Klauss Krugger - Lobos Sabem Nadar?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Klauss Krugger - Lobos Sabem Nadar?

Mensagem  Crios em Dom 5 Fev 2017 - 2:29

Musica tema:

Então quer dizer que você quer trilhar o caminho de seu avô. – O homem velho solta um sorriso nostálgico – Você parece bem determinado não é mesmo rapaz.



As viagens de Klauss o levaram para a Dinamarca. Em conversas com alguns Galliard de sua tribo, teve uma informação empolgante. Aparentemente, um antigo amigo de seu avô ainda estava vivo. Este suposto amigo, teria lutado ao lado do Martelo da Justiça em várias situações. Um dos poucos. Afinal, Lars já havia acumulado uma boa idade. Boa parte de seus amigos mais antigos, já estão mortos. Se o que falaram sobre este lobisomem estiver certo, Klauss estará mais um passo para tomar o antigo lugar de seu avô.

Justiça de prata viajou para a Dinamarca, seguindo as pistas (e com ajuda de um Galliard Fenrir), chegou até onde seria supostamente a casa de Robert Bamard Fagulha de Guerra. Era de noite. A meia lua era ofuscada pelas nuvens. Klauss estava em meio a uma estrada de barro numa zona rural, passando de frente a uma pequena fazenda. Ao bater na porta, um homem de mais idade recebe o jovem Fenrir. Depois de uma breve apresentação, Klauss é recebido com um sorriso animador. A residência é muito humilde. Fogo na lareira aquece a sala do pequeno lar. O chão de madeira, tem um grande tapete mais simples, que cobre parte da sala. Não muito longe da lareira, duas poltronas, ambas viradas para o fogo e quase viradas uma para a outra, estão sendo ocupadas. Klauss, em uma, e o Robert em outra.

Robert Bamard:


cenario:

pense nisso. Só que sem sol, e com a lareira acesa.


-Então deixe-me ver se entendi bem. Você é mesmo neto do Martelo da justiça? – O senhor se aproxima de Klauss com a cabeça, e o estuda dos pés a cabeça por alguns segundos. E expressa rapidamente sua conclusão – Incrivel!!!  

Robert fala como um animo juvenil. Senhor gentil e entusiasmado Como se Klauss tivesse despertado alguma memoria enterrada na mente do Fagulha de Guerra. Parece genuinamente preocupado com o conforto de Klauss que foi recebido quase de imediato. (3 sucessos em teste de empatia)

-Então quer dizer que você quer trilhar o caminho de seu avô. – O homem velho solta um sorriso nostálgico – Você parece bem determinado não é mesmo rapaz.

-Ah, já ia esquecendo. Hora, mas que falta de educação a minha. Antes de me apresentar de forma decente. Você aceita uma xícara de chá quente? Deveria estar um frio danado lá fora – e de fato estava – Você sabe, ervas dinamarquesas fazem o melhor chá que muitos Fianna tiveram o prazer de beber.


O sorriso do velho é muito convidativo, e ele esta claramente empolgado com a visita.


Última edição por Crios em Dom 5 Fev 2017 - 2:32, editado 1 vez(es) (Razão : Apenas uma correção rapida)
avatar
Crios

Mensagens : 40
Data de inscrição : 08/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum