Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Lua em Seg 30 Maio 2016 - 23:55

Klauss acordou com sede.

Levantou-se do beliche e caminhou pelo corredor em direção à cozinha para tomar água. Estava escuro mas seus passos eram firmes: já conhecia a sede do Caern Fonte Fria o suficiente para sentir-se em casa.

Saia com um copo na mão quando viu, através da porta envidraçada, o líder Julián sentado na balaustrada da varanda. Vestia apenas um short e estava descalço; a pele moreno-avermelhado coberta de escarificações e cicatrizes e a atitude de espreita o transformavam no estereótipo do selvagem, pronto a lançar-se sobre um branco incauto.

Nada mais equivocado. Julián também viu Klauss e chamou-o à varanda com um sorriso.

- Você é muito novo para estar perdendo o sono. Deixe isso para os anciões. – brincou. Tinha o olhar um pouco turvo e Klauss viu em suas mãos um copo com um resto de líquido marrom.

- As plantas já não tem mais o que dizer. – disse Julián, vertendo cuidadosamente o conteúdo do copo em um dos vasos da varanda. Depois sussurrou à pequena poça formada:  De todos modos, gracias Yagé.

Voltando-se para Klauss falou:

- Então quem deveria viajar agora sou eu. Faz tempo que planejo uma viagem parecida à sua. No meu caso para fazer novos contatos e alianças e reforçar vínculos com os metamorfos. Aliado é igual amante, compadre– riu-se – Se você não aparece para dar uma vigiada e fazer um agrado… acaba com uma surpresa desagradável!

E pôs os dois indicadores na cabeça, como chifres. Não era estranho o tom informal do líder. Ele não escondia seu afeto por Klauss e nunca fora de protocolos.

A verdade é que Klauss sempre havia sido tratado com proximidade ali. A mudança para fostern, ele nem tinha sentido. Quando estava na seita, sempre acabava na companhia de garous de posto superiores, que o tratavam como igual. Trabalhava junto a Kamau e algumas vezes ganhara carta-branca dele para implementar mudanças. Em virtude disso, travara contato com a Guardiã da Terra, Agnella. Em outras ocasiões, Kamau ou mesmo Julián tinham mandado ordens aos fostern através dele. Sem falar nas conversas na varanda com o líder. E, como Klauss sempre era respeitoso com todos, a distinção de tratamento não melindrava ninguém.

Mas havia algo mais. O êxito nas recentes missões lhe conferira uma reputação incomum para sua idade. Ninguém mais o tratava como um garoto e o acesso a um novo posto já surgia no horizonte. A única mancha nessa trajetória era o afastamento da missão na USP.

- Passou da hora de eu tranquilizar meus aliados sobre a chegada dos presas de prata. – prosseguia Julián – Os bastet já estão tramando alguma coisa e se eu não descubro o que e quem, isso lançara suspeita sobre todos os metamorfos. O pouco de boa vontade dos garous que eu conquistei para eles irá por água abaixo. E minha própria reputação estará em jogo.


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1732
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Klauss Krugger em Qua 1 Jun 2016 - 8:39

*Após beber e devolver o copo a seu devido lugar vejo Julian acenando, abro a porta da varanda respiro o ar gelido da noite sentindo-me renovado, nem sequer precisaria voltar a dormir, saio da casa da mesma maneira que estava dormindo de calção e descalço, piso na grama sentindo o orvalho entre meus dedos e caminho até Julian.*

- Você é muito novo para estar perdendo o sono. Deixe isso para os anciões.

-- Não estou perdendo o sono Julian-rya, normalmente treino até a exaustão e quando estou descansado acordo, hoje foi a sede que me despertou... já os mais novos devem estar mortos de cansaço mesmo, ontem foi o dia de Amanda e Dimitri treinarem comigo

- As plantas já não tem mais o que dizer. – disse Julián, vertendo cuidadosamente o conteúdo do copo em um dos vasos da varanda. Depois sussurrou à pequena poça formada: De todos modos, gracias Yagé.

-- Um dia tem que me ensinar sobre as plantas daqui e quais seus efeitos...

- Então quem deveria viajar agora sou eu. Faz tempo que planejo uma viagem parecida à sua. No meu caso para fazer novos contatos e alianças e reforçar vínculos com os metamorfos. Aliado é igual amante, compadre… – riu-se – Se você não aparece para dar uma vigiada e fazer um agrado… acaba com uma surpresa desagradável!

*Não contenho o sorriso principalmente por achar a cena de Julian sendo corno um tanto quanto comica.*

- Passou da hora de eu tranquilizar meus aliados sobre a chegada dos presas de prata. – prosseguia Julián – Os bastet já estão tramando alguma coisa e se eu não descubro o que e quem, isso lançara suspeita sobre todos os metamorfos. O pouco de boa vontade dos garous que eu conquistei para eles irá por água abaixo. E minha própria reputação estará em jogo.

-- Também penso dessa forma Julian-rya, mas pelo que vi de Caetano e conheço de Silas acredito que eles são cartas fora do baralho, o mesmo digo de Inae, ouvi falar de outra bastet proxima a Caetano, mas como dizem que ela é um dos maiores segredos dos bastet acredito que também não seja ela... mas o seu totem disse com clareza... há outros gatos... talvez um bastet que nem você conheça, caso queira eu mesmo posso rastrear esse bastet já conheço bem a região e acredito que tenho uma vantagem estratégica nesse ponto, quanto a você viajar para rever seus aliados vejo como complicado, sua saida mesmo que por pouco tempo pode acabar com esse equilibrio do caern, pra mim você é o pilar principal de Fonte Fria e a paz que conquistou com os metamorfos podem estar gravemente comprometida com sua saida, *sorrio* um peregrino silencioso criando raízes... quem iria imaginar.


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger

Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2537
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Lua em Qui 2 Jun 2016 - 17:24

-- Não estou perdendo o sono Julian-rya, normalmente treino até a exaustão e quando estou descansado acordo, hoje foi a sede que me despertou... já os mais novos devem estar mortos de cansaço mesmo, ontem foi o dia de Amanda e Dimitri treinarem comigo.


Julián sorriu satisfeito. Os cliaths estavam se beneficiando muito com a experiência mais ampla de Klauss.


-- Um dia tem que me ensinar sobre as plantas daqui e quais seus efeitos...


- Quando queira, hijo.


-- Também penso dessa forma Julian-rya, mas pelo que vi de Caetano e conheço de Silas acredito que eles são cartas fora do baralho, o mesmo digo de Inae, ouvi falar de outra bastet proxima a Caetano, mas como dizem que ela é um dos maiores segredos dos bastet acredito que também não seja ela... mas o seu totem disse com clareza... há outros gatos... talvez um bastet que nem você conheça, caso queira eu mesmo posso rastrear esse bastet já conheço bem a região e acredito que tenho uma vantagem estratégica nesse ponto, quanto a você viajar para rever seus aliados vejo como complicado, sua saida mesmo que por pouco tempo pode acabar com esse equilibrio do caern, pra mim você é o pilar principal de Fonte Fria e a paz que conquistou com os metamorfos podem estar gravemente comprometida com sua saida, *sorrio* um peregrino silencioso criando raízes... quem iria imaginar.


- Esse é o ponto. – respondeu Julián – Estou há muito tempo sem viajar, o que vai contra minha natureza e, de certo modo, significa escapar de uma sina. Isso não é bom. Eu deixaria tranquilamente o caern nas mãos de Anton para fazer diplomacia com as feras. É algo fundamental e urgente. Mas nesse momento, com tantas ameaças ao caern, não vejo como.

Por um instante observou Klauss, sorrindo. Então continuou:

- Você se interessa e entende bem as forças que regem a seita e a região. Gosto disso.  Os ahrouns têm uma autoridade inata mas para ser um bom líder é necessário também compreender os garous e saber fazer política. E vejo que você progride rápido também nessas áreas. Eu penso o mesmo, o  traidor é um gato desconhecido. Quanto a rastreá-lo…

Interrompeu sua fala pois ambos viram que das sombras saía um vulto. Era Anton, que vinha na direção deles.

- Ah, parece que é verdade que somos seres noturnos. – brincou Julián – Que foi, Ton, brigou com a Manuela?

Anton balançou a cabeça negativamente e disse, sério:

-  Estava até agora falando com Formiga de Hardware, via computador. Os problemas na USP LESTE regressaram. Que conveniente, não? A paz durou o tempo justo de afastar os garous estrangeiros da investigação e deixar a poeira baixar.

- Bem, que  os Senhores das Sombras manobram para desestabilizar a seita já sabemos. - respondeu Julián -Virna me disse que o próprio Zimbar comentou isso com nosso amigo aqui, não é mesmo Klauss? Mas Zimbar recusou sua oferta de ajuda.

- No fundo eles temem a ajuda externa. Sabem que estão perdendo o controle e estão com medo, ou orgulho ferido, mas isso só piora as coisas para os andarilhos e Zimbar. Ouça o que eu digo, eles vão acabar perdendo o caern… e não para os Senhores das Sombras. Tudo lá é impregnado de Weaver. Até mesmo a imobilidade e apatia deles me parecem suspeitas. É uma pena. Em outros tempos minha tribo tomaria o caern para por ordem nas coisas.

Julián trocou um olhar com Klauss mas não disse nada.

- Eu interviria, ao menos. É meu dever como presa de prata. – prosseguiu Anton –O  problema é que temos várias ameaças ao nosso próprio caern no momento. Conseguiu alguma coisa de Silas?

- Ele diz a verdade, é fiel à seita e a defenderá. Mas esconde algo. Nunca se consegue extrair tudo de um gato. Nem mesmo eu.

- Pois a minha confiança nos bastet acabou. Ok manter a paz mas eu os deixaria afastados da seita. E eliminaria Silas e Rubens. Sei que é duro mas eles agora são uma ameaça: não são garous e conhecem bem o caern e seu funcionamento. Você ouviu o totem, Julián, está sendo ingênuo ao confiar tanto nas feras. Se pressionadas, a fidelidade delas será à sua própria espécie, o que é natural. Klauss, que anda dando instruções ao nosso “grande” Vigia, deve concordar comigo, não?

- Isso detonaria uma guerra.– respondeu Julián – E inutilmente, pois os balam são confiáveis. Quanto a Rubens, ele não tem nada a ver com a história, sua morte só serviria para destruir o equilíbrio duramente alcançado com os… com os “Calados”, você  sabe…  Se queremos proteger Gaia efetivamente, em vez de só ficar apagando incêndios, temos que unir força com as feras. Mas de verdade, não achando que podemos reuuni-los e dar-lhes ordens como se fossem garous e sim nos seus  próprios termos, entendendo como pensam. Foi o que o totem quis dizer.. Eles desejam o mesmo que nós, tê-los como inimigos em vez de aliados é um erro estratégico.

Anton sorriu, chacoalhando a cabeça negativamente. Depois segurou Julián amistosamente pelos ombros, aproximou seu rosto do dele e, olhando em seus olhos, disse:

- Meu velho, eu vou te dizer o que é estratégico. Temos um caern vizinho ao nosso com a seita desmoronando, incapaz de deter cientistas que cultivam uma bactéria capaz de matar garous e parentes. Em setembro teremos, ou teríamos, um ritual que reune muita gente aqui e eles já tentaram testar essa porcaria em nós antes. E mais, se isso parar nas mãos da Pentex será uma desgraça ao nível mundial. Isto é importante. O problema com os bastet deve ser resolvido rápido, cortando pela raiz. Eu vou fazer o que você ordenar, claro, você é o líder, mas acho que devemos intervir em Serpente do Brejo.


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1732
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Klauss Krugger em Sex 3 Jun 2016 - 9:00

- Esse é o ponto. – respondeu Julián – Estou há muito tempo sem viajar, o que vai contra minha natureza e, de certo modo, significa escapar de uma sina. Isso não é bom. Eu deixaria tranquilamente o caern nas mãos de Anton para fazer diplomacia com as feras. É algo fundamental e urgente. Mas nesse momento, com tantas ameaças ao caern, não vejo como.

Por um instante observou Klauss, sorrindo. Então continuou:

- Você se interessa e entende bem as forças que regem a seita e a região. Gosto disso.  Os ahrouns têm uma autoridade inata mas para ser um bom líder é necessário também compreender os garous e saber fazer política. E vejo que você progride rápido também nessas áreas. Eu penso o mesmo, o  traidor é um gato desconhecido. Quanto a rastreá-lo…

-- Parece que está no sangue Julian-rya... *comento rapidamente antes que Anton se aproxime mais*

*Espero a conversa entre eles e então continuo.*

-- Concordo com ambos... se me permitem dizer... Anton-rya está certo as defesas de Fonte Fria são as mais vulneráveis que ja vi em qualquer outro caern por isso sempre que posso ajudo Kamau com melhorias *faço o comentário mesmo sabendo que Anton era o antigo vigia*, não há nem sequer uma defesa fisica que possa ao menos atrapalhar o avanço de inimigos em uma possível invasão e o principal ponto que  vejo, a defesa em sua boa parte são feitas por crianças e por garous que dificilmente sairiam vivos de um combate de verdade eles tem evoluido muito... mas... o ponto é que até agora tivemos sempre muita sorte em todas as tentativas de incursão, sem contar que o trabalho de contra-inteligencia tem sido efetivo até agora... mas eu pergunto até quando?  E concordo com Julyan-rya qualquer ato mal planejado contra os balam pode desencadear uma guerra sem necessidade, como Cria de Fenris, vejo os balam como soldados uteis e que não devem ser desperdiçados principalmente se até agora nenhum deles deu motivos para uma retaliação, vejo que a incursão de Inae por exemplo como movida pela curiosidade inata dos gatos, eu mesmo já estive em territorio balam e se você demonstra o respeito que eles merecem tem de tudo para receber o merecido respeito. Quanto a Serpente do Brejo o que aconteceu por lá ainda é pedra no meu sapato... sinto que poderia ter feito muito mais por aquela seita e sendo bem sincero, gostaria de ter uma nova chance de descobrir o que realmente está acontecendo naquele caern e se for o caso gostaria de dar um fim a todos os desgraçados que criaram essa bactéria, saber que há pessoas queridas por nós frequentando aquele caern com a possibilidade do pior acontecer a qualquer minuto... *olho para Julyan.* Julyan-rya, me permita voltar a USP, eu invento qualquer desculpa para estar por lá, não que isso seja muito dificil afinal de contas Virna está lá, sei que já me ofereci para rastrear o bastet que vai tentar bisbilhotar por aqui, mas eu gostaria realmente de tentar ajuda-los, afinal de contas se fortalecermos Serpente do Brejo, Fonte Fria se fortalecerá junto dele.




Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger

Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2537
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Lua em Sab 4 Jun 2016 - 13:25

-- Concordo com ambos... se me permitem dizer... Anton-rya está certo as defesas de Fonte Fria são as mais vulneráveis que ja vi em qualquer outro caern por isso sempre que posso ajudo Kamau com melhorias *faço o comentário mesmo sabendo que Anton era o antigo vigia*, não há nem sequer uma defesa fisica que possa ao menos atrapalhar o avanço de inimigos em uma possível invasão e o principal ponto que  vejo, a defesa em sua boa parte são feitas por crianças e por garous que dificilmente sairiam vivos de um combate de verdade eles tem evoluido muito... mas... o ponto é que até agora tivemos sempre muita sorte em todas as tentativas de incursão, sem contar que o trabalho de contra-inteligencia tem sido efetivo até agora... mas eu pergunto até quando?


Klauss viu a fúria chispar nos olhos de Anton, enquanto Julián soltava uma gargalhada, divertido com sua ousadia.

Anton controlou-se e disse com a costumeira polidez.

-Filho, acho que você está confundindo rondas com defesa e tomando toda a seita pelo par de cliaths que conhece. Mas não é culpa sua, é só mais uma mostra da inépcia de Kamau, que lhe permite implementar mudanças antes de conhecer melhor o caern. – respirou profundamente e acrescentou - Até agora temos conseguido manter os inimigos fora. Só espero que com essas novidades improvisadas continuemos assim.

- E eu acho que todos ganharíamos se você ajudasse Kamau, se desconfia de sua capacidade. - interveio Julián - Somos poucos e nos faltam ahrouns. Basta já de rivalidades.


E concordo com Julyan-rya qualquer ato mal planejado contra os balam pode desencadear uma guerra sem necessidade, (…) vejo que a incursão de Inae por exemplo como movida pela curiosidade inata dos gatos, eu mesmo já estive em territorio balam e se você demonstra o respeito que eles merecem tem de tudo para receber o merecido respeito.


- Sim, Klauss. - disse Julián - Mas é meu dever alertá-lo para o que disse o totem: há gatos e gatos. Caetano é um balam honrado e confiável mas, sim, há bastets hijo ‘e putas, não vou lhe enganar. Inaê é um exemplo. Salvei sua vida mas ela não é respeitada nem entre os gatos. Sempre tivemos problema com os pumonca, os homens-puma.

Perdeu o olhar nas sombras  que ocultavam o horizonte. Depois prosseguiu:

- Mas, voltemos ao tema. Concordo com você, Ton. Os problemas de Serpente do Brejo nos afetam e são prioritários em relação aos bastet.


(…) o que aconteceu por lá ainda é pedra no meu sapato... sinto que poderia ter feito muito mais por aquela seita e sendo bem sincero, gostaria de ter uma nova chance de descobrir o que realmente está acontecendo naquele caern e se for o caso gostaria de dar um fim a todos os desgraçados que criaram essa bactéria, saber que há pessoas queridas por nós frequentando aquele caern com a possibilidade do pior acontecer a qualquer minuto... *olho para Julyan.* Julyan-rya, me permita voltar a USP, eu invento qualquer desculpa para estar por lá, não que isso seja muito dificil afinal de contas Virna está lá, sei que já me ofereci para rastrear o bastet que vai tentar bisbilhotar por aqui, mas eu gostaria realmente de tentar ajuda-los, afinal de contas se fortalecermos Serpente do Brejo, Fonte Fria se fortalecerá junto dele.


Anton e Julián se entreolharam e sorriram.

- Você resolve tudo, não é mesmo? – disse Julián, fingindo golpear o queixo de Klauss.

- Desculpe, Klauss, mas acho que é um trabalho para alguém mais experiente. – falou Anton. Depois, dirigindo-se a Julián, acrescentou:

- Serpente do Brejo tem muitos problemas. Precisam de um sucessor para Zimbar, fortalecer e, talvez, renovar os líderes Andarilhos do Asfalto, afastar a praga de Senhores das Sombras, etc. É muito para nós e Fonseca poderia alardear para outros anciões que estamos nos metendo em sua seita e nos complicar. Inimistar com eles não nos interessa. Mas… sabemos que a equipe da dra. Misyats está atuando fora da USP. Talvez não muito longe, mas fora. Aí podemos agir. Precisamos de um assassino preciso, que execute a equipe toda, antes que USP saiba e queira meter-se, e sem deixar escapar ninguém com amostras da bactéria. É para, no mínimo, um adren.

- Ou alguém em vias de sê-lo – disse Julián – Klauss já tem conquistas suficientes para ser adren. Eu acho que ele dá conta.

Anton balançou a cabeça em negação, várias vezes.

- Ele mal ascendeu a fostern. Desculpe, mas renome não é tudo. Por mais impressionante que seja seu retrospecto, não se trata de uma tarefa para ver se é digno do novo posto mas de uma ação realmente perigosa, com um agente de destruição em massa em jogo…

- Bem… - disse Julián cruzando os braços e fitando Klauss – Eu acho que ele é capaz. Se você acha que não mas ele também acredita que pode… então ja temos um desafio, não é mesmo? Que lhe parece, Klauss?


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1732
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Klauss Krugger em Seg 6 Jun 2016 - 17:45

-Filho, acho que você está confundindo rondas com defesa e tomando toda a seita pelo par de cliaths que conhece. Mas não é culpa sua, é só mais uma mostra da inépcia de Kamau, que lhe permite implementar mudanças antes de conhecer melhor o caern. – respirou profundamente e acrescentou - Até agora temos conseguido manter os inimigos fora. Só espero que com essas novidades improvisadas continuemos assim.

- E eu acho que todos ganharíamos se você ajudasse Kamau, se desconfia de sua capacidade. - interveio Julián - Somos poucos e nos faltam ahrouns. Basta já de rivalidades.

--Perdoe-me Anton-rya , as vezes falo demais sem medir as palavras... é fruto do sangue Cria de Fenris... até agora as minhas sugestões tem sido aprovadas por Kamau e por Julian-rya, afinal de contas sou apenas um visitante... não possuo laços com Fonte Fria, apesar de gostar imensamente deste lugar, o que faço é pra pagar um pouco da hospitalidade que sempre me oferecem, tanto no caern quanto trabalhando no haras.

- Sim, Klauss. - disse Julián - Mas é meu dever alertá-lo para o que disse o totem: há gatos e gatos. Caetano é um balam honrado e confiável mas, sim, há bastets hijo ‘e putas, não vou lhe enganar. Inaê é um exemplo. Salvei sua vida mas ela não é respeitada nem entre os gatos. Sempre tivemos problema com os pumonca, os homens-puma.

*Ameaço um sorriso.*

-- Todos temos nossos senhores das sombras... minha matilha ruiu justamente após a entrada de um senhor das sombras... Vicenzo Canção das Trevas... até onde sei o senhor o conhece Anton-rya, ele e Joe Foco Sobre a Crise, conheceram o senhor na Asia, pelo menos foi o que Joe me contou na ultima vez que o vi os outros membros não sei o rumo que tomaram... tiro Certo, Mitzuki... Gabriela, mas isso não vem ao caso... os Vigias Sorrateiros não existem mais.

Você resolve tudo, não é mesmo? – disse Julián, fingindo golpear o queixo de Klauss.

- Desculpe, Klauss, mas acho que é um trabalho para alguém mais experiente. – falou Anton. Depois, dirigindo-se a Julián, acrescentou:

- Serpente do Brejo tem muitos problemas. Precisam de um sucessor para Zimbar, fortalecer e, talvez, renovar os líderes Andarilhos do Asfalto, afastar a praga de Senhores das Sombras, etc. É muito para nós e Fonseca poderia alardear para outros anciões que estamos nos metendo em sua seita e nos complicar. Inimistar com eles não nos interessa. Mas… sabemos que a equipe da dra. Misyats está atuando fora da USP. Talvez não muito longe, mas fora. Aí podemos agir. Precisamos de um assassino preciso, que execute a equipe toda, antes que USP saiba e queira meter-se, e sem deixar escapar ninguém com amostras da bactéria. É para, no mínimo, um adren.

- Ou alguém em vias de sê-lo – disse Julián – Klauss já tem conquistas suficientes para ser adren. Eu acho que ele dá conta.

Anton balançou a cabeça em negação, várias vezes.

- Ele mal ascendeu a fostern. Desculpe, mas renome não é tudo. Por mais impressionante que seja seu retrospecto, não se trata de uma tarefa para ver se é digno do novo posto mas de uma ação realmente perigosa, com um agente de destruição em massa em jogo…

- Bem… - disse Julián cruzando os braços e fitando Klauss – Eu acho que ele é capaz. Se você acha que não mas ele também acredita que pode… então ja temos um desafio, não é mesmo? Que lhe parece, Klauss?

--E quem melhor do que um Cria de Fenris para assassinatos? Sem contar que qualquer outro que enviem de Fonte Fria vai atrair a atenção a vocês... eu sou apenas um garou sem caern, fui visto e visitei uma grande quantidade de caerns no sul do país, sem contar que tenho motivo para ir para Serpente do Brejo, tenho uma namorada e um grande desejo de ferrar os membros da equipe de Misiats. Caso eu seja capturado ou mesmo morto as atenções serão jogadas em cima do fostern que falhou em uma missão e agora busca vingança e não nos lideres de Fonte Fria. O que os senhores tem a perder não é mesmo? Se não tenho sua confiança Anton-rya dê-me ao menos o beneficio da duvida e não irei decepciona-lo


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger

Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2537
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Lua em Ter 7 Jun 2016 - 16:12

--Perdoe-me Anton-rya , as vezes falo demais sem medir as palavras... é fruto do sangue Cria de Fenris... até agora as minhas sugestões tem sido aprovadas por Kamau e por Julian-rya, afinal de contas sou apenas um visitante... não possuo laços com Fonte Fria, apesar de gostar imensamente deste lugar, o que faço é pra pagar um pouco da hospitalidade que sempre me oferecem, tanto no caern quanto trabalhando no haras.


Anton ouviu as palavras de Klauss com a altivez costumeira dos presas de prata. Julián falou com firmeza.

- Klauss tem razão. As melhoras que ele e Kamau fizeram foram discutidas comigo antes.

Anton não respondeu, compreendendo que o líder queria dizer que o assunto não lhe incumbia. A expressão de fúria contida permanecia em seu rosto, no entanto.


-- Todos temos nossos senhores das sombras... minha matilha ruiu justamente após a entrada de um senhor das sombras... Vicenzo Canção das Trevas... até onde sei o senhor o conhece Anton-rya, ele e Joe Foco Sobre a Crise, conheceram o senhor na Asia, pelo menos foi o que Joe me contou na ultima vez que o vi os outros membros não sei o rumo que tomaram... tiro Certo, Mitzuki... Gabriela, mas isso não vem ao caso... os Vigias Sorrateiros não existem mais.


A fisionomia de Anton abrandou-se.

- Sim…. Vicenzo e Joe… lembro-me deles. Não eram maus garotos. Joe estava influenciado por Vicenzo mas foi bastante útil como theurge.

- Gabriela?.... Gabriela?… – murmurou Julián para si mesmo.

- Eu tentei me aproximar de Vicenzo. – prosseguiu Anton – Não odeio os senhores das sombras. Minha esposa é parente da tribo. Mas acho que Vicenzo estava convencido de que tinha que boicotar e desunir apenas por ser um senhor das sombras, o que é uma pena. Sinto muito pela perda de sua matilha Klauss. Eu…

Então ambos notaram que Julián mal continha o riso.

- O que é isso, Sobre las Nubes? – irritou-se Anton- Está louco?

- Não, desculpem-me. É que eu lembro dessa Gabriella! Foi a parentezinha que, quando Cristiano morreu, perguntou na minha cara se o caern não tinha vigilância, um “espírito da câmara de vídeo ou um cavalo umbral espião”, hahahha. E você aí melindrado com Justiça de Prata.

Julián limpou as lágrimas dos cantos dos olhos e acrescentou:

- Agora você já sabe, Klauss: só parentes bonitas podem questinar nossas defesas.

Anton não teve outro remédio que rir também e o clima se desanuviou. Então voltaram aos assuntos sérios.


--E quem melhor do que um Cria de Fenris para assassinatos? Sem contar que qualquer outro que enviem de Fonte Fria vai atrair a atenção a vocês... eu sou apenas um garou sem caern, fui visto e visitei uma grande quantidade de caerns no sul do país, sem contar que tenho motivo para ir para Serpente do Brejo, tenho uma namorada e um grande desejo de ferrar os membros da equipe de Misiats. Caso eu seja capturado ou mesmo morto as atenções serão jogadas em cima do fostern que falhou em uma missão e agora busca vingança e não nos lideres de Fonte Fria. O que os senhores tem a perder não é mesmo? Se não tenho sua confiança Anton-rya dê-me ao menos o beneficio da duvida e não irei decepciona-lo.


Anton suspirou, olhou para Julián com um ar de desaprovação, depois para Klauss e disse:

- Está bem. Formalizamos o desafio na assembléia de amanhã.

***********

Na manhã seguinte à assembléia, Julián partiu em missão diplomática. Antes se despediu de Klauss.

- Confio muito em você, Justiça de Prata. Tenho certeza que ao meu regresso o encontrarei como adren. E que não tardará o dia em que nos trataremos de –yuf. Até a vista, amigo meu.


OFF. O próximo post vem com muita informação por isso postei esta parte adiantado, mesmo não tendo muita importância.


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1732
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Klauss Krugger em Qua 8 Jun 2016 - 8:21

*A conversa continuava seria até chegar tocar no nome de Gabriela e Julyan relembrar a cena dela questionando as defesas do caern e os ânimos se renovarem, apesar do jeito de Gabriela ela sempre encontrava o melhor caminho para resolver as coisas, mesmo que sem querer.*

Anton suspirou, olhou para Julián com um ar de desaprovação, depois para Klauss e disse:

- Está bem. Formalizamos o desafio na assembléia de amanhã.

-- Agradeço o voto de confiança Anton-rya, não os decepcionarei.


-----------------------------

Na manhã seguinte à assembléia, Julián partiu em missão diplomática. Antes se despediu de Klauss.

- Confio muito em você, Justiça de Prata. Tenho certeza que ao meu regresso o encontrarei como adren. E que não tardará o dia em que nos trataremos de –yuf. Até a vista, amigo meu.

-- Faça uma boa viagem Sobre las Nubes-rya espero sinceramente que tenha sucesso em sua empreitada. E agradeço novamente a confiança que deposita em mim.

*No restante do dia faço minhas atribuições no caern e no auxilio a manutenção do haras e próximo ao fim da tarde abasteço a moto e preparo a mochila, revejo o dinheiro que ainda tenho guardado, não pretendia ficar na republica dos demais, afinal de contas não queria chamar a atenção para eles e me preparo para a Assembléia.*


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger

Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2537
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Lua em Ter 14 Jun 2016 - 16:15

Após as despedidas, Anton chamou Klauss para um sala da sede que funcionava como escritório e sala de estudos para os mais novos. Sentaram-se a uma mesa e o ancião começou a falar:

- Antes de mais nada, Klauss. Saiba que você nunca terá que “pagar” por nossa hospitalidade. Você nos ajudou a desvendar a morte de Cristiano, a salvar o filhote de Estêvão e estamos muito gratos. Sei que você gosta de ajudar mas, independente disso, sempre será bem-vindo entre nós.

Agora vamos falar da missão. Como eu disse no ritual, fizemos um exitoso trabalho de investigação sobre a dra. Misyats e sua equipe. Começou comigo, pois me chamou a atenção que seu sobrenome fosse o mesmo de um irmão de matilha meu, Oleg. Quando fui à Rússia conhecer o noivo de Britany, entrei em contato com ele e levantei alguns dados interessantes. Depois nos ajudaram Virna e Raúl, atraindo a atenção da seita para si mesmos enquanto nossa melhor ragabash, Monalisa, se infiltrava entre os estudantes para investigar de dentro da universidade. Estêvão e Formiga de Hardware hackearam redes e bases de dados da USP e Laura decifrou o caderno de notas que foi encontrado na casa de Cristiano com seu conhecimento científico. Até mesmo Aretha nos ajudou com algumas informações externas, ainda que não lhe tenhamos contado tudo sobre a investigação, por razões óbvias.

Bem, vou tentar passar-lhe apenas os dados relevantes para sua missão.

Informações sobre a missão:
A dra. Misyats há anos contatou seitas na Rússia e na Ucrânia com um projeto de desenvolver um antraz modificado para atingir garous com a intenção de exterminar Dançarinos da Espiral Negra. Obviamente a idéia foi rejeitada por absurda e perigosa.

Mais tarde ela se casou com um homem vindo de uma comunidade de parentes presas de prata de origem ucraniana, no sul do Brasil. Isso lhe deve ter dado a idéia de retomar o projeto aqui. O homem está desaparecido e acreditamos que foi executado. A filha que tiveram juntos também sumiu, talvez como medidade de proteção.

A dra. Misyats é uma garou presas de prata, philodox, de posto 3 e, como você pode imaginar, não está… hum… exatamente, equilibrada, por assim dizer. Como bem falou Alain no ritual, nossa tribo exige de seus membros honra e heroismo exemplares. Fazemos coisas grandiosas e nossos erros são proporcionais…


Anton suspirou.

- Bem, uma vez na USP a dra. Misyats conheceu uma parente presa de prata, a dra. Silversword, prima de nosso “querido” Cristiano. Quando jovem, Silversword rebelou-se contra a nobre missão dada por Gaia de gerar os filhos de um garou para tornar-se cientista. É uma egoísta ressentida com a tribo.

Sabemos que as duas fizeram experimentos com antraz, chegando a inoculá-lo na pele da dra. Misyats sem resultado. Faltava, claro, o componente espiritual para que infectasse um garou.

Nesse ponto entra o prof. Custódio Jaguaribe e sua aluna Dandara Lima.

Custódio é um renomado antropólogo com especialização na cultura ameríndia, seus rituais e métidos de cura. No entanto, a partir do momento em que travou contato com as dras. Misyats e Silversword, sua pesquisas e investigações se dirigiram aos rituais de origem africana. Nisso certamente foi ajudado por Dandara, que é praticante de uma religião afro-brasileira. Ambos são parentes uktena.

No fim das contas, tudo aponta para que foi um ritual da tradição africana, usado para transferir uma doença de uma pessoa afetada para um animal saudável, curando a pessoa e adoecendo o animal, o que permitiu infectar um garou a partir de um ser humano enfermo de antraz.

Temos registros de desaparecimento de moradores de rua nesse período. Dandara provavelmente valeu-se de ser um membro de ong para acessar esses moradores. Sabemos que, vários meses antes, a dra. Misyats esteve procurando insistentemente por filhotes impuros para “adotar” entre os Filhos de Gaia. Segundo Laura, os pequenos impuros seriam ideais para estas pesquisas pois são menores, fáceis de manter em cativeiro e, embora resistentes como todo crinos, ainda assim são mais vulneráveis ao patógeno do que garous adultos. Nos bebês métis a bactéria seria estabilizada, fortalecida e replicada para posterior infecção de adultos.

Quanto a Larissa, ninguém na seita sabia que era garou antes do episódio da boate. Mas, pelo frenesi, sabemos que é. Talvez a equipe a tenha coaptado assim que sofreu a Mudança e deturpado sua educação para que os ajudasse, já que estuda veterinária. Segundo as anotações de Cristiano, ela era quem cuidava dos bebês impuros.

Também pode ser que ela tenha se desgarrado dos andarilhos do asfalto pois alguns de seus comportamentos parecem indicar que pertence, ou teve contato, com a tribo. De qualquer forma, é uma garou, filhote ou, no máximo, posto 1.

Quanto ao técnico Rafael Kin, tenha cuidado com ele,  pois Estêvão suspeita tratar-se de um drone. O que seria mais uma prova de que a Weaver domina essa equipe. Não há evidências de ação da Wyrm… por enquanto. Não conseguimos fazer uma ligação consistente entre o frasco de vacina viva da Magadon encontrada no haras e o trabalho da equipe. Mas é claro que um agente desses não tardará a atrair a atenção de lacaios da Wyrm.

Finalmente entra Luiz. Nos registros da USP há várias passagens suas por atendimento psicológico e um tratamento psiquiátrico abandonado. Por sua reação quando atacou Edward e Ariana e outros fatores, acreditamos que é um humano normal, que racionaliza o que vê. Em sua casa há livros e livros sobre seres sobrenaturais e também extra-terrestres. Deve estar buscando uma explicação.

Assim, Luiz seria uma espécie de “inocente útil” cuja função foi adaptar instalações para o cultivo em larga escala do antraz modficicado, ou antrazM como aparece no caderno de Cristiano.  Para isso foi fundamental sua formação como Engenheiro Ambiental e o estágio que faz no Instituto Butatan, cujo complexo bio-industrial é uma boa inspiração para as intalações de cultivo em massa.

Por outro lado, a fazenda do Instituto que Luiz visitou tem cavalos suficientes para que ele desvie alguns para seus estudos. Os cavalos serviriam para a produção de um soro antídoto. Talvez tenha sido este tipo de experimento o que Cristiano fazia em nosso haras. Ou talvez fossem planos mais maquiavélicos, uma vez que ele sabia que vendemos nossos animais a outros garous, sobretudo presas de prata, por serem selecionados e ensinados para superar o terror que lhes inspiramos instintivamente. Os cavalos poderiam ser usados como "vetor" da doença, sem apresentar sintomas, segundo Laura.


Anton levantou-se e foi até um armário de escritório, de onde tirou uma planta arquitetônica, abrindo-a diante de Klauss que, imediatamente, reconheceu-a. Era uma cópia da que vira na casa de Luiz.

planta:

- Bem, aqui temos o ítem principal para sua missão, Klauss. Esta é a planta do que provavelmente foi um hospital e que Luiz adaptou para o cultivo do antrazM e produção de seus esporos assassinos. Seguramente foi onde mantiveram Shaira em cativeiro. Formiga está fazendo buscas por edifícios semelhantes nas redondezas da USP neste momento, e nos avisará quando encontre algo.

Há várias entradase sua estratégia deve contemplar por qual entrará no prédio. Apesar de haver indicações de escadas e elevadores, segundo Laura, no piso inferior está todo o necessário para o cultivo do Bacillus antracis. Nos andares superiores estariam a internação, os centros cirúrgicos e de cuidado intensivo, dos quais eles não necessitariam. Se o edifício for mesmo um prédio abandonado, é bem possível que os elevadores não funcionem. Mas ainda há escadas. Eu sugeriria que você as bloqueasse ou ao menos evitasse que os membros da equipe fugissem por ela pois, neste caso, você teria que buscá-los em um labirinto de quartos idênticos e longos corredores.

Na umbra você pode esperar teias e aranhas da Weaver e até mesmo aparições, como as que viu Shaira.

Por outro lado, os seres tomados pela Weaver costumam estar conectados espiritualmente entre si. Desse modo, após os primeiros ataques, sobretudo se a morte não for fulminante, é possível que os demais se enterem de sua presença e você se torne um caçador-caçado. E lembre-se que mesmo os que não são garous nem drones, portam armas com balas de prata.


Anton olhou para Klauss por uns momentos e disse:

- Não será fácil, filho. De todo o coração, eu espero que você prove que eu estava equivocado mas…

O ancião chacoalhou a cabeça, expulsando um pensamento e  prosseguiu:

- Bem, deixemos de especulações. Acredito que você tem várias perguntas, pode fazê-las então.


Última edição por Lua em Sab 25 Jun 2016 - 22:56, editado 1 vez(es) (Razão : Correção de Fergus para Edward)


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1732
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Klauss Krugger em Qui 16 Jun 2016 - 9:32

*Sento-me frente a frente com Anton e aguardo suas instruções.*

- Antes de mais nada, Klauss. Saiba que você nunca terá que “pagar” por nossa hospitalidade. Você nos ajudou a desvendar a morte de Cristiano, a salvar o filhote de Estêvão e estamos muito gratos. Sei que você gosta de ajudar mas, independente disso, sempre será bem-vindo entre nós.

-- Agradeço imensamente Anton-rya, mas como o senhor já deve ter percebido não é de minha natureza ficar parado enquanto outros se esforçam para prover o caern e o haras, acredito que é o mínimo que deveria fazer é ajudar tanto na manutenção do haras, quanto no caern, por isso me esforço com os cliath e em tudo o que está em meu alcance.

Agora vamos falar da missão. Como eu disse no ritual, fizemos um exitoso trabalho de investigação sobre a dra. Misyats e sua equipe. Começou comigo, pois me chamou a atenção que seu sobrenome fosse o mesmo de um irmão de matilha meu, Oleg. Quando fui à Rússia conhecer o noivo de Britany, entrei em contato com ele e levantei alguns dados interessantes. Depois nos ajudaram Virna e Raúl, atraindo a atenção da seita para si mesmos enquanto nossa melhor ragabash, Monalisa, se infiltrava entre os estudantes para investigar de dentro da universidade. Estêvão e Formiga de Hardware hackearam redes e bases de dados da USP e Laura decifrou o caderno de notas que foi encontrado na casa de Cristiano com seu conhecimento científico. Até mesmo Aretha nos ajudou com algumas informações externas, ainda que não lhe tenhamos contado tudo sobre a investigação, por razões óbvias.

Bem, vou tentar passar-lhe apenas os dados relevantes para sua missão.

-- Sei do empenho de todos em levantar todas as informações necessáriaspara essa incursão Anton-rya.

*Ouço atentamente a todas as informações.*

Mais tarde ela se casou com um homem vindo de uma comunidade de parentes presas de prata de origem ucraniana, no sul do Brasil. Isso lhe deve ter dado a idéia de retomar o projeto aqui. O homem está desaparecido e acreditamos que foi executado. A filha que tiveram juntos também sumiu, talvez como medidade de proteção.

-- Isso se ela não está usando a própria filha como cobaia...

*Quando ele continua as informações permaneço em silencio processando todas elas.*

Não será fácil, filho. De todo o coração, eu espero que você prove que eu estava equivocado mas…

O ancião chacoalhou a cabeça, expulsando um pensamento e prosseguiu:

- Bem, deixemos de especulações. Acredito que você tem várias perguntas, pode fazê-las então.

-- Entendo o que quer dizer senhor, mas tenho algumas perguntas sim... sobre Raphael Kim ninguém conseguiu usar algum dom tecnológico nele? *espero ele responder e continuo*E quanto a Luis, Silversword e Jaguaribe, mesmo tendo entregues eles a André Pantulha, com todas as provas e mesmo tendo quase matado Ariana nenhuma atitude foi tomada? *aguardo sua resposta* E o computador que peguei na casa de Luis Formiga de Hardware e por fim Sharia não mencionou ao menos vagamente a localização deste hospital. e Para finalizar preciso dos endereços atualizados de todos, a primeira noite será fundamental para eliminar pelo 3 deles.




Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger

Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2537
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Lua em Dom 26 Jun 2016 - 17:03

- Isso se ela não está usando a própria filha como cobaia…


- É horrendo mas não impossível…


sobre Raphael Kim ninguém conseguiu usar algum dom tecnológico nele?


- Não sei exatamente a que dom você se refere, Klauss, mas nós, ao menos, não usamos nenhum. Ordenamos a Monalisa, Formiga e Estêvão que apenas obtivessem informações, sem interferir nas possíveis atividades dos suspeitos. Estêvão nem ao menos saiu de Fonte Fria. Até agora, a equipe de Misyats tem estado "aos cuidados" só de Serpente do Brejo. Quanto a Ralf, ele não está entre os garous uspianos que lidam - ou deveriam lidar - com o problema. E Kim, como o resto da equipe, não está circulando, ao menos explicitamente, pela universidade.


E quanto a Luis, Silversword e Jaguaribe, mesmo tendo entregues eles a André Pantulha, com todas as provas e mesmo tendo quase matado Ariana nenhuma atitude foi tomada?


- Aparentemente, não. Temos evidências indiretas de que estão vivos. A casa de Luis permanece intacta, nenhum familiar apareceu para levar suas coisas, as contas continuam sendo pagas, embora, ele mesmo não tenha sido visto nem lá, nem na universidade, nem no Butantan. Os professores foram demitidos por ausência da USP mas há movimentação em seus cartões de crédito. Há registro de um pedido de trancamento de matrícula em nome de Dandara Lima. Larissa não têm sido vista mas, ao que parece, ou ela assiste algumas aulas ou alguém assina sua presença pois tem a frequência mínima para não ser reprovada por faltas. Além disso ela tem feito provas e entregado trabalhos neste período.
E por aí vai. Não há nada indicando que Pantulha mandou executá-los. E é por isso que vamos interferir.



E o computador que peguei na casa de Luis


- Formiga conseguiu acessá-lo. Foi a ação mais direta que tivemos. As informações obtidas não foram muitas - Luiz parece ser o que menos sabe sobre o esquema todo - mas o que achamos foi suficiente para montar o mapa que você está vendo agora.


Sharia não mencionou ao menos vagamente a localização deste hospital


- Não. Shaira escapou pela umbra e não conhece a cidade para reconhecer o lugar em que emergiu ao mundo físico. Tudo o que sabemos é que não foi tão distante assim da USP, o que é um dos indícios que nos faz pensar que o suposto hospital está próximo da universidade.


Para finalizar preciso dos endereços atualizados de todos, a primeira noite será fundamental para eliminar pelo 3 deles.


Anton deu um sorriso triste.

- Se fosse fácil assim, teríamos encarregado nossas ragabashs de eliminá-los. Os membros da equipe deixaram suas casas e não há endereços atualizados. Nem nos registros da USP, nem nos bancos de dados que pudemos acessar. É por isso que é fundamental achar o lugar onde realizam seus experimentos, pois é para lá que todos seguramente convergem. Não haverá "primeira  noite", Klauss. Se tivermos sorte, haverá uma única e longa noite, em que você acabará com todos, um a um, antes que haja tempo de escaparem ou de Serpente do Brejo entender que estamos resolvendo o problema por eles. O tempo para investigar e ir com calma esgotou-se….

Antes que completasse a frase, o celular de Anton soou. Ele atendeu e ouviu mais do que falou, porém Klauss percebeu que o interlocutor era Formiga de Hardware, de modo que já intuía a notícia que seria dada em seguida:

- Formiga achou o edifício. - disse Anton com um olhar incisivo - A investigação acabou. Chegou a hora de agir.


OFF:
Klauss, a partir daqui o jogo é um pouco como um videogame. Você terá que escolher uma entrada, penetrar no edifício e ir encontrando e eliminando os membros da equipe, sem alertar os demais. Os npcs, as ameaças e também algumas coisas que poderão te ajudar já estão previamente distribuídos na minha versão do mapa, tanto no plano físico quanto na umbra. O êxito da missão, portanto, dependerá das estratégias, decisões e caminhos que você for tomando (descreva-os nas postagens).
Você poderá pedir rolagens de estratégia, se desejar, mas elas serão ocultas. Uma falha crítica pode te por em problemas, enquanto muitos sucessos te mandarão ao adversário do jeito mais favorável que você pretendia.
O Klauss não tem medicina ou ciência mas ainda assim poderá usar a estrutura do hospital a seu favor, desde que a ação seja de senso comum (cortar com um bisturi, sufocar ou amarrar alguém com um rolo de gaze, etc.).
Qualquer dúvida me contate.
Como disse o Anton, chegou a hora de agir! Bom jogo.


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1732
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Klauss Krugger em Ter 28 Jun 2016 - 8:35

*Ouço atento as ultimas informações de Anton.*

Não. Shaira escapou pela umbra e não conhece a cidade para reconhecer o lugar em que emergiu ao mundo físico. Tudo o que sabemos é que não foi tão distante assim da USP, o que é um dos indícios que nos faz pensar que o suposto hospital está próximo da universidade.


Para finalizar preciso dos endereços atualizados de todos, a primeira noite será fundamental para eliminar pelo 3 deles.



Anton deu um sorriso triste.

- Se fosse fácil assim, teríamos encarregado nossas ragabashs de eliminá-los. Os membros da equipe deixaram suas casas e não há endereços atualizados. Nem nos registros da USP, nem nos bancos de dados que pudemos acessar. É por isso que é fundamental achar o lugar onde realizam seus experimentos, pois é para lá que todos seguramente convergem. Não haverá "primeira noite", Klauss. Se tivermos sorte, haverá uma única e longa noite, em que você acabará com todos, um a um, antes que haja tempo de escaparem ou de Serpente do Brejo entender que estamos resolvendo o problema por eles. O tempo para investigar e ir com calma esgotou-se….



Antes que completasse a frase, o celular de Anton soou. Ele atendeu e ouviu mais do que falou, porém Klauss percebeu que o interlocutor era Formiga de Hardware, de modo que já intuía a notícia que seria dada em seguida:

- Formiga achou o edifício. - disse Anton com um olhar incisivo - A investigação acabou. Chegou a hora de agir.

-- Melhor assim, não vou precisar ficar indo de um lugar a outro caçando um por um, assim ou terei sucesso ou não, apenas antes de partir irei a Laura-rya e pedirei uma dose do antibiótico que ela usou, caso eu sobreviva e tenha contato com a bactéria ja estou prevenido. E fique tranquilo Anton-rya pedirei que Virna me leve até perto do local e saia com a moto, não deixarei suspeitas sobre Fonte Fria caso eu falhe.

*Levanto-me estendo a mão em direção a Anton enquanto sorrio.*

-- Caso eu não prove que o senhor está errado Anton-rya, foi um prazer conhece-lo, caso eu falhe espero pelo menos levar o máximo dos desgraçados comigo, mas não falharei.

*Vou até Laura, me despeço e peço mais 2 doses do antibiotico, tomo uma delas imediatamente e guardo outra. Em seguida pego a moto e vou até a republica. Converso com todos normalmente e peço para falar com Virna em particular e explico a situação e o desafio e como não quero chamar a atenção sobre Fonte Fria peço que ela me leve até perto do hospital, entrego a dose do antibiotico para ela, a chave e os documentos da moto para ela e tudo o que recolhi em minhas viagens o dinheiro que me resta fico apenas com um dos celulares Peço que ela me leve até próximo do lugar.*

-- Caso eu volte vou precisar tomar, caso eu não volte tome e suma de São Paulo até as coisas esfriarem, pois se eu falhar provavelmente eles vão liberar essa bactéria sobre Serpente do Brejo e quero manter sua segurança, se eu não te ligar até de manhã conte para os outros e não vão a USP por nada desse mundo, muito menos até Serpente do Brejo... se eu voltar quero conhecer sua família e quero leva-la a um caern que conheci em minha viagem, uma ilha perto de Florianópolis... eles agem tanto em terra quanto no mar... você vai gostar do lugar...

*Evito demonstrar qualquer tipo de sentimento a não ser confiança, a abraço forte e em seguida desligo o celular e o escondo em algum lugar e começo a me aproximar furtivamente observando sempre para localizar alguma câmera de segurança ou alguém fazendo ronda.*





Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger

Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2537
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Lua em Ter 28 Jun 2016 - 17:36

-- Melhor assim, não vou precisar ficar indo de um lugar a outro caçando um por um, assim ou terei sucesso ou não, apenas antes de partir irei a Laura-rya e pedirei uma dose do antibiótico que ela usou, caso eu sobreviva e tenha contato com a bactéria ja estou prevenido. E fique tranquilo Anton-rya pedirei que Virna me leve até perto do local e saia com a moto, não deixarei suspeitas sobre Fonte Fria caso eu falhe.

*Levanto-me estendo a mão em direção a Anton enquanto sorrio.*

-- Caso eu não prove que o senhor está errado Anton-rya, foi um prazer conhece-lo, caso eu falhe espero pelo menos levar o máximo dos desgraçados comigo, mas não falharei.


Anton ouviu as palavras de Klauss com uma expressão grave, onde se lia também gratidão. Era um garou contido, cuja formalidade e boas maneiras criavam uma espécie de aura de superioridade que costumava manter os demais afastados. Mas quando apertou a mão de Klauss, foi de um modo pessoal e afetuoso.

- Não falhe. - disse em voz baixa - Você é um garou valoroso, Gaia ainda o necessitará muito. Mas… se algo… ocorrer… não leve o máximo deles com você. Leve os que poderiam escapar com o antraz.
Boa sorte, filho, e que Gaia o acompanhe.


***

Klauss procurou Laura e pediu o antibiótico. Ela entrou no laboratório e voltou com um pequeno estojo e uma seringa descartável. Em seguida preparou a injeção, disse a Klauss que estendesse o braço, limpou-o com álcool e apertou o garrote.

- Tenho mais prática com cavalos mas vamos lá, encontrar essa veia. - disse sorrindo - Estou lhe dando uma dose alta, Klauss, nosso corpo metaboliza tudo muito rápido. É possível que a ciprofloxacina te deixe um pouco mais agitado, considere isso ao tomar decisões.

Em seguida injetou o antibiótico.

- Muito bem, já acabou. - disse ao fim - Aqui estão mais doses, para deixar com Virna. Ela sabe aplicar injeções.  Mas você entende que isso não é tudo, não é mesmo? Se vocês se infectarem, têm que regressar para um longo tratamento. Neste momento eu não posso fazer nada preventivo espiritualmente. Mas eu, Midori e Estêvão estamos criando um plano de ação para o caso de… você sabe… as coisas não saírem como esperado…

Não foi um comentário muito animador.

***

A porta do apartamento se abriu e uma onda de familiaridade invadiu o coração de Klauss. Aí estavam Virna, sorrindo com sua carinha travessa e os cabelos espetados e, atrás dela, Raul e Jamile, sentados sobre o tapete com um monte de cadernos e livros abertos, acenando-lhe. O cabelo de Raul já tomava a forma preocupante da melena de um cantor sertanejo e Jamile estava um pouco mais rechonchuda, provavelmente pela tensão dos estudos e pouca atividade garou para descarregá-la. Receberam-no com brincadeiras e carinho.

Depois Klauss se afastou com Virna, que ouviu suas instruções com seriedade, exceto a parte sobre o caern próximo a Florianópolis, quando ela esfregou as mãos e saltou no lugar, sorrindo, como uma menina.

Saíram em seguida. Nem mesmo Jamile notou que algo sério iria passar. Ela e Raul continuaram estudando, inocentes como filhotes.

Virna deixou Klauss no local pedido. Quando ele a abraçou, ela respondeu com um beijo breve mas intenso, do tipo que, por si só, já é uma boa razão para se querer regressar com vida.

- Vai lá, guerreiro! - disse ela fazendo a moto funcionar.

Tinha um ar confiante. Não por ingenuidade mas daquele jeito duro que tinha de esperar sempre o máximo de Klauss, por reconhecer seu valor.


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1732
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Klauss Krugger em Qua 29 Jun 2016 - 10:04

- Não falhe. - disse em voz baixa - Você é um garou valoroso, Gaia ainda o necessitará muito. Mas… se algo… ocorrer… não leve o máximo deles com você. Leve os que poderiam escapar com o antraz.
Boa sorte, filho, e que Gaia o acompanhe.

-- Agradeço Anton-rya  e espero que em breve  possa lhe dar noticias positivas para enviar um grupo de limpeza.

-----------------------------------------------


- Tenho mais prática com cavalos mas vamos lá, encontrar essa veia. - disse sorrindo - Estou lhe dando uma dose alta, Klauss, nosso corpo metaboliza tudo muito rápido. É possível que a ciprofloxacina te deixe um pouco mais agitado, considere isso ao tomar decisões.

Em seguida injetou o antibiótico.

- Muito bem, já acabou. - disse ao fim - Aqui estão mais doses, para deixar com Virna. Ela sabe aplicar injeções.  Mas você entende que isso não é tudo, não é mesmo? Se vocês se infectarem, têm que regressar para um longo tratamento. Neste momento eu não posso fazer nada preventivo espiritualmente. Mas eu, Midori e Estêvão estamos criando um plano de ação para o caso de… você sabe… as coisas não saírem como esperado…

-- Fico mais aliviado em ouvir isso, e por sua experiencia assim que eu limpar o lugar ligarei para o haras para mandar uma equipe de limpeza, e avisarei caso suspeite que Antraz foi exposto ao ar, obrigado por tudo Laura-rya.

---------------------------------------------------

*A reação de Virna ao saber do caern maritimo me arrancam um ultimo sorriso.*

- Vai lá, guerreiro!

*Aceno positivamente com a cabeça não preciso falar nada a troca de olhares já diz tudo e aguardo ela se afastar.*

--------------------------------------------------
*Antes de sair de Fonte Fria havia coletado algumas coisas que achei que seriam úteis para a incursão.*
Spoiler:

Um pacote de cintas plasticas tamanho grande (50 unidades)
Spoiler:
5 rolos de fita isolante grossa
Spoiler:
1 alicate de corte
Spoiler:

*Suponho que seja perto da meia noite, desligo o celular e o escondo dentro de um bueiro próximo de modo que o alcance após a missão. observo o prédio por alguns segundos e espero a rua ficar sem nenhum movimento pulo o muro e me escondo atrás de alguns entulhos, olho novamente o prédio procurando por câmeras de segurança externa ou pessoas fazendo ronda e espio a umbra do lugar, caso não encontre nada começo a me deslocar furtivamente corro até ao lado esquerdo da porta de consulta externa dou uma olhada rápida se não há ninguém a vigiando e me escondo rapidamente torcendo para que ninguém tenha me visto, vou rapidamente até a quina da parede e observo a lateral da entrada de serviço se há câmeras de segurança ou se há alguém fazendo a guarda pelo lado de fora, caso não haja ninguém corro até a porta de entrada de serviço e a bloqueio com 6 cintas plásticas prendendo as 2 portas juntas (suponho que as entradas sejam feitas com 2 portas anti-fogo, ou portas duplas com vidro), caso aja alguém observando pelo lado de fora deixo presa de fenris sair me aproximo furtivamente coloco a mão esquerda sobre a boca e corto o pescoço o mais fundo que conseguir para evitar que a pessoa grite, caso aja câmeras de segurança, corto os fios da câmeras. Para somente após isso correr até a próxima parede e observar rapidamente.*

Off
as observações nas laterais e nas portas é estilo colocar apenas parte da cabeça e voltar rapidamente se não ver ninguem da primeira vez repete o movimento até ter certeza que não há ninguém para então agir
Os deslocamentos são sempre evitando passar ereto em frente a janelas para evitar ser visto
Caso veja alguém e consiga me aproximar furtivamente mudo para forma glabro para um aumento de força no golpe, sem gasto de fúria por enquanto.
Fiz a primeira lateral do hospital para não me adiantar demasiadamente nos posts vai que ja dou de cara com segurança antes mesmo de bloquear as portas


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger

Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2537
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Lua em Ter 5 Jul 2016 - 18:05

Klauss viu as horas em seu celular. Passava um pouco das dez mas parecia mais tarde devido à escuridão da noite, carregada de nuvens e de poluição, e ao silêncio da vizinhança, que se encerrava em suas casas, protegendo-se do frio, da violência das ruas e da presença assustadora daquele edifício abandonado.

As palavras de Anton ecoaram em sua cabeça: "Se tivermos sorte, haverá uma única e longa noite, em que você acabará com todos, um a um…"


observo o prédio por alguns segundos e espero a rua ficar sem nenhum movimento pulo o muro e me escondo atrás de alguns entulhos, olho novamente o prédio procurando por câmeras de segurança externa ou pessoas fazendo ronda e espio a umbra do lugar,


Da posição em que estava, Klauss podia ver toda uma lateral do edifício, com uma única e grande porta sobressaindo. Identificou-a como a Entrada à Consulta Externa. Não viu nada parecido com câmeras de segurança, tampouco havia alguém fazendo a ronda.

rolagem - espiar:

Klauss rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 10 para Manobra Especial e obteve: 7 3 8 2 10
Klauss obteve 1 sucesso!

A umbra local estava tranquila. As paredes do edifício apareciam translúcidas naquele ponto e, através delas, tudo o que Klauss pôde ver foram alguns grossos filamentos de teia cruzando o saguão.


começo a me deslocar furtivamente corro até ao lado esquerdo da porta de consulta externa dou uma olhada rápida se não há ninguém a vigiando e me escondo rapidamente torcendo para que ninguém tenha me visto, vou rapidamente até a quina da parede e observo a lateral da entrada de serviço se há câmeras de segurança ou se há alguém fazendo a guarda pelo lado de fora, caso não haja ninguém corro até a porta de entrada de serviço e a bloqueio com 6 cintas plásticas prendendo as 2 portas juntas (suponho que as entradas sejam feitas com 2 portas anti-fogo, ou portas duplas com vidro)


Novamente, Klauss não encontrou nem câmeras, nem vigilantes. Com ajuda das cintas, bloqueou a porta dupla da entrada de serviço.


Para somente após isso correr até a próxima parede e observar rapidamente.


Klauss sabia que naquela lateral estariam a Entrada de Internação e a Entrada de Emergência. Usando sua tática de por parte da cabeça e retirá-la rapidamente, deu uma olhadela no local. Não viu muita coisa, mas lhe chamou a atenção uma pequena construção bem ao fundo. Por sua aparência e localização, provavelmente havia sido onde ficavam os caixas eletrônicos quando o hospital funcionava.


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1732
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Klauss Krugger em Qua 13 Jul 2016 - 8:06

Klauss sabia que naquela lateral estariam a Entrada de Internação e a Entrada de Emergência. Usando sua tática de por parte da cabeça e retirá-la rapidamente, deu uma olhadela no local. Não viu muita coisa, mas lhe chamou a atenção uma pequena construção bem ao fundo. Por sua aparência e localização, provavelmente havia sido onde ficavam os caixas eletrônicos quando o hospital funcionava.

*Agora observo com um pouco mais de calma ainda a procura de alguma movimentação externa e de câmeras de segurança, em seguida ando furtivamente até a entrada de internação me abaixando quando passar pelas janela, observo rapidamente pela porta de internação e então a bloqueio utilizando as cintas e então continuo a me movimentar furtivamente até a construção, me encosto e observo rapidamente dentro da construção e do lado oposto novamente a procura de movimentação e câmeras, caso não aja ninguém, me desloco até a porta de emergência e a bloqueio, caso encontre alguém mudo para forma glabro e ainda me desloco furtivamente tentando chegar até a pessoa pelas costas seguro sua boca com a mão esquerda e cravo Presa de Fenris em sua garganta com a intenção de destruir sua traqueia impedindo de emitir sons e finalizo a decapitação e me desloco até a quina da parede da entrada principal e olho a frente do hospital usando a mesma técnica de olhar rapidamente algumas vezes a procura de movimentação ou câmeras de segurança.*

off
suponho que a construção seja a área cinza próximo a entrada de emergência


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger

Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2537
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Lua em Qua 20 Jul 2016 - 9:27

Agora observo com um pouco mais de calma ainda a procura de alguma movimentação externa e de câmeras de segurança, em seguida ando furtivamente até a entrada de internação me abaixando quando passar pelas janela, observo rapidamente pela porta de internação e então a bloqueio utilizando as cintas


Rolagem:

Klauss rolou 9 dados de 10 lados com dificuldade 8 para Manobra Especial e obteve: 7 8 5 6 5 8 1 2 3
Klauss obteve 1 sucesso!

Klauss não encontrou sinais de câmeras nem viu qualquer movimentação externa. Valendo-se de suas excepcionais destreza e furtividade, caminhou até a entrada de internação e bloqueou-a adequadamente.


então continuo a me movimentar furtivamente até a construção, me encosto e observo rapidamente dentro da construção.


rolagem:
Klauss rolou 9 dados de 10 lados com dificuldade 9 para Manobra Especial e obteve: 3 4 9 6 4 8 10 8 3
Klauss obteve 2 sucessos!
Especializações:
Klauss rolou 1 dados de 10 lados com dificuldade 9 para Manobra Especial e obteve: 6
Que pena, Klauss não obteve sucesso!

Klauss dá uma espiada dentro da construção. Nos poucos segundos que teve, conseguiu ver um grupo de homens maltrapilhos abrigando-se do frio. Pareciam ser três.


off: sei que você só poderá postar a partir da semana que vem mas estou me adiantando.


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1732
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Klauss Krugger em Qua 3 Ago 2016 - 12:30

Klauss dá uma espiada dentro da construção. Nos poucos segundos que teve, conseguiu ver um grupo de homens maltrapilhos abrigando-se do frio. Pareciam ser três.

(Que ótimo... era tudo o que precisava,,,)

*Ativo o dom sentir a Wyrm  para ver se estão maculados *

Caso não estejam

Ativo o dom Comando do Forte as palavras em caixa alta são os comandos a serem executados

-- SILENCIO... vocês estão em perigo...

-- FUJAM daqui o mais rápido possível e façam SILENCIO

Caso estejam contaminados

*Assumo minha forma Crinos e avanço contra eles usando até 4 pontos de fúria para golpea-los.*

*Após ou matar ou esperar que os maltrapilhos saiam do local me dirijo até a porta da saida de emergencia e a bloqueio como as demais, seguindo os mesmos processos de segurança anteriormente executados (procurar cameras, vigias e espiar a umbra.)chegando a quina do predio executo a mesma manobra para observar na frente antes de se deslocar até a entrada principal.*


Última edição por Klauss Krugger em Qua 3 Ago 2016 - 12:34, editado 1 vez(es) (Razão : completando o post)


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger

Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2537
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Lua em Seg 8 Ago 2016 - 9:37

Klauss ativou Sentir a Wyrm e percebeu que nenhum dos homens estava maculado. Em seguida, usando Comando do Forte, deu-lhes uma ordem:


-- SILENCIO... vocês estão em perigo...

-- FUJAM daqui o mais rápido possível e façam SILENCIO


Rolagem:

Klauss rolou 13 dados de 10 lados com dificuldade 5 para Manobra Especial e obteve: 1 3 5 8 4 2 7 2 1 4 8 2 5 
Klauss obteve 3 sucessos!

Klauss rolou 13 dados de 10 lados com dificuldade 5 para Manobra Especial e obteve: 8 4 6 3 9 9 2 7 10 6 1 9 3 
Klauss obteve 7 sucessos!

Klauss rolou 13 dados de 10 lados com dificuldade 5 para Manobra Especial e obteve: 9 10 5 8 3 2 3 5 7 3 7 8 7 
Klauss obteve 9 sucessos!

Não teve a menor dificuldade em ser obedecido. Um dos homens escapou rapidamente mas dois deles o fizeram como se disso dependesse a vida dos filhos.

A pequena construção ficou abandonada.


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1732
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Klauss Krugger em Seg 8 Ago 2016 - 14:35

*Observo os homens fugindo para longe.*

(Espero que a movimentação deles não tenha atraido a atenção de meus alvos...)

*Após esperar que os maltrapilhos saiam do local me dirijo até a porta da saida de emergencia e a bloqueio como as demais, seguindo os mesmos processos de segurança anteriormente executados (procurar cameras, vigias e espiar a umbra.)chegando a quina do predio executo a mesma manobra para observar na frente antes de se deslocar até a entrada principal.*

(Os dons do camaleão facilitariam e muito minha invasão... mas os Vigias Sorrateiros não existem mais e dificilmente um espirito totem gastaria seu poder com apenas um individuo... espero que não tenha mais nenhum empecilho para entrar cada segundo que perco aqui fora aumenta as chances deles perceberem as portas bloqueadas.)



Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger

Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2537
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Lua em Seg 8 Ago 2016 - 18:13

*Após esperar que os maltrapilhos saiam do local me dirijo até a porta da saida de emergencia e a bloqueio como as demais, seguindo os mesmos processos de segurança anteriormente executados (procurar cameras, vigias e espiar a umbra.)chegando a quina do predio executo a mesma manobra para observar na frente antes de se deslocar até a entrada principal.*


Klauss bloqueou a saída de emergência exitosamente. Não encontrou câmeras nem outros vigias e a umbra estava estava igualmente tranquila, a única diferença é que a área da entrada de emergência tinha um reflexo umbral mais denso.

Em seguida, posicionou-se na quina do edifício e tentou observar as cercanias da entrada principal.

Rolagem:
Klauss rolou 9 dados de 10 lados com dificuldade 7 para Manobra Especial e obteve: 5 1 6 1 7 8 5 7 1
Que pena, Klauss não obteve sucesso!

Estava muito escuro e confuso. Mal divisou a marquise que cobria a entrada e não pôde ver se havia alguma forma de vigilância no local.


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1732
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Klauss Krugger em Qui 11 Ago 2016 - 8:58

Estava muito escuro e confuso. Mal divisou a marquise que cobria a entrada e não pôde ver se havia alguma forma de vigilância no local.

*Pego uma pedra de um tamanho médio ou um pedaço de madeira e arremesso com força no mato mais próximo, se não aparecer ninguém dentro dos próximos 10 segundos olho novamente para a frente do predio procurando novamente por câmeras de segurança ou por algum vigilante e então avança para a entrada, pronto a atacar qualquer um que encontre pelo caminho ou para simplesmente bloquear a porta e seguir rumo a ultima parede do prédio.*



Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger

Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2537
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Lua em Qui 11 Ago 2016 - 12:13

Após lançar a pedra, Klauss viu um facho de luz iluminar o local onde ela caiu.
Alguém ali tinha uma lanterna.

Rolagem:

Klauss rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 7 para Manobra Especial e obteve: 7 7 1 1 6 4 5 6
Que pena, Klauss não obteve sucesso!

Foi tudo o que conseguiu perceber.


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1732
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Klauss Krugger em Sex 2 Set 2016 - 8:52

*Sabendo que havia alguém junto a porta com uma lanterna volta para onde estavam os mendigos e procura por um cobertor abandonado e por uma garrafa com um resto de cachaça, assumindo sua forma glabro se enrola no cobertos e se mantém em uma postura curvada e cambaleante, pois sabe que curvado e com disfarçaria um pouco sua altura em glabro, jogando um pouco de cachaça no cobertor fetido caso aja necessidade, e iria cambaleando até a frente com a intençao de chamar a atençao do vigia para mais um dos desabrigados que se escondem na lateral abandonada, Klauss acha impossivel que eles trabalhem ao lado tendo um vigia sem ter conhecimento dos mendigos morando ao lado. Quando o vigia fosse manda-lo embora tentaria se aproximar ao maximo dele para então atacar com a klaive.*


Citação
Ação
Pensamento
Narração
Fala

"Leões e Tigres são fortes... mas lobos não trabalham em circo."

ficha Klauss Krugger

Klauss Krugger
Crias de Fenris
Crias de Fenris

Mensagens : 2537
Data de inscrição : 18/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Lua em Sex 2 Set 2016 - 21:44

Klauss voltou aonde haviam estado os homens maltrapilhos mas não encontrou nem cobertor nem garrafa. Teria que pensar em outra estratégia para abordar a entrada principal do edifício.


*Rodrigo*Alexey    *Mitzuki  


ação pensamento fala   /   narração diálogo

Esta é uma obra de ficção. A menos que você seja um lobisomem, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência.

Lua
Admin
Admin

Mensagens : 1732
Data de inscrição : 28/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Klauss Krugger - A Perversa Ciência (Subida de Posto)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum