous, da pra imaginar que conseguiram algum "voluntário" para realizar os testes.

André fixou os olhos em Klauss, concordando:

- Exatamente.

***

- Assim que levantar uma grana vamos dar um jeito de conseguir uma faca de prata pra você, nunca se sabe quando será necessaria... quem sabe até lhe ensino um pouco de klaivaskar, assim que tenhamos algum tempo livre...

Os olhos de Virna brilharam como duas safiras.

*sorrio* e você não me disse como seu pai reagiu quando contou que está comigo

- Eu te disse sim: nao costumo contar ao meu pai sobre minha vida amorosa. Ele  nao me consultou para levar para casa minha madrasta, entao… Sem falar que seo Tobias nao é fácil. Ele ia querer vir te conhecer, fazer um montao de perguntas… Vou deixar para depois da missão. Aí, se a gente sobreviver, eu conto tudo de uma vez: “Entao, pai, estou namorando um ahroun e acabo de matar umas pessoas em uma missao. Ah, e ganhei uma faca!"

Virna pôs uma cara rebelde que Klauss já estava aprendendo a conhecer.

***

--Obrigado senhor, sou Klauss Krugger, Justiça de Prata, ahroun fostern dos Crias de Fenris,  e está é Virna Tunstall, parente dos Crias de Fenris, neta do theurge Espírito Rompante, lidero a investigação da bacteria capaz de afetar garous e vim pessoalmente me apresentar para o senhor e pedir-lhe permissão para usarmos as dependencias do caern...


Zimbar assentiu com seu ar cansado.

- Pantulha já falou comigo. Fiquem à vontade.

o senhor diz que o conselho se preocupa apenas com a zona leste, deixando o centro espiritual do caern de lado... o que há naquela região senhor...

- História comprida. Queriam uma escola na Zona Leste. Coisa da cidade, dos macacos. Acabou ficando na responsabilidade da USP. Nesse tempo Dante Palmino, um senhor das sombras – preciso dizer mais? -  estava crescendo na seita. Manobrou para que a USP comprasse um terreno maculado para a construçao da USP Leste. Desde entao é só problemas com a Wyrm por lá. Eu nao me meto, o caern é aqui. Mas Palmino é esperto, os andarilhos se distraem protegendo a EACH, e ele vai pondo os garous dele aqui. É isso. Vai por o Vigia também. Estou velho, nao posso com todo esse jogo e nao há garras vermelhas em condiçoes de assumir o cargo. E meu filho garou – Zimbar rangeu os dentes – é um fraco.

sobre reforços, alguns garou e parentes do Caern Fonte Fria se fazem presente na investigação e será uma honra auxilia-lo com a manutenção e funcionamento do caern.


- Laura disse que ia mandar gente. Estamos gratos.

Gostaria de solicitar ao senhor um local onde possamos nos reunir para debatermos sobre as investigações.

- Usem a sala na FFLCH onde se juntaram a primeira vez.

VIRGÍNIA:
Virgínia continuava desconcertada, tentando entender aquele estranho caern à luz de seus conhecimentos prévios.

A penumbra do Instituto de Biociências foi o que mais a perturbou. Adiantando-se um passo a Lobo Negro, examinou o local tentando Sentir a Wyrm.

Não sentiu nada. Ao menos o local não parecia contaminado.

Continuaram a exploração da penumbra nos lugares onde circulavam os professores e encontram situações parecidas – demasiadas teias, sem a presença da Wyrm.

Lobo Negro estava calado e soturno. Parecia muito preocupado. Mas quanto terminaram de checar os lugares disse:

- Bem, acho que aproveitamos bem a manhã, vou voltar à matéria. Fique livre para seguir investigando se desejar. Eu vou buscar o relatório com os horários dos suspeitos e também quero circular um pouco entre os estudantes. Quer que eu busque alguma informação com eles? Senão vou apenas ouvir a fofocas.  E talvez ganhar um pedaço de sanduíche.

E se foi abanando o rabo. Virgínia estava cada vez mais desconcertada.



*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.
avatar
Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1775
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Fergus-Kennedy em Qui 19 Nov 2015 - 15:24

Ouvindo os dois discutindo quase o tempo todo já tirava sua paz interior, e agradecia por ser um theuge que não sabia que faria um estrago. mais voltava seu pensamentos ao local junto ao som do celular

- Ah, por falar em chato, mensagem de Aleksandr. Vamos ver o que ele descobriu:

"Dra. Mysiats, ucraniana, veio para o Brasil faz 6 anos… recém-divorciada, uma filha de 4 anos, o ex-marido brasileiro está desaparecido. Mysiats é uma família de presa de prata muito tradicional, bla, bla, bla…nenhum escândalo familiar nos últimos dois séculos. Ok

Dra. Sophia Silversword. Prima de Cristiano…"

- Será o mesmo Cristiano que morreu em Fonte Fria? - disse Raúl.

-Vocês lembram do sobrenome dele?  ou alguma coisa? Nae conheci... toda informação é bem vinda...

Adele deu de ombros e prosseguiu:

- .. parente presas de prata. Nasceu em uma família rica e é considerada rebelde por nao ter seguido o destino de um bom casamento e filhos. Rompeu com os pais para estudar medicina. Afastou-se da tribo. Fama de ressentida.

"Dr. Custódio Jaguaribe. Um ramo desta família tem uktenas, ele ainda vai confirmar.

Rafael Kim. Sobrenome coreano. Aleksandr nao tem nenhum registro sobre famílias coreanas.

Tem garou na Coréia?"

- Lá é tipo raposa, nao é Ed? – disse Raul.

-Kistune, isso me lembra uns contos

- Voltando. – continuou Adele - Aleksandr disse que os outros suspeitos sao mais difíceis pois eles têm sobrenomes muito comuns no Brasil. Nos registros dos presas de prata, ao menos, nao consta nenhum ramo dessas famílias.

Vai continuar pesquisando. Isso é tudo.

- Aposto que ele pôs emoji de coraçoezinhos… - provocou Raul.

- Para de olhar sobre meu ombro, bête! – sacudiu-se Adele.

Raul afastou-se um pouco. Entao disse:

- Bem, Cavalcanti e Rodrigues sao mesmo dois sobrenomes muito comuns por aqui. Nao nos diz nada. Nosso suspeito pode ter qualquer aparência e só vamos ter informações sobre seus horários quando nos encontrarmos com Klauss. Até lá, alguém tem alguma idéia inteligente para acharmos nosso suspeito? Edward? Você que nao é loiro.

- Idiota! – disse Adele, num tom um pouco mais alto do que gostaria.

-Aire!(atenção) Vamos procurar nos informar com secretaria que tiver nesse prédio afinal o cara é da Engenharia Ambiental, e estamos Escola Politécnica... se ele faz estudos aqui teremos que dar um jeito de ver listas de alunos nessa escola... temos que ser discretos nada de charme ou de arrumar brigas. Como novatos podemos usar a desculpa de está perdidos... sugestões?  Aahh... Aye!  o que temos a nosso favor alem do Aleksandr, não quero atrair atenção desnessesária   do meu amigo Pat.

"Esses caras costumam ser magros, altos e usam óculos...ou são como ministro Salmond..."

Voltava a olhar envolta procurando pontos de fugas que houveste algum incidente facilita-se a fuga ou formas de esconder algum objeto, tentando fazer um mapa em sua mente, então olhava para eles dois

-Pensei em uma coisa, o nosso alvo pode também está usando nomes falsos. Por mais obvio que seja ele pode ter pensado em como driblar as buscas e reconhecimento... Adele se puder tirar fotos de alguns discretamente e mandar para seu amigo Aleksandr, para ele comparar com alguns de sua lista ou seja lá o que for, pode nos ajudar a descobrir um pouco das coisas...

"acho que sou um criminoso com esses pensamento... estou numa fria... como odeio minha vida.."


"Pensamentos"
-Falas
*Ações*




"I Hate My Life"

avatar
Fergus-Kennedy
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 184
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 26
Localização : RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Alexyus em Qui 19 Nov 2015 - 15:57

- … entao é isso, Ari. – concluíu Jamile. - Voltaram todas as lembranças de minha antiga escola de dança queimando, os colegas mortos, os vampiros, a Mudança. E agora o bar… Eu acho que fiz o certo… mas não consigo deixar de pensar que alguém ainda podia ter um fiozinho de vida imperceptível quando tudo queimou; se o dono tinha seguro; nos garçons sem emprego; se não havia uma gatinha com crias em algum porão... Sem falar nos mortos… o que pensaram de ver seus corpos ardendo? Somos lobisomens mas não somos monstros. Bem… somos monstros… mas não somos monstros, entende?

Ariana estava ouvindo Jamille se explicar, tentando esconder seu constrangimento em ver uma garou incendiária se lamentando. Como será que o Alaín fazia essas coisas?

- Já, não adianta ficar se culpando. Se tivesse alguém vivo lá ainda, você ia salvar como? Ia dizer pra ele que tudo ia ficar bem, pra ele morrer no hospital depois, levantando suspeita de todo mundo? Alguns tiveram azar de estar no caminho daquela nerd doida, ela é a culpada, não você! Os anciãos deviam pegar ela e dar um castigo bem dado! Não surta com esse negócio de gatinhos, não tem como saber. Se você se sente melhor, eu posso falar pro meu irmão Alaín procurar o dono do bar e ajudar na reconstrução; uma das nossas empresas é uma cervejaria. E... bom, se te faz sentir melhor... quer dizer, os mortos... a gente pode pôr flores lá e fazer.. tipo, um funeral...

Ariana se sentia ridícula propondo aquilo, mas poderia ajudar a tratar a consciência culpada de Jamille.

Mas ao começarem a fazer perguntas que pudessem levar a tal Dandara Lima, descobriram que apenas a Licenciatura de Ciências Sociais tinha aula de manhã. O bacharelado era vespertino ou noturno.

- Hummm… e agora, Ari? Será que ela faz licenciatura ou o bacharelado? Qual seu palpite? E se faz bacharelado e nao está em aula, onde poderíamos procurá-la?

Ari ficou pensando e até que conseguiu algumas opções:

- Tá legal, plano 1: redes sociais! Facebook, Linkedin, qualquer coisa que junte Dandara Lima com USP, deve ter uma pista. Plano 2: procurar algum dos professores do curso e perguntar, contando uma historinha pra disfarçar. Plano 3: Procurar os anciãos e pedir pra algum hacker invadir os registros e nos dar a resposta. Qual você quer tentar primeiro?

Ela falou aquilo com um jeito travesso, de quem se prepara para aprontar.
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Klauss Krugger em Sex 20 Nov 2015 - 20:06

- Eu te disse sim: nao costumo contar ao meu pai sobre minha vida amorosa. Ele nao me consultou para levar para casa minha madrasta, entao… Sem falar que seo Tobias nao é fácil. Ele ia querer vir te conhecer, fazer um montao de perguntas… Vou deixar para depois da missão. Aí, se a gente sobreviver, eu conto tudo de uma vez: “Entao, pai, estou namorando um ahroun e acabo de matar umas pessoas em uma missao. Ah, e ganhei uma faca!"

*Sorrio enquanto puxo Virna para junto de mim enquanto a beijo.*

-- Você pode não acreditar, mas adoro isso em você... vamos acabar logo com isso para podermos ficar juntos um pouco...

-----------------------------------------

- Pantulha já falou comigo. Fiquem à vontade.

(Caramba, nunca vi um Garra Vermelha aceitar humanos em seu territorio tão facilmente...)

- História comprida. Queriam uma escola na Zona Leste. Coisa da cidade, dos macacos. Acabou ficando na responsabilidade da USP. Nesse tempo Dante Palmino, um senhor das sombras – preciso dizer mais? - estava crescendo na seita. Manobrou para que a USP comprasse um terreno maculado para a construçao da USP Leste. Desde entao é só problemas com a Wyrm por lá. Eu nao me meto, o caern é aqui. Mas Palmino é esperto, os andarilhos se distraem protegendo a EACH, e ele vai pondo os garous dele aqui. É isso. Vai por o Vigia também. Estou velho, nao posso com todo esse jogo e nao há garras vermelhas em condiçoes de assumir o cargo. E meu filho garou – Zimbar rangeu os dentes – é um fraco.

*Coço a nuca.*

-- Senhores das Sombras... não precisa falar mais nada... o estranho é que os andarilhos cairam como patinhos...Deixe-me advinhar senhor... Lobo Negro??? Se o senhor permitir posso tentar ajudar o seu filhote a se tornar um garou melhor, sei que o senhor deve ter muito trabalho como vigia e isso deve desgasta-lo muito, caso seu filhote não esteja apto a tornar-se guaridão do caern se o senhor concordar é claro... conheço um garou que pode ter interesse... quando entrei para os Presas de Garm resgatei um filhote perdido dos Garras Vermelhas de um zoologico, acredito que ele aceitaria a honra de ser treinado pelo senhor para um dia assumir seu lugar... não quero me meter no jogo do caern, apenas auxilia-lo no que for possível.

--------------------------------------------

*Após sairmos da area do caern, encaro firmemente Virna.*

-- Acha que Espirito Rompante aceitaria liderar a área espiritual deste caern??? Não quero que o caern pereça nas mãos dos senhores das sombras.


------------------------------------------

*Passamos a noite juntos... na manhã seguinte nos dirigimos a USP me despeço de Virna e vou direto ao bloco de veterinaria.*


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger
avatar
Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2494
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Lua em Seg 23 Nov 2015 - 14:12

Ariana:

- Já, não adianta ficar se culpando. Se tivesse alguém vivo lá ainda, você ia salvar como? Ia dizer pra ele que tudo ia ficar bem, pra ele morrer no hospital depois, levantando suspeita de todo mundo? Alguns tiveram azar de estar no caminho daquela nerd doida, ela é a culpada, não você! Os anciãos deviam pegar ela e dar um castigo bem dado! Não surta com esse negócio de gatinhos, não tem como saber. Se você se sente melhor, eu posso falar pro meu irmão Alaín procurar o dono do bar e ajudar na reconstrução; uma das nossas empresas é uma cervejaria. E… bom, se te faz sentir melhor... quer dizer, os mortos... a gente pode pôr flores lá e fazer.. tipo, um funeral...
- Parou, parou! – disse Jamile, olhando Ariana como se ela tivesse vindo de Júpiter e fosse feita de uma gosma nojenta – Que é isso? Ninguém aqui está se culpando, te disse que fiz o certo. Eu te falei dos meus mortos porque pensei que a gente estava ficando amiga, mas se diante de questões como estas tudo o que você consegue fazer é ser tosca e tentar recorrer à carteira do seu irmão para alguém “se sentir melhor” já não dá.

Jamile a observou um momento e prosseguiu:

- Meu instinto nunca falha: você é desse tipo de fdp rico e hedonista que acha que pode resolver tudo facilmente com dinheiro e um pouco de hipocrisia, não é? Está errada. Não se trata de passar um pano na consciência, mas de refletir sobre as mortes e estragos que você causa para estar seguro de que não passou dos limites. Pode doer, mas sem isso você é um monstro escroto igual aos que combate, não importa se é garou ou parente, ou quanto dinheiro gaste. Cresce, garota!


***
Lua escreveu:Mas ao começarem a fazer perguntas que pudessem levar a tal Dandara Lima, descobriram que apenas a Licenciatura de Ciências Sociais tinha aula de manhã. O bacharelado era vespertino ou noturno.
Não sabiam se Dandara fazia licenciatura ou bacharelado. Se fosse o segundo caso, ela não estaria em aula e então seria preciso pensar em onde podia estar.

Ari ficou pensando e até que conseguiu algumas opções:

- Tá legal, plano 1: redes sociais! Facebook, Linkedin, qualquer coisa que junte Dandara Lima com USP, deve ter uma pista. Plano 2: procurar algum dos professores do curso e perguntar, contando uma historinha pra disfarçar. Plano 3: Procurar os anciãos e pedir pra algum hacker invadir os registros e nos dar a resposta. Qual você quer tentar primeiro?
- Procurar anciões está descartado. - disse Jamile. -  Em um pouco mais vamos nos reunir com Klauss e então teremos os horários dela, assim que não há tempo nem necessidade disso. Testa as outras hipóteses, eu vou dar um pulo no CEUPES ver se alguém a conhece por lá. Encontro vocês na reunião. Até mais. Ah, e valeu por ter oferecido a cobertura.

A ragabash se foi.

Ariana procurou por redes sociais mas Dandara não fazia parte de nenhuma, exceto Linkedin. Aí estava seu curriculum e a resposta: ela fazia Bacharelado. Portanto não estava em aula naquele momento.

Então Ariana procurou um dos professores do curso e tentou obter dele alguma informação.

rolagem:
Ariana rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 6 para Manobra Especial e obteve: 4 3 7 2 
Ariana obteve 1 sucesso!

- Olha, essa moça é bolsista do Custódio Jaguaribe, a sala dele é ali. - disse o homem.

Ariana olhou para sala e consultou as horas. Não faltava muito tempo para a reunião com o grupo.

Ela podia ir falar com o Jaguaribe, que era um dos grandões da equipe e conhecê-lo.  Talvez até obter alguma informação relevante. Por outro lado a ordem havia sido começar pelos acadêmicos. Se ela se equivocasse, poderia atrair a suspeita dele e causar sérios problemas.

Que faria?


EDWARD:

-Vocês lembram do sobrenome dele?  ou alguma coisa? Nae conheci... toda informação é bem vinda...

- Vamos tirar a dúvida, já! – Adele ligou para Aleksandr, que confirmou a informação: a dra. Sophia Silversword era prima do Cristiano que infectou os cavalos de Fonte Fria com antraz.

Vamos procurar nos informar com secretaria que tiver nesse prédio afinal o cara é da Engenharia Ambiental, e estamos Escola Politécnica...

Adele estalou os olhos enquanto Raul ia verificar. Então Edward e ela viram que a senhora que atendeu Raúl  indicou uma direção com o braço e deu algumas explicações. Raúl voltou e disse:

- É, a Engenharia Ambiental é junto com a Civil, em outro prédio.

- Seu burro! – vociferou Adele entre os dentes – Nos trouxe ao prédio ERRADO! Como alguém pode não saber nem onde o próprio curso funciona!

- A gente começa pelo básico, idiota, as aulas são na Matemática, na Poli, etc. – rosnou Raul em resposta –
Não é como o seu cursinho de português.

“E você não foi nem ver onde é a Ambiental?”, “Não estou só por conta do curso, herdeira desocupada.” e bla bla bla, continuaram a discussão.

Enquanto isso Ed pensava na possível aparência do suspeito e procurava rotas de fuga e de ocultação de objetos no prédio. Afinal, era possível que, como Raul, ele também circulasse por ali.

-Pensei em uma coisa, o nosso alvo pode também está usando nomes falsos. Por mais obvio que seja ele pode ter pensado em como driblar as buscas e reconhecimento...

- Pelo que entendi da reunião, ele não sabe que está sendo procurado.– disse Raul – Mas é claro que podia estar se antecipando, já que estava fazendo algo ilícito dentro do caern.

- E isso seria a prova de que não está inocente no projeto.. – disse Adele.

Raul assentiu. Para sorte de Edward, haviam concordado em algo. E, seguindo as instruções dele, começaram a fazer fotos e selfies, tendo como fundo locais onde havia estudantes.

Então deu o horário de fim de aula. De várias salas saíram alunos apressados para chegar a suas próximas classes. Raul e Adele disparavam seus celulares, mas Edward, com uma visão mais panorâmica, identificou nada menos que três indivíduos com aparências semelhantes àquelas que ele pensou para o suspeito.

Um gorducho como Salmond, lento e de aparência desleixada, ia pela esquerda.

Um magrelo alto de cabelos negros usando óculos de aro grosso e uma camiseta escrito “Ge Ni U S “ com elementos da tabela periódica, ia pela direita.

E outro magrelo alto, que era loiro e usava óculos e roupas convencionais, saía do edifício.

Tudo em meio a movimentação de estudantes.

Não faltava muito para a hora da reunião e Ed precisava agir rápido. Raul e Adele não estavam longe, mas levaria alguns minutos para reuni-los.

Que faria então? Ia sozinho atrás daquele que lhe parecesse mais suspeito? Reuniria sua equipe e dividiria as buscas mesmo perdendo algum tempo? Ou inventaria outro plano?

KLAUSS:
-
- Senhores das Sombras... não precisa falar mais nada... o estranho é que os andarilhos cairam como patinhos...Deixe-me advinhar senhor... Lobo Negro??? Se o senhor permitir posso tentar ajudar o seu filhote a se tornar um garou melhor, sei que o senhor deve ter muito trabalho como vigia e isso deve desgasta-lo muito, caso seu filhote não esteja apto a tornar-se guardião do caern se o senhor concordar é claro… conheço um garou que pode ter interesse... quando entrei para os Presas de Garm resgatei um filhote perdido dos Garras Vermelhas de um zoológico, acredito que ele aceitaria a honra de ser treinado pelo senhor para um dia assumir seu lugar... não quero me meter no jogo do caern, apenas auxilia-lo no que for possível.
Zimbar expressou impaciência enquanto Klauss falava, sobretudo quando ele mencionou o zoológico. Depois disse:

- Você está aqui para cumprir uma tarefa, Justiça de Prata. Agora sabe como as coisas funcionam aqui para não estar muito inocente, mas você só veio matar uns macacos que saíram da linha, está bem? Isso tudo já foi discutido entre as lideranças, sei exatamente quem vocês são, o que estão fazendo e por onde andam. E meu filho Lobo Negro está com vocês. Mas ficou decidido que a missão seria feita do jeito dos dois-pés e a cargo de André Pantulha. Ele é seu líder. Então não passe mais sobre a autoridade dele vindo tratar comigo. O que tiver que pedir, peça a ele ou a Lobo Negro. Eu tenho mais o que fazer. Agora vão e que Gaia os proteja.

***

-- Acha que Espirito Rompante aceitaria liderar a área espiritual deste caern??? Não quero que o caern pereça nas mãos dos senhores das sombras.

- Meu avô já é falecido, Klauss. – respondeu Virna.

*Passamos a noite juntos... na manhã seguinte nos dirigimos a USP me despeço de Virna e vou direto ao bloco de veterinaria.*

- Bom, Já que você não me atribuiu nada. - disse Virna antes dele partir - Vou ver se obtenho alguma informação sobre a Larissa entre os veteranos do meu curso, no intervalo entre as aulas. Fique tranquilo, serei discreta.

Klauss percorreu uma boa extensão da Av. Professor Lineu Prestes, depois tomou outras ruas até chegar à faculdade de Medicina Veterinária. Havia vários locais interessantes ali, entre eles o Hospital Veterinário, a Biblioteca do departamento e o Museu de Anatomia Veterinária. O tempo de Klauss até a hora da reunião era limitado, por isso ele tinha que pensar bem aonde iria.


SHAIRA:
Shaira foi para a USP bem cedo. Só tinha aula às 14:00 mas quis chegar adiantada, a fim de conhecer um pouco a cidade universitária.

Era enorme. Dentro dela havia ruas arborizadas, cheias de estudantes e por onde circulavam várias linhas de ônibus. Havia muitos edifícios, com nomes que ela não conseguia ler. Embora já estivesse familiarizada com o alfabeto latino, por saber italiano, e com várias palavras do português, ensinadas por suas família brasileira, ainda era bem difícil compreender o que estava escrito.

Mas isso não era um problema para Shaira. Havia tanta coisa para ver, sentir, ouvir e cheirar, que sua curiosidade estava disparada. Era como se quisesse absorver aquela imensa universidade inteira em um par de segundos.

Depois de caminhar bastante, começou a notar que, de longe, um vulto escuro de quatro patas a seguia. A princípio pensou que era um lobo por sua aparência.

Spoiler:

Mas depois percebeu que havia alguns cachorros no campus e ficou na dúvida.

Em dado momento viu, ao longe, que o animal se deteve para ser acariciado por um estudante. Não lhe pareceu uma coisa que um lobo faria, mas ela seguiu intrigada. Então, de repente, o animal desapareceu.

Shaira sentiu fome. A manhã já estava no fim e, dentro de pouco tempo, ela teria que almoçar, encontrar um lugar para assear-se e em seguida ir para as aulas.

Tudo era novo e desafiante. E isso era bom.
.

VIRGÍNIA - post anterior:
Virgínia continuava desconcertada, tentando entender aquele estranho caern à luz de seus conhecimentos prévios.

A penumbra do Instituto de Biociências foi o que mais a perturbou. Adiantando-se um passo a Lobo Negro, examinou o local tentando Sentir a Wyrm.

Não sentiu nada. Ao menos o local não parecia contaminado.

Continuaram a exploração da penumbra nos lugares onde circulavam os professores e encontram situações parecidas – demasiadas teias, sem a presença da Wyrm.

Lobo Negro estava calado e soturno. Parecia muito preocupado. Mas quanto terminaram de checar os lugares disse:

- Bem, acho que aproveitamos bem a manhã, vou voltar à matéria. Fique livre para seguir investigando se desejar. Eu vou buscar o relatório com os horários dos suspeitos e também quero circular um pouco entre os estudantes. Quer que eu busque alguma informação com eles? Senão vou apenas ouvir a fofocas.  E talvez ganhar um pedaço de sanduíche.

E se foi abanando o rabo. Virgínia estava cada vez mais desconcertada.



Última edição por Lua em Ter 24 Nov 2015 - 11:19, editado 1 vez(es) (Razão : Corrigir erros de português)


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.
avatar
Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1775
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Fergus-Kennedy em Seg 23 Nov 2015 - 18:39

Adele escreveu:- Vamos tirar a dúvida, já! – Adele ligou para Aleksandr, que confirmou a informação: a dra. Sophia Silversword era prima do Cristiano que infectou os cavalos de Fonte Fria com antraz.

-Isso pode ser interessante pro pessoal mais tarde.

Edward esperava o Raul voltar trazendo noticias mais pode falar

- É, a Engenharia Ambiental é junto com a Civil, em outro prédio.

- Seu burro! – vociferou Adele entre os dentes – Nos trouxe ao prédio ERRADO! Como alguém pode não saber nem onde o próprio curso funciona!

- A gente começa pelo básico, idiota, as aulas são na Matemática, na Poli, etc. – rosnou Raul em resposta – Não é como o seu cursinho de português.

“E você não foi nem ver onde é a Ambiental?”, “Não estou só por conta do curso, herdeira desocupada.” e bla bla bla, continuaram a discussão.


-Pessoal por favor... parece que dá pro Raul e eu  andar por aqui sem muitos problemas dizia para ti mesmo enquanto pensava que era melhor está sozinho.

- Pelo que entendi da reunião, ele não sabe que está sendo procurado.– disse Raul – Mas é claro que podia estar se antecipando, já que estava fazendo algo ilícito dentro do caern.

- E isso seria a prova de que não está inocente no projeto.. – disse Adele.

Ouvira-se o sinal que as aulas tinham terminado, Ed ao olhar via Adele e Raul se distraírem, então revirou os olhos e procurou 'alguém' que chama-se sua atenção que por sorte tinha encontrado mais eram três, Edward ria por dentro quando viu o gordinho indo para esquerda, e os outros dois altos usando óculos. Edward procurava ir andando atras do loiro que sairá do prédio enquanto sua mente pesava sobre avisar os dois mais não podia por em risco os dois ali principalmente a parente do presa de prata.
procurava-se andar ocultando sua presença, Edward odiava isso mais tinha que por o que aprendeu nas ruas em prática, procurando apenas ver o que ele ia fazer antes de voltar em encontro dos dois e bolar um plano sobre os outros dois


[off: Tia lua se for nessesario usar os dados para o Ed ir e voltar sem ser visto, gostaria  de fazer isso]


"Pensamentos"
-Falas
*Ações*




"I Hate My Life"

avatar
Fergus-Kennedy
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 184
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 26
Localização : RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Klauss Krugger em Ter 24 Nov 2015 - 13:12

- Você está aqui para cumprir uma tarefa, Justiça de Prata. Agora sabe como as coisas funcionam aqui para não estar muito inocente, mas você só veio matar uns macacos que saíram da linha, está bem? Isso tudo já foi discutido entre as lideranças, sei exatamente quem vocês são, o que estão fazendo e por onde andam. E meu filho Lobo Negro está com vocês. Mas ficou decidido que a missão seria feita do jeito dos dois-pés e a cargo de André Pantulha. Ele é seu líder. Então não passe mais sobre a autoridade dele vindo tratar comigo. O que tiver que pedir, peça a ele ou a Lobo Negro. Eu tenho mais o que fazer. Agora vão e que Gaia os proteja.

-- Desculpe-me senhor não era minha intensão ofende-lo, nem interferir em seu posto no caern... bem já que sabe quem somos e o que viemos fazer não o perturbaremos mais... que Gaia o proteja...

----------------------------

- Meu avô já é falecido, Klauss. – respondeu Virna.

-- Er... eu não sabia... mas não se preocupe quanto a isso, acredito que teremos pouca interferencia do caern em nossa missão, afinal das contas os senhores das sombras querem o serviço feito por qualquer pessoa menos por eles mesmos se livrarmos Gaia de um mal que assim seja.

---------------------------

- Bom, Já que você não me atribuiu nada. - disse Virna antes dele partir - Vou ver se obtenho alguma informação sobre a Larissa entre os veteranos do meu curso, no intervalo entre as aulas. Fique tranquilo, serei discreta.

-- Ótimo... boa aula...

Klauss percorreu uma boa extensão da Av. Professor Lineu Prestes, depois tomou outras ruas até chegar à faculdade de Medicina Veterinária. Havia vários locais interessantes ali, entre eles o Hospital Veterinário, a Biblioteca do departamento e o Museu de Anatomia Veterinária. O tempo de Klauss até a hora da reunião era limitado, por isso ele tinha que pensar bem aonde iria.

*Procuro por algum mural ou coisa do gênero que possua o ensalamento dos acadêmicos e procuro pelos horarios das aulas, enquanto caminho pelos blocos observando os grupinhos de conversa até proximo ao horario das aulas, procuro chegar ao lugar da reunião meia hora antes do combinado para apanhar os dados de lobo negro antes dos demais e analisa-los para a reunião.*


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger
avatar
Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2494
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Cetza em Ter 24 Nov 2015 - 15:14

Shaira foi para a USP bem cedo. Só tinha aula às 14:00 mas quis chegar adiantada, a fim de conhecer um pouco a cidade universitária
Shaira acordava cedo mesmo tendo aula somente a tarde, para rezar e também ajudar Nadirah na arrumação da casa, dormir até tarde era um luxo do qual ela nunca teve e como Cristina nunca ajudava em casa... Shaira se sentia na obrigação de ajudar sua tia já que morava de favores em sua casa. A jovem vestia sua Abaya com detalhes florais e seu Hijab onde ela escondia suas longas tranças e guardava sua pequena relíquia no pescoço (Amigo errante).

Era enorme. Dentro dela havia ruas arborizadas, cheias de estudantes e por onde circulavam várias linhas de ônibus. Havia muitos edifícios, com nomes que ela não conseguia ler. Embora já estivesse familiarizada com o alfabeto latino, por saber italiano, e com várias palavras do português, ensinadas por suas família brasileira, ainda era bem difícil compreender o que estava escrito.

Mas isso não era um problema para Shaira. Havia tanta coisa para ver, sentir, ouvir e cheirar, que sua curiosidade estava disparada. Era como se quisesse absorver aquela imensa universidade inteira em um par de segundos.

A cidade Universitária era de tirar o fôlego, especialmente para alguém que vivenciou o terror de tão perto, ver aquelas pessoas felizes e caminhando pacificamente era um verdadeiro colírio aos olhos da jovem. Se orientar pela cidade Universitária poderia parecer uma tarefa intimidadora para qualquer jovem, mas Shaira era uma ragabash e Peregrina... para ela ser uma estranha em terra estranha era normal até demais. Como estava cedo, a jovem logo tratou de saciar sua curiosidade acerca do local, munida de apenas de um mapa mal feito oferecido pela universidade aos calouros e arrastando péssimo português a jovem explorava a faculdade e seus principais prédios e claro conhecer os 'point' onde normalmente as pessoas ficavam quando não tinham aula.

Depois de caminhar bastante, começou a notar que, de longe, um vulto escuro de quatro patas a seguia. A princípio pensou que era um lobo por sua aparência.

Mas depois percebeu que havia alguns cachorros no campus e ficou na dúvida.

Em dado momento viu, ao longe, que o animal se deteve para ser acariciado por um estudante. Não lhe pareceu uma coisa que um lobo faria, mas ela seguiu intrigada. Então, de repente, o animal desapareceu.

Enquanto explorava a faculdade algo aguçava sua curiosidade, um vulto que a acompanhava, Shaira tentava despistar a criatura para olha-la com mais calma, porém se assustou ao ver que a esquiva criatura se assemelhava a um lobo porém ao vê-lo ser acariciado por outras pessoa assim como os demais cães da Universidade, a jovem duvidou do seu julgamento falho.

" Um lobo jamais se rebaixaria a isso...Talvez seja uma mistura... minha tia disse que havia garou aqui... não me admiraria uma mistura de algum lupino com alguns dos muitos cães que tem nesse lugar..."

Shaira sentiu fome. A manhã já estava no fim e, dentro de pouco tempo, ela teria que almoçar, encontrar um lugar para assear-se e em seguida ir para as aulas.

Sua pequena exploração terminou abruptamente com a hora do almoço e claro ela devia fazer o seu Dhur (oração do meio dia). Shaira não era mulçumana porém seus pais eram e assim ela aprendeu com eles apesar de que, assim como Alá era devotado por seus pais, ela orava para Gaia... era sua forma de comunhão. A jovem logo procurava o tal 'bandeijão' que sua prima Cristina lhe havia falado... A comida que era servida era estranha por demais, mas aquilo não a intimidava e até fazia parte da viagem. Shaira desfrutava de cada momento em que descobria algo novo sobre aquele país, ao término do almoço a jovem se dirigia para a sua primeira. Era evidente que ela temia não entender nada no seu primeiro dia mas era um temor bom... o temor do desconhecido que ainda será descoberto.



Ação
Pensamento
Fala
avatar
Cetza

Mensagens : 695
Data de inscrição : 07/09/2015
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Alexyus em Ter 24 Nov 2015 - 17:30

- Parou, parou! – disse Jamile, olhando Ariana como se ela tivesse vindo de Júpiter e fosse feita de uma gosma nojenta – Que é isso? Ninguém aqui está se culpando, te disse que fiz o certo. Eu te falei dos meus mortos porque pensei que a gente estava ficando amiga, mas se diante de questões como estas tudo o que você consegue fazer é ser tosca e tentar recorrer à carteira do seu irmão para alguém “se sentir melhor” já não dá.

Ariana ficou tão surpresa com aquela reação raivosa que não conseguiu articular nenhuma palavra enquanto Jamille despejava a tempestade pra fora em cima dela.

- Meu instinto nunca falha: você é desse tipo de fdp rico e hedonista que acha que pode resolver tudo facilmente com dinheiro e um pouco de hipocrisia, não é? Está errada. Não se trata de passar um pano na consciência, mas de refletir sobre as mortes e estragos que você causa para estar seguro de que não passou dos limites. Pode doer, mas sem isso você é um monstro escroto igual aos que combate, não importa se é garou ou parente, ou quanto dinheiro gaste. Cresce, garota!

Finalmente, o sangue subiu à cabeça loira quente de Ariana, que sobrepôs sua voz fina à de Jamille:

- Calaboca, sua cadela vadia!!! Eu estou tentando ajudar você e tudo que você enxerga em mim é um saco de dinheiro pra bancar suas farras?!? Você se diz tão reflexiva, mas incendiou aquele bar pra encobrir aquela nerd doida assassina! Eu estava lá fora, tentando salvar o máximo de gente inocente que podia! Meus pais morreram quando eu era criança, não venha me dizer que eu não entendo de morte! Você protege uma monstra assassina para se manter segura e nem sequer deixa uma flor para todos aqueles que morreram na estrada de sangue atrás de você, e ainda quer me acusar de não me importar? Eu não sou garou, mas conheci garous muito melhores que você, não só o meu irmão, o pessoal do Fonte Fria! Você está sendo muito ridícula!!!

Ariana não ia chorar naquele momento, ela estava furiosa demais pra isso. Tinha perdido uma amiga que ela achava que tinha.

- Procurar anciões está descartado. - disse Jamile. - Em um pouco mais vamos nos reunir com Klauss e então teremos os horários dela, assim que não há tempo nem necessidade disso. Testa as outras hipóteses, eu vou dar um pulo no CEUPES ver se alguém a conhece por lá. Encontro vocês na reunião. Até mais. Ah, e valeu por ter oferecido a cobertura.

A ragabash se foi.

Ari ficou aliviada de se ver livre de Jamille. Não confiava mais na garou para lhe dar cobertura. Estava disposta a se virar sozinha, sem depender de acobertadores de assassinatos.

Ariana procurou por redes sociais mas Dandara não fazia parte de nenhuma, exceto Linkedin. Aí estava seu curriculum e a resposta: ela fazia Bacharelado. Portanto não estava em aula naquele momento.

"Bingo! Engole essa, garou de merda! Eu posso fazer isso sem ajuda!"

Então Ariana procurou um dos professores do curso e tentou obter dele alguma informação.

- Olha, essa moça é bolsista do Custódio Jaguaribe, a sala dele é ali. - disse o homem.

"Jaguaribe! Ele também está na lista! Vou pegar dois coelhos com uma tacada só! vamos logo!"

Ariana olhou para sala e consultou as horas. Não faltava muito tempo para a reunião com o grupo.

Ela podia ir falar com o Jaguaribe, que era um dos grandões da equipe e conhecê-lo. Talvez até obter alguma informação relevante. Por outro lado a ordem havia sido começar pelos acadêmicos. Se ela se equivocasse, poderia atrair a suspeita dele e causar sérios problemas.

Ariana não dava a mínima para os riscos, queria era mergulhar mais fundo e mais rápido naquela trama. Sem hesitar, ela foi até a sala do professor J.

- Com licença? Professor Jaguaribe? Perdoe interrompê-lo, senhor! Me chamo Ariana Bourbon, estou procurando Dandara Lima. Me disseram que ela poderia estar aqui...

Apesar de saber que ela não estaria ali, Ariana estava disposta a usar isso como uma entrada na conversa. Tentaria soltar a língua do professor, fazendo perguntas sobre seu trabalho e a matéria que ensinava. Se ele perguntasse o porquê do interesse dela, ela diria que seu irmão estava procurando oportunidades de investimento nas pesquisas da USP (o que era praticamente verdade já).
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Natalie em Qua 25 Nov 2015 - 15:19

- Bem, acho que aproveitamos bem a manhã, vou voltar à matéria. Fique livre para seguir investigando se desejar. Eu vou buscar o relatório com os horários dos suspeitos e também quero circular um pouco entre os estudantes. Quer que eu busque alguma informação com eles? Senão vou apenas ouvir a fofocas. E talvez ganhar um pedaço de sanduíche.

Virgínia farejou imediatamente a mudança de atitude de Lobo Negro e usou Verdade de Gaia para confirmar se ele estava mentindo mesmo ou não.

Aurora da Esperança ainda deu uma volta pelos arredores, mas ao tentar ouvir alguma informação útil, lembrou-se que não entendia bem o português ainda. Tinha que ira pra aula de idiomas.

Então, ela foi procurar a classe onde ensinariam a falar aquela língua de macacos.


*Ações*
- Falas
"Pensamentos"
avatar
Natalie
Filhos de Gaia
Filhos de Gaia

Mensagens : 792
Data de inscrição : 15/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Lua em Qui 26 Nov 2015 - 16:23

ARIANA:
Ariana estava com raiva mas também cheia de adrenalina depois da discussao com Jamile.

Nao perdeu a oportunidade de falar com o Prof. Dr. Custódio Jaguaribe, conforme estava escrito na porta do escritório. Bateu.

Um homem abriu a porta. Dava uma sensaçao de extrema correçao: seu cabelo era perfeitamente aparado, estava bem barbeado e usava roupas discretas que pareciam recém compradas.


Prof. Dr. Custódio Jaguaribe:

- Com licença? Professor Jaguaribe? Perdoe interrompê-lo, senhor! Me chamo Ariana Bourbon, estou procurando Dandara Lima. Me disseram que ela poderia estar aqui...

Ele fez que sim com a cabeça quando ela perguntou se era o professor Jaguaribe e sem mudar um milímetro sua expressao, a fez entrar.
A sala correspondia perfeitamente ao que se costuma esperar de um antropólogo: muitos livros, teses encardenadas, objetos evidentemente autênticos provenientes de povos primitivos. Tudo muito bem organizado.

Sobre a mesa, um computador último tipo e uma pilha ordenada de textos em pastas, grampeados ou unidos por espirais, seguramente trabalhos de alunos. Estavam separados pela cor das pastas e o tipo de encadernaçao. Uma trabalho estava aberto sobre sua mesa, quase inteiramente anotado com caneta de tinta vermelha, em uma letra caligráfica.

- A senhorita Lima nao está aqui. – respondeu Jaguaribe com muita formalidade e sem estender-se.

Ariana tentou estabelecer conversa e soltar a língua do professor.

ROLAGEM:
Ariana rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 8 para Manobra Especial e obteve: 5 5 10 3 
Ariana obteve 1 sucesso!

- Minha área de estudo é a Etnologia e eu ensino Antropologia da Religião na graduaçao e Etnologia Ameríndia: Sistemas de Doença e de Cura, Música e Xamanismo na pós-graduaçao.

O professor Jaguaribe falou tranquilamente mas de forma direta. E mostrou que nao queria continuar conversando com Ariana:

- Agora vá. Tenho muito o que fazer.

Ariana nao havia obtido muito, mas ainda assim era uma informaçao e, sobretudo, nao causara desconfiança no professor Jaguaribe. Nada mal para quem executou sua primeira tarefa de investigação sozinha.

Rumou para o Bandejao Central para almoçar antes da reuniao e das aulas.


EDWARD:
Edward deixou Raul e Adele fazendo fotografias dos alunos e foi atrás do loiro de trajes conservadores.

Acabou perdendo seu rastro em meio aos estudantes que circulavam pelo campus.*

Voltou para junto de Adele e Raul e os três foram almoçar no Bandejão Central antes de irem para a reunião com Klauss e às aulas.


* Fergus, o Ed nao tem nem manha nem investigaçao para poder perseguir outro indivíduo.

KLAUSS:
Klauss foi caminhando com Virna até onde havia deixado a moto.

Nao havia sido uma recepçao muito calorosa a do Vigia, mas nada que o afetasse.

Uma coisa era certa, anciões descalços que discutiam questoes de igual para igual com garous de menor posto, enquanto se balançavam em uma rede ou descansavam à sombra do pomar, eram uma das muitas coisas boas de Fonte Fria.

Conversava com Virna.

-- Er... eu não sabia... mas não se preocupe quanto a isso, acredito que teremos pouca interferencia do caern em nossa missão, afinal das contas os senhores das sombras querem o serviço feito por qualquer pessoa menos por eles mesmos se livrarmos Gaia de um mal que assim seja.

A jovem deu de ombros sorrindo.

- Eu ainda nao sei muito disso. O que pudermos fazer está bom… por enquanto.

Ela mordeu a língua com aquela carinha malandra que lhe era típica. Ali estava uma parente que se envolveria até os ossos com a causa garou.

-  E nao se preocupe com meu avô. Ele morreu quando eu tinha dois anos, nao me lembro dele.

A figura central em minha família sempre foi minha avó Maria. Ela ficou viúva no ano em que meu irmao nasceu. Minha mae já estava doente e foi adiando os tratamentos mais invasivos para o câncer para que meu irmao pudesse nascer bem, entao quando ele nasceu, já era tarde para ela.
Quando mimha mae morreu, minha avó veio morar com a gente. Ela disse que minha mae tinha sido tao valente quanto um guerreiro. Mais tarde eu entendi o que ela quis dizer. E concordo.
Entao foi minha avó quem me criou. Ela é a mae do meu pai, mas também a minha e a do meu irmao, e das minhas irmas mais velhas. Por isso todos nós a chamamos de Mutti.
Eu quero que você conheça a Mutti. Ela vai olhar par você com a um degenerado, mas quando perceber que você é uma pessoa boa e correta, você a terá ganho para sempre.


***

No outro dia Klauss e Virna se separaram para investigar.

Klauss chegou a FMVZ e começou a procurar alguma pista de Larissa M. Barbosa nos murais e entre os grupos de alunos que conversavam.

ROLAGEM:
Klauss rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 8 para Manobra Especial e obteve: 10 5 1 1 6 7 
Klassu obteve -1 negativo!

Nao encontrou nada. Nao faltava muito para a hora da reuniao, ele estava com fome e queria chegar cedo. Assim que rumou para o Bandejao Central para almoçar, reunir-se com os demais e depois partir para a aula.


VIRGÍNIA:
Virgínia usou o dom Verdade de Gaia para ver se Lobo Negro dizia a verdade e verificou que ele estava sendo sincero.

Deu uma volta pelos arredores, mas sem entender o português nao conseguiu obter nenhuma outra informaçao. Entao decidiu ir para a classe onde aprenderia aquela outra língua de macacos.

Dirigia-se a FFLCH quando viu Lobo Negro, em forma hominídea, sentado próximo ao Bandejao Central. Aproximou-se:

- Entrou uma garota ali. – disse ele apontando o restaurante – Eu a estive seguindo. Parece estrangeira, usa um roupa esquisita. Pode ter vindo trazer uma mensagem, mas nao se apresentou a ninguém da seita. Muito estranho. Entramos ou esperamos que saia para abordá-la?

BANDEJAO CENTRAL - TODOS:
- Só eu que sinto falta da comida de Fonte Fria? – perguntou Jamile para ninguém em particular.

Estavam todos na fila para almoçar: Klauss, Virna, Edward, Raul, Adele, Ariana e ela, Jamile.

- Nem dá vontade de comer. – continuou resmungando – O que você vai pegar, Raul?

- Frango. – respondeu o rapaz.

- Tem cara de ser desses de criadouro industrial da Weaver. – sussurrou Jamile. – Eu vou de proteína de soja.

- Transgênica? Jajá… olha essa quantidade de gente… olha a cor desse suco… - Raul apontou para o restaurante e depois para os copos cheios de um refresco cor de laranja berrante – Orgânica aqui deve ser só uma matéria da Química.

- Mas a seita nao interfere? Isso é um caern, afinal!

A pergunta murmurada por Jamile ficou no ar para quem quisesse responder.

Entao ela disse:

- Eu vou é pedir um carro emprestado e começar a trazer verduras e carne de Fonte Fria para a nossa república.

- Nossa república? – espantou-se Raul - Vocês nao vao se mudar?

- Claro que nao! Nao contei o xilique da gringa para você? – bufou a ragabash. – Sem clima. E a mina louca depois de se enrolar toda falando de coisas que nao sabe, ainda me chamou de “cadela vadia”!

Parecia nao se preocupar nem um pouco com o fato de Ariana vir um pouco mais atrás na fila.

- “Cadela vadia”? Pfffrrrrrr. – Virna riu – Igual nos filmes?

- Ééé. A mina esbanjando a fortuna do irmao e vem me chamar de “cadela vadia”! Pois eu sou loooba, e trabalho por meu dinheiro. – falou Jamile em um tom um pouco mais alto do que o desejável.

Klauss e Edwerd vinham atras em silêncio. Era preocupante aquela tagarelice em local público, ainda que fosse em inglês.

- Eu já estava prevendo que isso ia acontecer. – disse Virna – Claro que na primeira treta iam jogar a história da cobertura na nossa cara. Melhor que foi agora, antes que nos mudássemos.

- Eu nao disse nada, Virna! Nao usa o plural.– interrompeu Adele – Apesar de ser minha irma, eu nao tomei partido antes de saber tudo. Agora você, já está formando grupinho.

Virna nao respondeu.

- Eu gostei da parte do seu irmao ter uma cervejaria. – disse Raul tentando brincar com Adele – Você parece ainda mais bonita agora…

- Sai, idiota! – disse Adele empurrando-o, enquanto ele ria.

Esse era o grupo que Klauss tinha que liderar para a missao. A imagem do ranzinza Zimbar voltou-lhe à cabeça, de repente.

Ariana pode ter reagido a altura ou decidido ser superior às provocações. O certo é que, quando se deu conta, um vulto grande estava a seu lado. Era Bruno.

- Posso me sentar com vocês? – disse o rapaz, aproximando-se um pouco mais dela e oferecendo uma alternativa à incômoda conversa.

- Ainda está brava por eu ter te chamado para aquela festa terrível? – disse ele – Juro que nao te levaria se soubesse que algo ruim podia acontecer.  

O grupo instalou-se em uma mesa de oito lugares.

Edward viu que alguém vinha em sua direçao. Era Nájla. Nao havia mais lugar à mesa, mas todos se apertaram um pouco, alguém pôs uma cadeira ao lado da de Edward e Náj se sentou bem perto dele.

- Obrigada.– agradeceu com um sorriso adorável.

Todos comiam quando passou por eles uma jovem em um longo traje árabe e usando véu. As garotas apreciaram a vestimenta, os rapazes nao deixaram de notar que era uma mulher bonita, mas ninguém se interessou muito. Ela escolheu uma mesa sem muita gente próxima a eles e sentou-se. Era Shaira.

SHAIRA:

Por sua vez, Shaira  também notava o grupo a seu lado. Era bem particular: um rapaz de kilt escocês, duas jovens com biotipo do oriente médio mas vestidas como ocidentais, três rapazes musculosos e três loiras, duas delas gêmeas idênticas. Sua curiosidade coçava como uma sarna e ela, discretamente, passou a observá-los, mesmo sem entender o que falavam.

Na mesa grande a conversa seguia, até que Virna interrompeu-os:

- Vai mandar um bilhetinho para esta também? – disse em tom de reprimenda.

O rapaz sobressaltou-se. De uma forma ou de outra, todos já haviam notado que ele nao deixava de olhar para jovem de véu. Inclusive a própria Shaira.

- Desculpem. – murmurou Bruno realmente constrangido e olhando de soslaio para Ariana, ainda que só tivessem ido a uma festa juntos.

Shaira entendia a razao dos olhares incessantes do rapaz . Ela já havia causado aquele efeito inebriante em alguns homens antes - sobretudo Parentes. Isto sugeria algo interessante sobre aquele rapaz e, principalmente, sobre os outros integrantes da mesa.

Porém, o que Shaira nao entendia era o casal parado do lado de fora do restaurante, olhando-a através do vidro enquanto tentavam ser discretos.

Eram Virgínia e Lobo Negro. Entrariam?

Da mesa grande não dava para ver os garous que estavam fora. Além disso, a atenção estava em outra coisa.

ROLAGEM:
Edward rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 6 para Manobra Especial e obteve: 10 2 6 
Edward obteve 2 sucessos!

Klauss rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para Manobra Especial e obteve: 1 5 3 9 4 
Que pena, Klauss não obteve sucesso!

Klauss nao percebeu o que estava acontecendo no restaurante, mas Edward sim: aquela garota de véu na outra mesa era uma garou.

Que fariam todos e cada um deles?

OFF:
Off: Menino(a)s, post com várias possibilidades de interaçao. Nao tem importância na trama (além da de tentar juntar vocês) mas procurem fazer feliz esta narradora com boas interpretaçoes – dá xp
.


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.
avatar
Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1775
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Fergus-Kennedy em Qui 26 Nov 2015 - 18:29

Na busca
Edward bufava em ver que o sujeito sumia na multidão, desejava muito ter alguns centímetros a mais  nessas horas.
Ao voltar ao grupo informava aos dois que tinha visto três alunos que chamara sua atenção, e perguntava-os que vira algo.


---
No bandejão central

Ouvindo as reclamações de Jamile da comida era aceitável mais ficou desagradável quando passou para momento de fúria como ele pensara em filmes pessoas tendo ataques de ódio partindo para violência. voltava-se para Klauss tentando contar sobre o que tinha visto no prédio e sobre seus suspeitos perante momento, quase esquecera das informações pega com Adele.

-Pode ser que eu seja me apegado os estereótipos de nerd ligado a engenharia ambiental, mais não sei ao certo que um deles seja o cara...

Voltava a olhar aquele grupo a frente ainda agitado, mais não entendia muito bem as confusões das garotas ali.

-Raul vai arrumar problemas que continuar a perturbar a Adele Comentava com o Klauss sem mesmo saber que iria tá interessado em conversar então se calou.
se surpreendeu-se com chegada da Najla e ficou olhando 'de onde veio essa cadeira'


-Oi,tudo bem?

Arriscava iniciar uma conversa com Najla, então viu uma garota passando pela mesa usando um véu, então juntou as pernas ao lembrar do kilt para ninguém tentar olhar o que tem debaixo do kilt, o suco não parecia muito bom  então devolvia a bandeja.

-Como foi seu dia Najla?

Voltava a olhar pro lado ao notar as afinetada ao tal de Bruno, e encarou a garota na outra mesa ao sentir que encarava-o. algo nela fez notar que era mais uma deles.


"Pensamentos"
-Falas
*Ações*




"I Hate My Life"

avatar
Fergus-Kennedy
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 184
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 26
Localização : RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Cetza em Sab 28 Nov 2015 - 6:42

Já era hora meio dia e assim que terminara o seu Dhur ela ia até o bandejão junto aos demais alunos , Shaira estava animada por saciar sua curiosidade acerca da comida brasileira porém sua alegria e excitação se transformaram em decepção ao ver aquela comida industrializada e sem graça. O que era para se uma grande experiência gastronômica-cultural se tornara uma grande desilusão, ao ver aquele suco cheio corante a jovem preferiu encher o copinho com água pois seria melhor do que aquele suco.
" Essa comida está literalmente morta...olhe esse suco, mais laranja do a própria laranja...eu que não irei beber isso...Acho que passarei a levar uma marmitinha...por que essa comida ninguém merece..."
Por sua vez, Shaira também notava o grupo a seu lado. Era bem particular: um rapaz de kilt escocês, duas jovens com biotipo do oriente médio mas vestidas como ocidentais, três rapazes musculosos e três loiras, duas delas gêmeas idênticas. Sua curiosidade coçava como uma sarna e ela, discretamente, passou a observá-los, mesmo sem entender o que falavam.
Um pouco desanimada com a comida que era servida na faculdade Shaira procurava uma mesa um pouco menos movimentada, porém uma mesa em especial lhe chamava atenção, composta por um grupo bem diversificado. As duas jovens que pareciam ser do oriente médio lhe chamou a atenção já que não usavam roupas tradicionais indicava que elas já estavam bem adaptadas ao lugar, talvez poderiam lhe ajudar a se enturmar no lugar. A jovem os olhava intrigada, porém um dos rapazes daquele grupo não parava de olha-la, Shaira trocava com alguns pequenos sorrisos para o jovem, ela sabia que conseguia arrancar aqueles olhares dos outros ela era jovem, bonita e exótica e isso atraía qualquer homem. porém a jovem disfarça essa troca de olhares ao ver que uma das moças o repreendia...

O rapaz sobressaltou-se. De uma forma ou de outra, todos já haviam notado que ele nao deixava de olhar para jovem de véu. Inclusive a própria Shaira.
" Talvez seja a namorada dele... O que o meu pai pensaria de mim... provavelmente diria que ei ia para o inferno isso sim... mas com certeza Cristina diria para eu deixar de ser besta..."
Porém, o que Shaira nao entendia era o casal parado do lado de fora do restaurante, olhando-a através do vidro enquanto tentavam ser discretos.
A jovem ria consigo mesma enquanto ficava admirando o jovem, quando ela notara duas pessoas a observando, Shaira os olhava de soslaio pois queria ter certeza d que estava sendo observada. A jovem se levantava indo devolver a bandeja e logo ia ao encontro da estranha dupla, ela sabia que seria inútil tentar ser furtiva com aquela roupa tradicional então preferia a abordagem direta.
-- Olá, não pude deixar de perceber que estavam me olhando do outro lado do vidro... como sou recém chegada me sinto um pouco perdida e espero não estar fazendo nada de errado.



Ação
Pensamento
Fala
* Passa imagem desse pessoal Razz
avatar
Cetza

Mensagens : 695
Data de inscrição : 07/09/2015
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Alexyus em Sab 28 Nov 2015 - 16:20

Ariana não ficou totalmente decepcionada com a conversa com o professor Jaguaribe, mas tinha que admitir que ele era osso duro de roer.

Depois de ter arrancado alguma informação, ela foi para o bandejão, comer e encontrar os outros.

Jamille realmente tinha tirado o dia pra reclamar, mas Ariana tentava manter seus nervos sob controle.

Entao ela disse:

- Eu vou é pedir um carro emprestado e começar a trazer verduras e carne de Fonte Fria para a nossa república.

- Nossa república? – espantou-se Raul - Vocês nao vao se mudar?

- Claro que nao! Nao contei o xilique da gringa para você? – bufou a ragabash. – Sem clima. E a mina louca depois de se enrolar toda falando de coisas que nao sabe, ainda me chamou de “cadela vadia”!

Parecia nao se preocupar nem um pouco com o fato de Ariana vir um pouco mais atrás na fila.

- “Cadela vadia”? Pfffrrrrrr. – Virna riu – Igual nos filmes?

- Ééé. A mina esbanjando a fortuna do irmao e vem me chamar de “cadela vadia”! Pois eu sou loooba, e trabalho por meu dinheiro. – falou Jamile em um tom um pouco mais alto do que o desejável.

Klauss e Edwerd vinham atras em silêncio. Era preocupante aquela tagarelice em local público, ainda que fosse em inglês.

- Eu já estava prevendo que isso ia acontecer. – disse Virna – Claro que na primeira treta iam jogar a história da cobertura na nossa cara. Melhor que foi agora, antes que nos mudássemos.

- Eu nao disse nada, Virna! Nao usa o plural.– interrompeu Adele – Apesar de ser minha irma, eu nao tomei partido antes de saber tudo. Agora você, já está formando grupinho.

Virna nao respondeu.

- Eu gostei da parte do seu irmao ter uma cervejaria. – disse Raul tentando brincar com Adele – Você parece ainda mais bonita agora…

- Sai, idiota! – disse Adele empurrando-o, enquanto ele ria.

Ariana Bourbon D´Órleans não tinha sangue de barata, e a provocação de Jamille tinha passado dos limites.

- Virna, eu não joguei nenhuma cobertura na cara de vocês! Eu não sei porque a atitude louca da Jamille aconteceu, mas eu só queria ajudar vocês com aquilo que eu posso dar. Se ser lobo impede algumas pessoas de ter um tostão furado no bolso e ficar dependendo de favores da seita pra ter onde morar, eu não tenho culpa nenhuma nisso! Mas não sou nem louca, nem incendiária, nem acobertadora de assassinos!

O tom dela era no mesmo volume de Jamille, mas ela não se dirigia mais à garous. Ariana pegou sua bandeja e saiu pisando duro, sem esperar o resto do pessoal. Foi sentar na mesa primeiro, antes dos outros, e se alguém não quisesse sentar com ela, que se mudasem pra outro lugar.
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Natalie em Sab 28 Nov 2015 - 18:14

- Entrou uma garota ali. – disse ele apontando o restaurante – Eu a estive seguindo. Parece estrangeira, usa um roupa esquisita. Pode ter vindo trazer uma mensagem, mas nao se apresentou a ninguém da seita. Muito estranho. Entramos ou esperamos que saia para abordá-la?

- Vamos esperar, tem humanos demais por perto. Melhor falarmos com ela quando estiver sozinha.

Porém, o que Shaira nao entendia era o casal parado do lado de fora do restaurante, olhando-a através do vidro enquanto tentavam ser discretos.

Eram Virgínia e Lobo Negro. Entrariam?

Da mesa grande não dava para ver os garous que estavam fora. Além disso, a atenção estava em outra coisa.

Virgínia colou o rosto ao vidro, ficando meio atrás de uma parede enquanto olhava para dentro, vigiando a tal moça estranha.


*Ações*
- Falas
"Pensamentos"
avatar
Natalie
Filhos de Gaia
Filhos de Gaia

Mensagens : 792
Data de inscrição : 15/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Lua em Seg 30 Nov 2015 - 15:37

BANDEJAO - todos:

- Virna, eu não joguei nenhuma cobertura na cara de vocês! Eu não sei porque a atitude louca da Jamille aconteceu, mas eu só queria ajudar vocês com aquilo que eu posso dar. Se ser lobo impede algumas pessoas de ter um tostão furado no bolso e ficar dependendo de favores da seita pra ter onde morar, eu não tenho culpa nenhuma nisso! Mas não sou nem louca, nem incendiária, nem acobertadora de assassinos!

Raúl, Jamile e Virna se entreolharam com cara de “quê?” e então olharam para Ariana com uma certa comiseração. Raúl disse em um tom que não era de deboche, mas de diagnóstico:

- Foi muita informação de uma vez só para ela.

Todos a seguiram até a mesa e a deixaram comer em paz.

Edward até tentou estabelecer uma conversa com Klauss. Mas entao chegou Najla e ele começou a conversar com ela.

rolagem:
Edward rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 6 para Manobra Especial e obteve: 5 7 7 3 
Edward obteve 2 sucessos!

Edward dessa vez teve êxito em jogar charme sobre a garota, que deu mais alguns belos sorrisos e demonstrou interesse nele.

Então a atenção do escocês foi desviada pela bronca que Virna deu em Bruno. Ele olhou para a garota de véu que a motivou e percebeu que ela era garou, mas guardou a informação para si.

Bruno não deixou de notar que Shaira correspondia ao seus olhares com pequenos sorrisos.  Isso aumentou seu constrangimento com os que estavam na mesa… mas também o seu interesse por ela.

Shaira saiu do bandejão um pouco antes dos demais e caminhou em direção  aonde estavam Lobo Negro e Virgínia.

Quando Klauss saía do restaurante, Lobo Negro abordou-o, entregando-lhe a pasta com os horários e dizendo em voz baixa:

- A garota de véu é uma garou desconhecida na seita. Eu e Virgínia vamos verificar quem é ela, está bem? Encontramos com vocês daqui a pouco na reunião.

Depois voltou para o lado de Virgínia e esperou a garota de véu chegar.

SHAIRA E VIRGÍNIA:
Lobo Negro e Virgínia viram quando a jovem de véu se levantou, devolveu sua bandeja e saíu na direçao deles.

Lobo Negro disse à Virgínia:

- Nenhum de nós é philodox, mas como não tem nenhum disponível, vamos ficar atento às intenções dessa garou. E você tem razão quanto aos humanos. Vamos pedir que nos acompanhe até um lugar mais discreto.

LOBO NEGRO E VIRGINIA:

Shaira aproximou-se deles e disse algo em um péssimo português (estou assumindo que foi nessa língua, pelo local cheio de gente) que Lobo Negro e Virgínia não entenderam. Então ele rosnou discretamente em garou para Shaira:

- Somos garous. Acompanhe-nos.

Caminharam um pouco pela área arborizada próxima ao restaurante até chegar a um local onde nao havia estudantes por perto. Lobo Negro pediu que Shaira repetisse o que havia dito, só que em garou:


-- …não pude deixar de perceber que estavam me olhando do outro lado do vidro… como sou recém chegada me sinto um pouco perdida e espero não estar fazendo nada de errado.


- De errado nada. – disse Lobo Negro falando baixo em garou– Também somos lobisomens e gostaríamos que você se apresentasse. Eu sou Lobo Negro, ragabash, fostern dos Garras Vermelhas e esta é Virgínia “Aurora da Esperança”, theurge cliath dos Filhos de Gaia. E você, quem é?

Esperaram que ela se apresentasse. Lobo Negro olhou para Virgínia, como pedindo que estivese atenta, e perguntou a Shaira:

- Estive seguindo você e não parece perdida, circulou bem pelo campus. Sei que é estudante, mas o que faz aqui como garou? O que você sabe sobre este lugar? E qual são duas intenções, além de estudar?


ARIANA, KLAUSS E EDWARD:
Lobo Negro e Virgínia ficaram falando com a desconhecida de véu. Enquanto isso o grupo rumou para a mesma sala no subsolo da FFLCH onde foi feita a reunião com André Pantulha.

Acomodaram-se e as informações começaram a ser postas na mesa.

A primeira, os horários dos suspeitos.

Horários dos suspeitos:
Larissa Mendes Barbosa tem aulas no  Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) de 8:00 as 19:00, às segundas, quartas e sextas e de 14:00 as 18:00 às terças e quintas. Nas manhas de terça e quinta (08:00 às 12:00) ela está no departamento de veterinária. Seus horários de iniciação científica são de segunda a sexta das 18:00 às 19:00 e de sexta das 08:00 às 09:00, sempre no ICB.

Luiz Cavalcanti Rodrigues tem aulas na Escola Politécnica de 08:00 as 11:00 nas segundas-feiras e de 08:00 as 11:00  nas quintas; no departamento de Engenharia de Produção de 13:00 as 17:00 às quintas feiras; e no departamento de Engenharia Hidráulica de 07:30 às 14:00 às quartas e de 10:00 às 14:00 às sextas. O resto do tempo faz estágio na área de Gestão Ambiental no Instituto Butantã.

Dandara Lima tem aulas na FFLCH de segunda a quarta, das 19:30 às 23:00. Nas quintas feiras ela faz a disciplina Antropologia III de 14:00 às 18:00. Originalmente deveria ser às sextas de 19:30 às 23:00, mas ela conseguiu a mudança de horário alegando motivos religiosos por frequentar um culto de origem afro-brasileira nas sextas-feiras à noite. Durante o dia ela faz pesquisas de campo como bolsista do professor Custódio Jaguaribe em lugares diversos.

O prof. Dr. Custódio Jaguaribe dá aulas de segunda de 14:00 às 18:00 no prédio de Ciências Sociais, onde Ariana encontrou-o, e de quarta de 14:00 às 18:00, na FFLCH.

As doutoras Hanna Helena Mysiats e  Sophia Silversword, bem como o técnico Rafael Kim ficam durante todo o horário de trabalho, de 08:00 às 18:00 no ICB. Eventualmente as professoras se deslocam para outros departamentos e laboratórios, conforme as necessidades de suas pesquisas. O Técnico, raramente.


* assumam que os números das salas e laboratórios, os códigos e nomes de matérias e outros detalhes irrelevantes para o jogo estao incluídos.

Receberam ainda o quadro de horários para as matérias que eles mesmos faziam  (todas na FFLCH).

horarios de aulas de garous e parentes:


Portugués para Estrangeiros: Ariana, Adele, Edward, Klauss, Virgínia
Técnicas de Redação em Inglês: Ariana
Monstros no Folclore Universal: um estudo comparativo: Adele
História das Grandes Batalhas: Klauss

Horários de Aula de Jamile, Raul e Virna:
Jamile tem aulas na FFLCH de segunda, terça, quinta e sexta, das 19:30 às 23:00.

Raul tem aulas no Instituto de Matemática e Estatística – IME, de segunda, das 07:00 as 11:00, de quarta das 09:00 às 11:00 e 14:00 às 18:00 e de quinta das 13:00 às 15:00. No Instituto de Física de segunda, das 14:00 as 18:00. Na Engenharia Naval de terça, das 08:00 às 12:00. No Instituto de Química de terça das 14:00 às 18:00. Na Poli de sexta das 08:00 às 12:00. E na Engenharia Civil às sextas de 14:00 às 18:00.

Virna tem aula no IME às segundas e quintas, de 10:00 às 12:00. No Instituto Oceanográico – IO, de segunda de 14:00 às 16:00 e sexta de 08:00 às 12:00. No Instituto de Química, nas terças, de 10:00 às 12:00 e quartas, de 14:00 às 18:00. No Instituto Geológico de quarta, das 08:00 às 12:00. E na Medicina, de quinta, das 14:00 às 16:00.

Com bases nos horários de todos, Klauss já podia delinear sua estratégia.

Entre os papéis entregues por Lobo Negro também estava uma folha com as fotos dos integrantes da equipe da dra. Mysiats, que constavam do sistema de identificação da USP.
FOTOS DOS SUSPEITOS:

- Edward nos pediu que fizéssemos fotos dos alunos que estavam na Escola Politécnica. – Adele mostrou o álbum do celular com uma série de fotos e selfies cujo objetivo era retratar os alunos ao fundo. Era uma profusão de caras diversas. Dos três estudantes que Edward considerou suspeitos, só aparecia o loiro:

FOTO NA POLI:

Adele transmitiu ainda a informaçao dada por Aleksandr:

INFORMAÇÃO DADA POR ALEKSANDR:
A Dra. Mysiats é ucraniana e veio para o Brasil faz 6 anos, está recém-divorciada e tem uma filha de 4 anos. O ex-marido é brasileiro e está desaparecido. Ela provém de uma família de presas de prata muito tradicional e sem escândalos familiares.

A Dra. Sophia Silversword é parente e prima de Cristiano Lobo, que infectou os cavalos em Fonte Fria.  Ela nasceu em uma família rica, os Silversword, e foi considerada rebelde por nao ter seguido o destino de casar-se e dar filhotes aos garous. Rompeu com os pais para estudar medicina. Afastou-se da tribo e tem fama de ressentida.

Dr. Custódio Jaguaribe pode ter vindo de uma família uktena, Aleksandr vai confirmar.

Rafael Kim tem um sobrenome coreano e Aleksandr não tem nenhum registro de famílias desse país.

Aleksandr disse ainda que os outros suspeitos sao mais difíceis dele investigar pois eles têm sobrenomes muito comuns no Brasil. Nos registros dos presas de prata, ao menos, nao consta nenhum ramo dessas famílias.

Ele vai continuar procurando.

Virna disse:

- Eu perguntei para o pessoal do meu curso se alguém conhecia a Larissa, mentindo que me indicaram ela para dividir moradia. Dei sorte, encontrei um daqueles veteranos com a grade toda zoada que fez uma matéria de Estatística com ela. Disse que se me falaram para morar com ela só podia ser trote. Segundo ele, por uma inflexibilidade da Larissa eles não puderam mudar a data de uma prova que caía bem depois de um feriado. A turma inteira ficou com raiva dela. Também disse que na veterinária ninguém gosta dela porque é arrogante e não tem nenhuma piedade dos animais que eles usam de cobaias nas aulas. Ele resumiu dizendo que ela dá calafrios.



Última edição por Lua em Ter 1 Dez 2015 - 7:32, editado 3 vez(es) (Razão : Inclusão de Sophia Silversword na foto dos suspeitos; Inclusão das matérias que cada um faz. Horários de Aula de Jamile, Raul e Virna)


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.
avatar
Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1775
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Natalie em Seg 30 Nov 2015 - 18:04

-- …não pude deixar de perceber que estavam me olhando do outro lado do vidro… como sou recém chegada me sinto um pouco perdida e espero não estar fazendo nada de errado.


- De errado nada. – disse Lobo Negro falando baixo em garou– Também somos lobisomens e gostaríamos que você se apresentasse. Eu sou Lobo Negro, ragabash, fostern dos Garras Vermelhas e esta é Virgínia “Aurora da Esperança”, theurge cliath dos Filhos de Gaia. E você, quem é?

Esperaram que ela se apresentasse. Lobo Negro olhou para Virgínia, como pedindo que estivese atenta, e perguntou a Shaira:

- Estive seguindo você e não parece perdida, circulou bem pelo campus. Sei que é estudante, mas o que faz aqui como garou? O que você sabe sobre este lugar? E qual são duas intenções, além de estudar?

Virgínia ficou quieta, deixando Lobo Negro falar na frente, mas usando a Verdade de Gaia e Sentir a Wyrm para examinar a garou desconhecida, além de usar Sentidos Aguçados para marcar o cheiro, os sons e outras informações sensoriais dela.



*Ações*
- Falas
"Pensamentos"
avatar
Natalie
Filhos de Gaia
Filhos de Gaia

Mensagens : 792
Data de inscrição : 15/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Cetza em Seg 30 Nov 2015 - 19:13

Shaira aproximou-se deles e disse algo em um péssimo português (estou assumindo que foi nessa língua, pelo local cheio de gente) que Lobo Negro e Virgínia não entenderam. Então ele rosnou discretamente em garou para Shaira:
- Somos garous. Acompanhe-nos.
" Finalmente eles se apresentaram, espero que me aceitem entre eles..."

De errado nada. – disse Lobo Negro falando baixo em garou– Também somos lobisomens e gostaríamos que você se apresentasse. Eu sou Lobo Negro, ragabash, fostern dos Garras Vermelhas e esta é Virgínia “Aurora da Esperança”, theurge cliath dos Filhos de Gaia. E você, quem é?

Shaira parecia um pouco contida, pois muita coisa dependia daquele momento. A jovem inclinava levemente a cabeça em sinal de respeito e com um pequeno sorriso amigável no rosto a jovem se apresentava aos dois garou.

-- Me chamo Shaira Menefer, conhecida por Passos sobre Areia, nascida sobre a noite sem lua enquanto esta se escondia na escuridão ( Ragabash), sou uma Cliath dos Peregrinos Silenciosos... e é um prazer conhece-los.

Estive seguindo você e não parece perdida, circulou bem pelo campus. Sei que é estudante, mas o que faz aqui como garou? O que você sabe sobre este lugar? E qual são duas intenções, além de estudar?

Shaira suspirava, era difícil para ela lembrar dos tempos difíceis mas era seu dever levar as notícias e assim ela o fazia.

-- Como manda a tradição devo trazer notícias de longe... Há um grave conflito ocorrendo no norte da África e alguns Caern assim como garou foram mortos... minha família fora pega no conflito, fui salva por alguns garou mais experientes mas não tive a devida instrução... e por isso peço desculpas caso os tenha ofendido por não me apresentar antes. Vim ao Brasil para morar com uma parenta e ela me informou sobre vocês... Eu gostaria de ser aceita entre vocês e assim ter uma instrução normal como todos os garou... posso não ter tido uma educação formal, porém vi a guerra de perto e nada temo.

Shaira não queria parecer uma pedinte desgarrada mas era isso o que ela era... sem lar e sem uma alcateia Shaira se sentia isolada e perdida em nesse mundo.



Ação
Pensamento
Fala
avatar
Cetza

Mensagens : 695
Data de inscrição : 07/09/2015
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Klauss Krugger em Ter 1 Dez 2015 - 13:31

Bandejão


Fergus escreveu:-Pode ser que eu seja me apegado os estereótipos de nerd ligado a engenharia ambiental, mais não sei ao certo que um deles seja o cara...

--Assim que almoçarmos vemos o que cada um conseguiu...

-Raul vai arrumar problemas que continuar a perturbar a Adele

-- Com qualquer garota que eu colocar Raul para trabalhar junto vai acontecer isso... e tenho certeza... vai dar problema...

*Após a discussão sobre o tipo de alimentação e a forma de como o caern não interferia na Universidade e sobre grupinhos garou e parentes.*

-- Devo lembra-los do Véu??? Há mais pessoas por aqui que falam inglês sabiam disso? E outra coisa parem de falar sobre isso esquecem que aqui também é uma seita de senhores das sombras e eles tem ouvidos em todos os cantos... se o caern não interfere no tipo de alimentação e no funcionamento da USP não é problema nosso... agora acostumem-se a ideia... o único lugar do mundo onde vocês vão sentar numa rede ao lado de um ancião é Fonte Fria... vocês gostem ou não são assim que as coisas funcionam...

*Sento-me para comer e fico perdido em pensamento de como iria organizar o grupo de garou e parentes sem que se matem entre si de forma que a missão tenha sucesso.*

------------------------------------------------------------------

Quando Klauss saía do restaurante, Lobo Negro abordou-o, entregando-lhe a pasta com os horários e dizendo em voz baixa:

- A garota de véu é uma garou desconhecida na seita. Eu e Virgínia vamos verificar quem é ela, está bem? Encontramos com vocês daqui a pouco na reunião.

-- Vamos esperar vocês dois chegarem, pois vou precisar de sua ajuda em particular Lobo Negro.

*Chego a sala de reuniões e abro os papeis sobre a mesa e coloco as fotos em evidencia, vejo o celular de Adele.*

-- Acredito que vocês conseguiram encontrar Rafael Kim... a foto está um pouco desfocada, mas tenho quase certeza que é ele. Mas o mais interessante são as informações de Aleksandr, já sabemos de mais alguns parentes com grandes possibilidades de mais algum garou envolvido

- Eu perguntei para o pessoal do meu curso se alguém conhecia a Larissa, mentindo que me indicaram ela para dividir moradia. Dei sorte, encontrei um daqueles veteranos com a grade toda zoada que fez uma matéria de Estatística com ela. Disse que se me falaram para morar com ela só podia ser trote. Segundo ele, por uma inflexibilidade da Larissa eles não puderam mudar a data de uma prova que caía bem depois de um feriado. A turma inteira ficou com raiva dela. Também disse que na veterinária ninguém gosta dela porque é arrogante e não tem nenhuma piedade dos animais que eles usam de cobaias nas aulas. Ele resumiu dizendo que ela dá calafrios.

-- Outra que merece uma atenção em especial... bem vamos esperar Lobo Negro e Virginia para começarmos a definir quem vai atrás de quem... o conhecimento dele do território nos vai ser muito útil.


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger
avatar
Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2494
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Fergus-Kennedy em Ter 1 Dez 2015 - 15:19

Edward ficava pensando em tudo enquanto ia com o pessoal para a outra reunião, procurava não pensar na garota nessas horas mais parecia que pro outros os problemas pessoais realmente estavam interferindo. O escocês parecia está um pouco tranquilo com o horário, iria dar para usar o tempo para investigar

Klauss escreveu:-- Acredito que vocês conseguiram encontrar Rafael Kim... a foto está um pouco desfocada, mas tenho quase certeza que é ele. Mas o mais interessante são as informações de Aleksandr, já sabemos de mais alguns parentes com grandes possibilidades de mais algum garou envolvido

-Parece o Kim? esse cara me parece muito o suspeito que tentei seguir.. parece  com o Luiz. tentava olhar por cima do ombro de Adele a foto na pontas dos pés

- Outra que merece uma atenção em especial... bem vamos esperar Lobo Negro e Virginia para começarmos a definir quem vai atrás de quem... o conhecimento dele do território nos vai ser muito útil.

Edward olhava para os que estavam ali então se virava para Ariana tentando manter uma conversa em tom baixo entre eles

-Você tá bem?  não sou o cara certo para isso mais tente manter a calma ok precisamos manter todos unidos aqui para concluir  essa missão... não compreendo o mundo que você vive que muito diferente do meu mais vamos tentar manter a cabeça no lugar... quiser falar comigo estou atoa

Ed tentava ser mais sincero possível já que ela teve problema na noite anterior

[off: não me espanque Alexyus, a conversa é mais para esperar as novas ordens]


"Pensamentos"
-Falas
*Ações*




"I Hate My Life"

avatar
Fergus-Kennedy
Peregrinos Silenciosos
Peregrinos Silenciosos

Mensagens : 184
Data de inscrição : 15/09/2015
Idade : 26
Localização : RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Alexyus em Ter 1 Dez 2015 - 15:47

Edward olhava para os que estavam ali então se virava para Ariana tentando manter uma conversa em tom baixo entre eles

-Você tá bem? não sou o cara certo para isso mais tente manter a calma ok precisamos manter todos unidos aqui para concluir essa missão... não compreendo o mundo que você vive que muito diferente do meu mais vamos tentar manter a cabeça no lugar... quiser falar comigo estou atoa

Ed tentava ser mais sincero possível já que ela teve problema na noite anterior

Ariana não conhecia muito bem o escocês Edward, mas foi o único que não veio com gracinhas pra cima dela. Ela não se importava com as broncas de Klauss, e Raul era um completo idiota, mas mesmo Edward não entendia.

Ela acenou com a cabeça para Edward afirmativamente, e depois se virou para a rodinha, falando em voz discreta:

- Eu pesquisei sobre a Dandara Lima e acabei trombando no no Professor Custódio Jaguaribe. Ela é aluna de bacharelado dele. Ele estuda Etnologia e ensina Antropologia da Religião na graduaçao e Etnologia Ameríndia: Sistemas de Doença e de Cura, Música e Xamanismo na pós-graduaçao. Tive que escrever iso pra lembrar. Ele não é muito simpático. Foi só o que eu descobri até agora.
avatar
Alexyus
Presas de Prata
Presas de Prata

Mensagens : 1783
Data de inscrição : 14/09/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Klauss Krugger em Qua 2 Dez 2015 - 5:50

-Parece o Kim? esse cara me parece muito o suspeito que tentei seguir.. parece com o Luiz. tentava olhar por cima do ombro de Adele a foto na pontas dos pés

-- Er...(pigarro) isso, obrigado pela correção Edward... o Luiz... acabei confundindo...

- Eu pesquisei sobre a Dandara Lima e acabei trombando no no Professor Custódio Jaguaribe. Ela é aluna de bacharelado dele. Ele estuda Etnologia e ensina Antropologia da Religião na graduaçao e Etnologia Ameríndia: Sistemas de Doença e de Cura, Música e Xamanismo na pós-graduaçao. Tive que escrever iso pra lembrar. Ele não é muito simpático. Foi só o que eu descobri até agora.

- Eu pesquisei sobre a Dandara Lima e acabei trombando no no Professor Custódio Jaguaribe. Ela é aluna de bacharelado dele. Ele estuda Etnologia e ensina Antropologia da Religião na graduação e Etnologia Ameríndia: Sistemas de Doença e de Cura, Música e Xamanismo na pós-graduação. Tive que escrever iso pra lembrar. Ele não é muito simpático. Foi só o que eu descobri até agora.

-- Faz sentido sua área de atuação sendo parente dos uktena e mas sentido ainda ele estar ligado ao projeto do Antrax, no mínimo ficou curioso com o resultado da pesquisa em garou... parabéns Ariana...

*Olha para a porta a espera de Lobo Negro e Virginia para poder começar a distribuir os novos grupos de trabalho.*



Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger
avatar
Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2494
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Klauss Krugger em Qua 2 Dez 2015 - 6:36

*Pego uma folha de papel e começo a rabiscar os horários para não atrapalhar as aulas de ninguém.*

Larissa Mendes Barbosa tem aulas no  Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) de 8:00 as 19:00, às segundas, quartas e sextas e de 14:00 as 18:00 às terças e quintas. Nas manhas de terça e quinta (08:00 às 12:00) ela está no departamento de veterinária. Seus horários de iniciação científica são de segunda a sexta das 18:00 às 19:00 e de sexta das 08:00 às 09:00, sempre no ICB.

Segunda pela manha Edward e Ariana
Segunda Tarde Jamile
Seguir até a casa Klauss

Luiz Cavalcanti Rodrigues tem aulas na Escola Politécnica de 08:00 as 11:00 nas segundas-feiras e de 08:00 as 11:00  nas quintas; no departamento de Engenharia de Produção de 13:00 as 17:00 às quintas feiras; e no departamento de Engenharia Hidráulica de 07:30 às 14:00 às quartas e de 10:00 às 14:00 às sextas. O resto do tempo faz estágio na área de Gestão Ambiental no Instituto Butantã.
Segunda pela manhã --Klauss e Adele
Segunda a tarde -- Virna e Raul
Seguir até a casa -- Edward e Ariana

Dandara Lima tem aulas na FFLCH de segunda a quarta, das 19:30 às 23:00. Nas quintas feiras ela faz a disciplina Antropologia III de 14:00 às 18:00. Originalmente deveria ser às sextas de 19:30 às 23:00, mas ela conseguiu a mudança de horário alegando motivos religiosos por frequentar um culto de origem afro-brasileira nas sextas-feiras à noite. Durante o dia ela faz pesquisas de campo como bolsista do professor Custódio Jaguaribe em lugares diversos.
Segunda pela manhã  e tarde  descobrir o que ela faz nesse tempo livre --  Virginia e Lobo Negro e mais algum voluntário
Seguir até a casa -- Jamile e Virginia

-- Improvisem sempre que necessário, estamos investigando... os garou que possuem Sentir a Wyrm devem usa-lo sempre que sentir necessidade... caso alguém tenha o dom verdade de gaia também deve usa-lo sempre que achar oportuno... se acharem oportuno tentem se aproximar dos alvos buscar informações sobre o curso que estão fazendo e áreas de pesquisa... todos que temos algum antepassado garou famoso  devemos evitar usar nosso sobrenome verdadeiro afinal de contas  estamos lidando com parentes e possivelmente algum garou em quanto menos atenção chamarmos melhor... nos encontraremos na republica a meia noite para repassarmos informações e redistribuirmos os grupos de investigação para o outro dia, alguma duvida ou sugestão?


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger
avatar
Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2494
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIVERSIDADE DE LOBOS

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum